Menu
2019-04-04T14:00:51-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Decisão tomada hoje

CMN autoriza bancos a diminuírem limite do cartão de crédito sem aviso prévio

Decisão assusta a um primeiro momento, mas pode ajudar a diminuir as taxas de juros

29 de outubro de 2018
19:48 - atualizado às 14:00
cartao-de-credito
Cartão de crédito - Imagem: Shutterstock

O bancos serão autorizados a diminuírem sem aviso prévio o seu limite no cartão de crédito se constatarem que seu perfil financeiro passou a ter mais risco de inadimplência. Essa é uma das decisões tomadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em reunião feita em Brasília nesta segunda-feira, 29.

A norma autoriza que as instituições financeiras reduzam mais rapidamente o limite do cartão de crédito de clientes que tenham uma deterioração de perfil de risco. Atualmente, os bancos precisam respeitar um prazo de 30 dias entre o aviso aos clientes e a efetiva redução do limite do cartão.

Com a nova medida, essa comunicação deve ocorrer apenas antes da redução do limite. A explicação do Banco Central para tomar tal decisão foi de que a regra antiga abria margem para que o cliente expandisse seu endividamento além de sua efetiva capacidade de pagamento.

A decisão pode assustar a um primeiro momento mas, na prática, pode trazer benefícios aos clientes. Isso porque menos risco significa menos custo da linha de crédito, menos spread e menos subsídio cruzado, o que contribui para a adoção de taxas de juros menores.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

CRIPTOMOEDA

Bitcoin ultrapassa US$ 60 mil antes de abertura de capital da Coinbase Global

Criptomoeda teve alta de 4,87%, a quatro dias de IPO da maior corretora de moedas digitais dos EUA

pandemia

Mortes por Covid-19 cresceram 468% no Brasil entre janeiro e março, alerta Fiocruz

Para os novos casos, o aumento foi de 701%; Sul e Centro-Oeste tendem a cenário mais crítico nas próximas semanas.

IPCA DE MARÇO

Inflação vai a 0,93% e mercado vê risco de estourar meta

Taxa acumulada passou a 6,10% no mês passado, reforçando temor de que inflação oficial termine o ano acima do teto da meta, de 5,25%.

congresso X executivo

Orçamento tem guerra de pareceres

Câmara e Senado se armaram com notas técnicas para mostrar que o presidente Jair Bolsonaro pode sancionar o Orçamento sem vetos a emendas; Ministério da Economia já prepara próprio embasamento jurídico.

Aura e Aeris: veja o que dizem os CEOs das novatas da bolsa e outras notícias que bombaram na semana no Seu Dinheiro

Novidade na praça sempre causa burburinho. Na bolsa não é diferente. É bem verdade que as opiniões divergem:Lindas!Não são lá tudo isso…Não sei, nunca ouvi falarA bolsa brasileira recebeu 43 novas integrantes em 2020 e 2021. E a fila para entrar continua a aumentar. Para você, amigo leitor, isso é excelente. São mais ações na […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies