Menu
2019-04-20T15:25:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Na contramão

Avianca planeja separar negócio de fidelidade

Enquanto Latam e Gol se preparam para fazer o caminho inverso, Avianca aposta em independência para aumentar oferta de produtos

4 de dezembro de 2018
10:36 - atualizado às 15:25
Avião Avianca
Imagem: shutterstock

A Avianca está se preparando para dar uma passo contra a maré do setor e tornar sua empresa de fidelidade "Amigo" independente em 2019. A mudança deve ocorrer no próximo semestre.

A informação é do jornal "Valor Econômico" desta terça-feira, 4.

"Hoje, o programa concorre em orçamento com outros projetos da Avianca. Com a operação independente, vai ser possível investir mais no programa, ampliando a oferta de serviços e investindo em ferramentas de produtividade", disse o diretor-geral do programa "Amigo da Avianca", Fabrício Angelin, ao Valor.

Internamente, o programa já vem sendo tratado como um negócio separado. A equipe já foi realocada para um prédio separado, próximo ao Aeroporto de Congonhas, e agora a aérea planeja como será a transferência de ativos para nova empresa.

Ainda de acordo com Angelin, apesar de saber que a maioria dos consumidores estão interessados no resgate de passagens, a companhia fechou parcerias aéreas com diversas empresas, como ReserveCar, Unidas, Hoteis.com, Kalio.com e Allpoints.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

cardápio de balanços

Suzano, Fleury e Totvs: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

São empresas cujas ações fazem parte da carteira teórica do Ibovespa – ou seja, os resultados das companhias ajudam a calibrar o índice

Sucessão no bancão

Milton Maluhy Filho será o novo presidente do Itaú Unibanco

Maluhy tem 44 anos e ingressou no Itaú em 2002. Após passar por diversas funções, o executivo ocupa o cargo de vice-presidente da área de riscos e finanças do maior banco privado brasileiro.

Big Techs

Resultados de Facebook, Google, Amazon, Twitter e Apple mexem com o mercado; veja números

Apesar dos resultados estarem bastante acima do esperado pelos analistas, as ações de algumas das gigantes caíram no pós-mercado em NY

Rombo

Governo Central tem déficit de R$ 76,1 bilhões em setembro

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 96,096 bilhões de agosto.

fechamento

Após sangria, Ibovespa acompanha Nova York e sobe 1,3%; juros recuam com Copom

Índice teve sessão de altos e baixos a princípio, mas acabou seguindo bolsas americanas e registrou maior alta em uma semana; Petrobras e Vale são destaques após balanços. Dólar marca leve ganho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies