Menu
2018-10-11T15:32:21-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Eleições 2018

Haddad volta a falar de economia, e os alvos agora são os bancos e as reservas cambiais

Petista quer aprovar reformas no primeiro semestre do ano que vem e usar parte das reservas cambiais para investir em energia renovável

11 de outubro de 2018
15:28 - atualizado às 15:32
fernando-haddad
Haddad: "sem reforma tributária e bancária a economia não vai reagir" -

Fernando Haddad segue firme na divulgação de suas propostas para a economia, coisa que vem fazendo desde o início da semana, a primeira do segundo turno. O candidato do PT disse nesta quinta-feira, 11, em entrevista para rádios da Bahia, que pretende encaminhar no primeiro mês de seu eventual governo propostas para reformas tributária e bancária.

A meta de Haddad é aprovar essas medidas logo no primeiro semestre do ano que vem. Entre as propostas, estão o fim da cobrança de Imposto de Renda para quem ganha até cinco salários mínimos, cobrar impostos de milionários e reduzir juros dos bancos para incentivar o investimento empresarial.

"Sem reforma tributária e bancária a economia não vai reagir", Fernando Haddad.

O petista também disse na entrevista que fará uma proposta de taxar bancos que cobrem juros acima da média internacional. "Vamos taxar os bancos porque, se não baixar os juros, vão ter que pagar mais impostos para a população ter acesso ao crédito bancário."

Das reservas para a energia

Outra proposta econômica de Haddad será o uso de 10% das reservas cambiais para financiar um programa de geração de energia eólica e solar a custo baixo. A ideia é diversificar as fontes de energia do Brasil, direcionando investimentos para a geração com energias renováveis, como a solar, a eólica e a biomassa.

"Vamos ter o maior programa de geração de energia eólica e solar da história", Fernando Haddad.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

pandemia

Covid-19: Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia

Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 452 óbitos pela covid-19

seu dinheiro na sua noite

Antes tarde do que mais tarde

Com o uso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus aprovado no Brasil, ainda que com muito atraso em relação a outros países (incluindo emergentes), o brasileiro pode enfim vislumbrar a possibilidade de um retorno à vida normal. Está certo que ainda vai demorar, e provavelmente veremos o resto do mundo voltar à normalidade, enquanto […]

Fechamento

Vacina empolga, mas incertezas ainda são muitas e limitam os ganhos do Ibovespa; dólar fica estável

Embora o início da vacinação tenha criado um princípio de euforia, as incertezas ainda são muitas e nublam o cenário

atenção, acionista

Itaúsa anuncia o pagamento de juros sobre capital próprio adicionais

Base do pagamento é a posição acionária final do dia 22 de janeiro; provento tem retenção de 15% de imposto de renda na fonte, resultando em juros líquidos de R$ 0,01768 por ação

insatisfações com a estatal

Petrobras sai em defesa de sua política de preços

Estatal listou uma série de respostas para justificar eventuais aumentos concedidos ou que possam vir a ser feitos este ano, diante de preços de petróleo em franca recuperação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies