Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-05T10:23:05-03:00
Estadão Conteúdo
Empréstimo

Aneel aprova repasse de R$ 400 mi em empréstimos subsidiados para a Ceal

A empresa foi leiloada pelo governo no dia 28 de dezembro e a disputa foi vencida pela Equatorial; em 2016, Eletrobras decidiu não renovar as concessões de seis distribuidoras

12 de fevereiro de 2019
13:01 - atualizado às 10:23

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 12, um repasse de R$ 400 milhões para a Ceal, distribuidora que atua no Alagoas. O montante será transferido a título de empréstimo subsidiado. O dinheiro virá do fundo setorial Reserva Global de Reversão (RGR), que é abastecido com recursos recolhidos na conta de luz dos consumidores de todo o País.

A empresa foi leiloada pelo governo no dia 28 de dezembro e a disputa foi vencida pela Equatorial. Antes disso, em julho de 2016, a Eletrobras decidiu não renovar as concessões de seis distribuidoras e deixou de aportar recursos próprios nas empresas. Desde então, a Ceal foi sustentada por recursos das tarifas de seus clientes locais e por empréstimos subsidiados desse fundo setorial, até ser privatizada.

Envolvida numa disputa judicial entre União e o Estado de Alagoas, a Ceal foi a última das empresas a serem leiloadas e, por isso, faltaram recursos do fundo para financiar a distribuidora. Por isso, uma portaria publicada pelo governo no fim do ano passado autorizou o repasse de até R$ 400 milhões para a empresa, retroativos ao período entre julho de 2017 e 31 de dezembro de 2018.

Segundo cálculos da Aneel, até setembro de 2018, a empresa teria direito a receber R$ 430 milhões. Com o limite da portaria, somente R$ 400 milhões serão repassados. Os outros R$ 30 milhões, além dos valores referentes a setembro e dezembro, não serão pagos.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

MELOU O NEGÓCIO

Ações da Evergrande saem de suspensão e despencam em meio a desacordo sobre venda de fatia da incorporadora

A própria empreiteira chinesa cancelou um acordo para a venda de uma participação de 50,1% em unidade de serviços imobiliários para a Hopson Development Holdings

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: exterior tem dia de correção e bolsa brasileira deve ter desempenho fraco por mais um dia após fala de Paulo Guedes sobre teto de gastos

Os balanços do exterior devem movimentar os negócios, com Evergrande de volta ao radar após fracasso na venda de uma subsidiária

LAVANDO AS MÃOS

Guedes se isenta e diz que formato do Auxílio Brasil está ‘a cargo da política’

Segundo o ministro, governo teve de fazer um ‘encaixe’ dentro do arcabouço fiscal existente

Entrevista

Um dos maiores gestores de fundos imobiliários do mercado avisa: os shoppings estão baratos e o investidor ainda não percebeu

CEO da HSI, que tem R$ 11 bilhões sob gestão, diz que os shoppings estão começando a apresentar resultados como os de antes da pandemia e vê demanda de residencial alto padrão ainda forte

Casamento legal

Cade mantém aprovação de compra de fatia da BRF (BRFS3) pela Marfrig (MRFG3)

A conselheira que havia pedido a reabertura da análise da operação mudou de posição e desistiu da reavaliação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies