Menu
2018-12-14T14:52:17-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Gigante do varejo

Magazine Luiza tem uma meta bem clara para 2019: investir!

Recursos aplicados pela companhia terão como destino a abertura e a reforma de lojas e áreas de tecnologia e logística

14 de dezembro de 2018
14:52
frederico-trajano
Varejista já investiu R$ 234 milhões neste ano - Imagem: Werther Santana/Estadão Conteúdo

Investir, investir, investir. Essa será a estratégia do Magazine Luiza para alavancar os negócios da empresa em 2019, depois dos já crescentes investimentos de 2018. O presidente da varejista, Frederico Trajano, afirmou nesta sexta-feira, 14, que esses recursos serão destinados a abertura e reforma de lojas e para áreas de tecnologia e logística.

Vale lembrar que, nos primeiros nove meses do ano, os investimentos do Magazine Luiza atingiram R$ 234 milhões, crescimento de 87% na comparação com 2017. A empresa abriu desde janeiro 100 novas lojas ante um total de 60 aberturas feitas no ano passado.

Além de acelerar a inauguração de novas lojas, o Magazine Luiza reformou 101 pontos de venda para que eles se transformassem em "mini centros de distribuição", com espaço para retirada de produtos comprados online.

Meta aberta

Trajano não informou quantas lojas serão abertas nem quantas serãoo reformadas no próximo ano. Ele destacou, no entanto, o potencial de crescimento da empresa com lojas físicas.

"Estamos em apenas 800 dos mais de 5 mil municípios brasileiros, há muito espaço para crescer", Frederico Trajano, presidente do Magazine Luiza.

O líder da companhia considerou ainda que a abertura de lojas contribui para a estratégia de crescimento no e-commerce, já que a empresa tem participação de mercado maior na venda online nas cidades onde possui lojas físicas.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Proposta não agradou

Renda Cidadã: Bolsonaro nega desejar reeleição e diz estar aberto a sugestões

O presidente ressaltou que suas ações buscam soluções para a economia em 2021 e voltou a criticar a política de isolamento adotada no combate à pandemia da covid-19

Mercado agora

Ibovespa abre em queda e dólar sobe com temor de pedalada e calote

Cautela também prevalece no exterior com expectativa em torno do primeiro debate entre os principais candidatos à presidência dos EUA

Exile on Wall Street

Como perder uma eleição? A Dominância Fiscal

Com pedalada fiscal e, na prática, rompimento do teto de gastos de forma desorganizada e sem colocar uma outra âncora fiscal no horizonte, os agentes econômicos passam a desconfiar da capacidade de o Brasil arcar com seus compromissos financeiros.

INFLAÇÃO DO ALUGUEL

IGP-M tem maior alta mensal desde novembro de 2002

Nos 12 meses encerrados em setembro, índice acumula alta de 17,94%, a maior taxa desde setembro de 2003

risco fiscal

Nova pedalada? Por que o Renda Cidadã provoca medo no mercado

Mercado é tomado pela aversão ao risco, com os investidores preocupados com manobras criativas do governo; veja por que a proposta é vista como pedalada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements