Menu
2019-04-04T13:51:27-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Novo escândalo

O tempo fechou para o Facebook nesta sexta-feira

Ações da companhia despencaram na Nasdaq após o anúncio de que 50 milhões de contas ficaram expostas à atuação de hackers

28 de setembro de 2018
16:58 - atualizado às 13:51
Logo do Facebook com cadeado representa segurança
Função afetada no site é aquela que permite aos usuários verem como seus perfis aparecem para outras pessoas - Imagem: Shutterstock

A sexta-feira é de pesadelo para quem investe de ações do Facebook - inclusive aqui no Brasil. A gigante da internet se envolveu outra vez em um escândalo envolvendo segurança cibernética e viu seu papel despencar hoje, 28, no mercado americano.

A crise ocorre porque o Facebook descobriu um problema em sua rede de segurança que afetou quase 50 milhões de contas na última terça-feira e deixou usuários expostos à atuação de hackers. A função afetada no site é aquela que permite aos usuários verem como seus perfis aparecem para outras pessoas.

Foi a notícia começar a rodar pelo mercado que rapidamente as ações da empresa negociadas na Nasdaq despencaram mais de 3%. E o tombo não foi solitário: o Twitter pegou carona na crise e teve queda de 2%.

Estancando a sangria

O vice-presidente de gerenciamento de produto do Facebook, Guy Rosen, tentou acalmar (em vão) os investidores dizendo que a empresa já tomou algumas ações para corrigir o problema e acionou as autoridades americanas. Ele comentou também que todas as informações sobre o caso que forem descobertas pela empresa serão publicadas. Um estanca sangria que, pelo menos no curto prazo, não deve funcionar.

*Com agências de notícias.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

coronavírus

Covid-19: Brasil tem 8,4 milhões de casos e 61 mil novos diagnósticos nas últimas 24h

Segundo ministério, 7.388.784 pacientes recuperaram-se da doença

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies