Menu
Ivan Sant’Anna
Seu Mentor de Investimentos
Ivan Sant’Anna
É trader no mercado financeiro e autor da Inversa
2018-12-13T13:24:04-02:00
Seu mentor de investimentos

Um novo ciclo, Ibovespa futuro e big dips

Na quinta-feira da semana passada, fiz algumas indicações em minha coluna. Entre elas, vender a libra esterlina e o euro contra o dólar e comprar o Ibovespa futuro em big dips

13 de dezembro de 2018
13:22 - atualizado às 13:24

Na quinta-feira da semana passada, fiz algumas indicações em minha coluna.

Entre elas, vender a libra esterlina e o euro contra o dólar e comprar o Ibovespa futuro em big dips.

No início da noite, recebi um e-mail da leitora L. V. A. H. querendo mais objetividade. Ela pediu uma definição para big dip.

“Dois por cento?”; “Cinco por cento?”, L. sondou.

“Big dip é algo como 5.000 pontos abaixo das máximas”, respondi, sem querer ser muito minucioso.

Pois bem, a máxima do ano e de todos os tempos do Ibovespa foi 91.242, alcançada no primeiro dia útil deste mês, segunda-feira, 3.

E não é que o mercado, numa enorme correção, ou realização de lucros, como preferirem, caiu os tais 5.000 pontos. Na verdade, um pouco mais, ao ser negociado anteontem, dia 11, a 85.583 (queda de 5.659 pontos da grande máxima).

Como meu big dip era 86.242, quem foi na minha onda e comprou nesse nível pode agora por um stop um pouco abaixo dessa mínima pós 2º turno eleitoral, digamos, 85.400, e surfar a recuperação.

Daqui a 19 dias, o presidente Jair Bolsonaro vai tomar posse. Se seu governo será muito favorável ao mercado de ações, ou apenas friendly, só o tempo dirá. Mas com certeza o capitão deve cumprir sua promessa de impulsionar a livre iniciativa e isso soa como música para os ouvidos dos traders.

Há outros fundamentos positivos no horizonte, em especial a Reforma da Previdência, que deverá ser aprovada no primeiro semestre de 2019.

Agora vem a parte boa da história. De acordo com um relatório divulgado anteontem pelo Fundo Monetário Internacional, as boas novas para a economia brasileira estão por acontecer.

Ciclos econômicos

O FMI classifica os 12 países mais importantes de acordo com os estágios de seus ciclos econômicos.

Dessa dúzia, o Brasil é o que está em melhor situação, pois se encontra no ponto inicial de um período expansionista.

Segue-se a área do euro, o Reino Unido, a Índia e o Japão, no meio do estágio.

Em seu final, estão os Estados Unidos, a China, a Austrália e o Canadá.

No fim do ciclo, o México e a Rússia.

Fechando a turma, isolada, a África do Sul encerrou seu período de expansão.

Por essas razões, estou bastante otimista.

Para quem gosta de especular, e tem bala para isso, sugiro a compra de Ibovespa, agora em small dips. Para os investidores de médio e longo prazo, sugiro a aquisição de ações de empresas sólidas e rentáveis.

Com certeza a década de 2010 foi perdida. Mas pode ser que a de 2020 comece um ano antes, no dia 1º de janeiro de 2019.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

DÍVIDA

Dívida pública federal sobe 1,03% em dezembro, e fecha 2019 em R$ 4,248 trilhões

A DPF inclui a dívida interna e externa. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) subiu 1,22% em dezembro fechou o ano em R$ 4,033 trilhões

DE OLHO NOS GASTOS

Gasto de estrangeiro fica estagnado

Apesar do aumento no volume de pessoas de países com isenção de visto que vieram ao Brasil, isso não se refletiu no montante total de gastos dos turistas de fora

AVALIAÇÃO NEGATIVA

Após aumento de custos e queda nos lucros, Credit Suisse corta preço-alvo para ações da Cielo

Entre os pontos de atenção citados pelos analistas no relatório está a queda de margens, que alcançaram os menores níveis já vistos

as queridinhas dos jovens

Apple, Amazon e Tesla estão entre as ações preferidas dos millennials; confira ranking

Empresa diz ter analisado 734 mil contas de investimento de americanos com idade média de 31 anos

Azul, JBS, Cielo e Petrobras: os destaques do Ibovespa nesta terça-feira

O mercado reage positivamente às novidades anunciadas pela Azul em sua gestão de frota — e, como resultado, as ações da companhia aérea disparam. Já a Cielo tem um dia intenso na bolsa, em meio à divulgação do balanço trimestral da companhia

motivo de preocupação dos mercados

Brasil investiga caso suspeito de coronavírus

Caso a infecção por coronavírus seja confirmada, o nível de alerta no país sobe para de Emergência de Saúde Pública Nacional, quando há a possibilidade de o vírus já estar em circulação no país

olho nos números

Relatório aponta nível baixo de investimento de estatais no 1º ano de Bolsonaro

Estatais federais executaram 45,7% dos investimentos previstos para 2019 e a aplicação dos recursos ao longo do ano foi direcionada basicamente para a Região Sudeste

Câmbio

A alta do dólar preocupa? Com a palavra, o presidente do Banco Central

Campos Neto disse que o BC avalia constantemente se a alta do dólar retarda as decisões de investimento ou contamina as perspectivas de inflação

de olho nas finanças

48% dos brasileiros não controlam o próprio orçamento, mostra pesquisa CNDL/SPC

Segundo o levantamento, a frequência de análise de orçamento é inadequada mesmo entre a maioria dos 52% de brasileiros que utilizam alguma forma de controle de suas finanças

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements