Menu
2019-04-04T14:18:18-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Olha a novidade aí

Parece miragem, mas não é… Dona da Ambev fecha acordo para pesquisas de bebidas alcoólicas com canábis

À princípio, a parceria entre a Labatt e a Tilray está limitada ao Canadá e não há nada concreto com relação à potencial comercialização de tais produtos em outros países. De qualquer forma, a AB InBev parece tomar um importante passo para atrair um mercado que vem crescendo no mundo e que movimenta milhões de dólares

20 de dezembro de 2018
17:14 - atualizado às 14:18
Ambev – Maconha
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Em decisão inovadora, a AB InBev (dona da Ambev) comunicou aos seus acionistas que uma das suas subsidiárias, - a empresa canadense Labatt Brewing Company -, fechou acordo com uma companhia pioneira em produção e comercialização da planta canábis, a Tilray.

O objetivo da parceria é ambicioso e tem como foco a pesquisa de bebidas não alcoólicas com extratos da planta.  Segundo o documento, cada uma das empresas poderá investir até US$ 50 milhões no projeto.

A escolha pela Tilray faz sentido. Afinal, a companhia foi a primeira empresa produtora de maconha para uso medicinal listada na Nasdaq. Com o anúncio de ontem, as ações da Tilray fecharam o dia de ontem cotadas a US$ 71. No início do pregão de hoje, os papéis estavam sendo negociados a US$ 80,52, o que representa uma alta de mais de 13%.

À princípio, a parceria entre a Labatt e a Tilray está limitada ao Canadá e não há nada concreto com relação à potencial comercialização de tais produtos em outros países. De qualquer forma, a AB InBev parece tomar um importante passo para atrair um mercado que vem crescendo no mundo e que movimenta milhões de dólares.

A decisão vem em linha com o que fez a gigante de bebidas Constellation Brands (dona das marcas Corona, por exemplo), que anunciou investimento de US$ 4 bilhões de dólares em uma empresa canadense de canábis, a Canopy Growth.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies