Menu
2019-08-12T15:33:55-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro

Governador do RS diz que vai manter Banrisul como banco público

Venda de ações do Banrisul é uma das condições acordadas com o governo federal para a entrada no Regime de Recuperação Fiscal

12 de agosto de 2019
15:33
Banrisul
Imagem: Divulgação

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou que sua gestão vai manter o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) como uma instituição pública.

"A privatização do Banrisul demandaria um grande esforço de capital político sem resolver o déficit do Estado. A receita gerada seria rapidamente consumida pelo déficit do Estado", disse ele, em evento do Santander Brasil, em São Paulo, nesta tarde de segunda, 12.

Segundo ele, antes de se pensar na privatização do Banrisul ou qualquer outro ativo público, é necessário equacionar o déficit do Estado e as causas que pesam a folha de pagamento do Estado. O tucano disse ainda que manter o banco como uma instituição pública tem sentido sob a lógica de oportunidade do negócio e sua subsidiária.

"A decisão de manter o Banrisul como um banco público faz sentido por conta da lógica de investimento do capital político. Antes, precisamos fazer ações de reestruturação da máquina pública", disse Leite.

A venda de ações do Banrisul é uma das condições acordadas com o governo federal para a entrada no Regime de Recuperação Fiscal (RRF). O Estado mandou o plano de recuperação sem o banco, com a venda de outros ativos, e aguarda para ver se o Tesouro vai aceitar.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

EM SITUAÇÃO DELICADA

FMI vê País com a pior dívida entre emergentes

Situação fiscal ruim do Brasil só é superada por países menores, como Angola, Líbia e Omã

ESQUENTA DOS MERCADOS

Coronavírus assusta, mas balanços corporativos tentam injetar otimismo nos mercados

O aumento do número de casos do coronavírus e a novela do pacote de estímulos fiscais americanos continuam como os principais fatores de cautela no radar dos investidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Lá e de volta outra vez: o maior IPO da história e a pandemia em semana de decisão monetária

Hegel costumava afirmar que a história sempre se repete (como disse, se reordena e retrocede sobre si). Ora, não é que nos deparamos com essas duas ideias nessa última semana de outubro?

Balanços

Santander tem recuperação em “V” e lucro sobe para R$ 3,9 bilhões no trimestre

A unidade local do banco espanhol supera expectativas de longe com lucro líquido de R$ 3,902 bilhões, alta de 5,3% em relação ao terceiro trimestre de 2019

REPARAÇÃO

Eletrobras adere a acordo de leniência da Camargo Corrêa e receberá R$ 117 milhões

Empreiteira assinou acordo de leniência em 2019, confessando ilícitos praticados contra diversas estatais e o governo federal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies