Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:00:51-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Decisão tomada hoje

CMN autoriza bancos a diminuírem limite do cartão de crédito sem aviso prévio

Decisão assusta a um primeiro momento, mas pode ajudar a diminuir as taxas de juros

29 de outubro de 2018
19:48 - atualizado às 14:00
cartao-de-credito
Cartão de crédito - Imagem: Shutterstock

O bancos serão autorizados a diminuírem sem aviso prévio o seu limite no cartão de crédito se constatarem que seu perfil financeiro passou a ter mais risco de inadimplência. Essa é uma das decisões tomadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em reunião feita em Brasília nesta segunda-feira, 29.

A norma autoriza que as instituições financeiras reduzam mais rapidamente o limite do cartão de crédito de clientes que tenham uma deterioração de perfil de risco. Atualmente, os bancos precisam respeitar um prazo de 30 dias entre o aviso aos clientes e a efetiva redução do limite do cartão.

Com a nova medida, essa comunicação deve ocorrer apenas antes da redução do limite. A explicação do Banco Central para tomar tal decisão foi de que a regra antiga abria margem para que o cliente expandisse seu endividamento além de sua efetiva capacidade de pagamento.

A decisão pode assustar a um primeiro momento mas, na prática, pode trazer benefícios aos clientes. Isso porque menos risco significa menos custo da linha de crédito, menos spread e menos subsídio cruzado, o que contribui para a adoção de taxas de juros menores.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

XP anuncia investimento na edtech Resilia

A Resilia é uma edtech que combina tecnologias que potencializam o aprendizado individualizado e em comunidade com um método de ensino que capacita potenciais talentos de uma forma mais rápida para o mercado digital

Análise

Investir em ações de banco ainda é uma boa? Veja 3 motivos que deixam a XP Investimentos cautelosa

Se no ano passado a postura era otimista, agora os analistas do setor financeiro da XP estão mais cautelosos, já que o cenário é de preços elevados dos ativos e uma concorrência e intervenções regulatórias preocupantes.

REFORMA TRIBUTÁRIA

PIB pode crescer 1,6% com redução de IR para empresas, indica estudo

O cálculo de 20% teve como base comportamento das empresas depois de um dos maiores aumentos na alíquota do imposto sobre dividendos no mundo – na França, em 2013, de 15,5% para 46%

ESG

‘Equidade racial se tornou prioridade dentro da Vivo’, diz presidente

Dentro da extensa agenda ESG, que concentra ações ambientais, sociais e de governança, a Vivo aposta na equidade racial

Clube do livro

Das tulipas ao bitcoin: conheça a história das crises financeiras de uma forma irreverente

O maior trunfo de “Crash”, de Alexandre Versignassi, é nos guiar pela história da economia mundial e brasileira traçando paralelos entre o passado e o presente

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies