Menu
2019-04-04T14:00:49-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Garantia de crédito

A repaginada do FGC vai mudar a forma como você encara as Letras Imobiliárias

Conselho Monetário Nacional excluiu as LI’s do grupo de investimentos garantidos pelo FGC

25 de setembro de 2018
20:32 - atualizado às 14:00

Você provavelmente vai ter que repensar suas convicções sobre as Letras Imobiliárias (LI's) depois da reunião do Conselho Monetário Nacional desta terça-feira, 25. Isso porque o CMN fez alterações no estatuto e no regulamento do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e elas atingem em cheio a cobertura das LI's. Em resumo, esse tipo de investimento de Renda Fixa está fora do grupo de créditos garantidos pelo FGC.

Mas vou deixar um adendo antes que você, investidor que já possui LI's na carteira, entre em desespero: todos os créditos já emitidos até hoje, 25 de setembro, permanecerão com a cobertura. A regra só vale para contratos que foram firmados a partir de amanhã, 26 de setembro.

A mudança foi aprovada com o intuito de evitar confusão com outro investimento, a Letra Imobiliária Garantida (LIG), que foi regulamentada neste ano pelo Banco Central. Com as novas condições, as LI's perdem atratividade já que concorrem com produtos que podem pagam mais e ainda possuem segurança. As próprias LIG's são exemplos, já que contam com dupla garantia: do banco e de um pool de créditos imobiliários.

Tudo alinhado

Além da questão das LI's, outras mudanças no estatuto e no regulamento do FGC foram feitas pelo CMN para  alinhar o fundo com as normas internacionais.

Uma dessas mudanças atinge a seleção dos conselheiros do FGC, que agora vão ser feitas obrigatoriamente por uma empresa de recrutamento. Já a diretoria será eleita pelo Conselho de Administração, não mais pela assembleia das associadas.

Outras novidades serão a inclusão da reserva contábil nas demonstrações financeiras semestrais e anuais do FGC e a troca de informações sobre instituições financeiras entre fundo e Banco Central.

Falando em instituições financeiras, elas agora serão obrigadas a enviar para seus clientes todos os anos quais os termos de garantias do FGC que elas estão incluídas. A medida é considerada importante para o alinhamento internacional em termos de conhecimento da garantia.

*Com agências de notícias.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

A 38 dias da eleição

Trump anuncia nomeação de Barrett para a Suprema Corte

Nomeação ainda precisa ser confirmada pelo Senado, que hoje tem maioria Republicana.

Últimos ajustes

Guedes se reúne com líder do governo na câmara para discutir Reforma Tributária

Segundo o deputado Ricardo Barros, na segunda-feira a proposta já estará fechada para uma rodada de discussão com os líderes da base governista no Congresso.

Em 2020

Pandemia tira R$ 12 bilhões em investimentos

Investimentos públicos em infraestrutura deverão ser 10% menores em relação ao estimado antes da pandemia de covid-19.

Entrevista

“A crise econômica será severa e prolongada”, diz de Bolle

Em novo livro, economista defende que é preciso romper com padrões estabelecidos de estratégia econômica – como o teto de gastos – para responder aos desafios trazidos pelo novo coronavírus.

FALTA DE PATRIOTISMO?

O Brasil é mesmo o pior país emergente para se investir?

A Bolsa russa cai 15% no ano, a mexicana 29% e a brasileira cai impressionantes 39%, todos em dólares.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements