Menu
2018-09-22T12:15:26-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Infraestrutura

BNDES aposta fichas em novo fundo com gestor privado

Novo FIDC do banco terá patrimônio aproximado de R$ 500 milhões. Entenda o processo de criação

18 de setembro de 2018
16:29 - atualizado às 12:15
Investimentos
Fundo de infraestrutura terá patrimônio aproximado de R$ 500 milhões - Imagem: Mind and I/Shutterstock

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deu o pontapé inicial nesta terça-feira (18) para a criação de seu mais novo Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). Ele será voltado para aplicações em infraestrutura e o edital com as informações sobre o novo negócio está no site da instituição.

Com patrimônio de aproximadamente R$ 500 milhões, o fundo terá um gestor privado, que será escolhido através de uma chamada pública. A ideia é receber propostas de gestores interessados até o próximo dia 9 de outubro. O processo seletivo deverá ser concluído até novembro.

Injeção de capital

O novo fundo investirá em debêntures incentivadas de projetos de infraestrutura, conforme os termos do artigo 3º da Lei nº 12.431/2011, garantindo benefício fiscal aos investidores pessoa física.

O BNDES quer aumentar a base de investidores e incrementar a liquidez de títulos de infraestrutura, além de securitizar parte de sua carteira vendendo ativos em que a missão institucional do banco já foi concluída.

"A estratégia do BNDES está em linha com o compromisso de desenvolvimento do mercado de capitais de renda fixa e financiamento privado de longo prazo, viabilizando o funding e a implementação dos projetos que reduzem gargalos e geram empregos em infraestrutura", declarou o banco de fomento, em nota oficial.

O FIDC parte de um portfólio pré-existente, com ativos de "boa qualidade de crédito", que atualmente compõem a carteira de debêntures de projeto do BNDES. O banco defendeu esse portfólio afirmando que ele contribui para a mitigação do risco de originação de ativos e de desenquadramento na lei que proporciona o benefício tributário para os cotistas do fundo.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

negativas

Bolsonaro nega a ideia de ‘imposto do pecado’

Presidente também descartou a chance de desmembrar o Ministério da Justiça e Segurança Pública em duas pastas

Na bolsa

Itaú reduz participação na Qualicorp para menos de 5%

O banco passou a deter 4,95% do capital da administradora de planos de saúde coletivos após a venda das ações, que acumulam alta de mais de 200% em 12 meses

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta sexta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

dados do caged

Brasil cria 644 mil empregos formais em 2019; melhor em resultado em seis anos

Resultado de dezembro, negativo em 327 mil vagas, foi dentro do esperado pelo mercado

mercados agora

Ibovespa cede à realização de lucros e opera em baixa, destoando do exterior; dólar sobe a R$ 4,17

Depois de cravar um novo recorde na sessão passada, o Ibovespa opera em queda nesta sexta-feira, com os investidores optando por embolsar parte dos lucros recentes. O dólar à vista exibe um leve viés positivo

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

14 notícias para você começar o dia bem informado

O Ibovespa está embalado em um bull market. O índice segue a toada de 2019 e vem batendo novos recordes este ano. Mas vale lembrar que a bolsa tem mais de 300 empresas e que dá para ganhar bem mais (ou bem menos) que o Ibovespa. A Julia Wiltgen mostra em reportagem de hoje quais os […]

com lideranças do mundo

Juan Guaidó pede ajuda ao Fórum de Davos contra Maduro

Guaidó falou sobre os males econômicos e políticos de seu país e sobre as oportunidades de investimento e prosperidade se a democracia for restaurada

dinheiro no caixa

Minerva Foods levanta R$ 1 bilhão em oferta de ações

Papéis da oferta passam a ser negociados no próximo dia 27; recursão vão para pagamento de dívidas

mudanças à vista

Plano para tributar economia digital pode ser lançado este ano, diz secretário-geral da OCDE

Projeto ainda depende de amplo acordo internacional. Mais um passo para o entendimento foi anunciado nessa quinta-feira

Esquenta dos mercados

Mercado reage à posição da OMS e ensaia dia de ganhos

A Organização Mundial da saúde afastou a possibilidade de uma emergência global causada pelo coronavírus. A notícia animou os mercados, que monitoram de perto a situação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements