Menu
2019-12-19T17:25:25-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Martelo batido

Leilão da Aneel irá gerar R$ 4,2 bilhões em investimentos em linhas de transmissão de energia

A Aneel concedeu à iniciativa privada os direitos de operação e exploração de 2.470 quilômetros de linhas de transmissão, por um período de 30 anos. Entre os vencedores, estão Cteep e Neoenergia

19 de dezembro de 2019
17:25
Leilão de linhas de transmissão da Aneel
Imagem: Divulgação B3

Todos os lotes oferecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no leilão de linhas de transmissão desta quinta-feira (19) — o último certame do tipo em 2019 — foram arrematados, resultado que garante investimentos de cerca de R$ 4,18 bilhões ao setor elétrico do país.

  • Oportunidade: Contrate o Ivan Sant’Anna como seu mentor de investimentos. Saiba mais aqui.

Ao todo, foram concedidos à iniciativa privada 2.470 quilômetros de novas linhas de transmissão, cruzando 12 Estados. Os vencedores irão administrar os ativos por 30 anos, ficando responsáveis pela construção, operação e manutenção da infraestrutura nesse período.

As instalações de transmissão leiloadas nesta quinta-feira deverão entrar em operação comercial num prazo de três a cinco anos, a partir da assinatura dos contratos de concessão. O deságio médio do certame, realizado nesta manhã, na B3, foi de 60,3%.

"O leilão foi um sucesso. Em 2019, foram R$ 18 bilhões de investimentos previstos para os próximos 5 anos, não apenas decorrente dos leilões de energia, mas também esse de transmissão. Isso vai proporcionar ao consumidor, num período de 30 anos, uma economia de R$ 10 bilhões",
disse o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Confira abaixo a lista das empresas que arremataram cada ativo, bem como os lances vencedores:

  • Lote 1 (Rio Grande do Sul): Cteep, R$ 37,75 milhões;
  • Lote 2 (Bahia): Montago Construtora, R$ 5,38 milhões;
  • Lote 3 (Rio de Janeiro e Minas Gerais):
    Zopone Engenharia e Comércio, R$ 30,21 milhões;
  • Lote 4 (Alagoas): Consórcio Nordeste, R$ 2,88 milhões;
  • Lote 5 (Pará e Mato Grosso): Consórcio VSF Transmissoras do Brasil, R$ 38 milhões;
  • Lote 6 (São Paulo): Cteep, R$ 5,32 milhões;
  • Lote 7 (Minas Gerais): Cteep, R$ 32,89 milhões;
  • Lote 8 (Ceará): Engepar, R$ 7,95 milhões;
  • Lote 9 (Bahia): Neoenergia, R$ 18 milhões;
  • Lote 10 (Bahia): Barolo Participações, R$ 37,06 milhões;
  • Lote 11 (Acre): Consórcio Norte, R$ 58,1 milhões;
  • Lote 12 (Bahia): Consórcio VSF Transmissoras do Brasil, R$ 12,2 milhões.

Reação do mercado

Da lista de vencedoras do leilão, apenas Cteep e Neoenergia possuem ativos listados em bolsa. Os papéis das duas empresas, contudo, apresentam reações modestas ao desfecho do certame.

As ações ON da Cteep (TRPL3) operam em alta de 1,92%, mas as PNs (TRPL4) — bem mais líquidas — caem 0,40%. Já Neoenergia ON (NEOE3) recua 1,37%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies