IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Cotações por TradingView
2019-04-05T09:53:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Europa manteve suas taxas

Presidente do BC europeu afirma que novas altas de juros dependerão do desempenho da economia

Declaração de Mario Draghi ocorreu após o anúncio da decisão do BCE em manter sua taxa de juros de refinanciamento em 0% e de depósitos em -0,4

13 de dezembro de 2018
14:31 - atualizado às 9:53
mario-draghi
Mario Draghi também defendeu reformas estruturais nos países do bloco - Imagem: Shutterstock

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, afirmou que o cronograma para o aumento da taxa de juros na zona do euro depende de dados macroeconômicos e do estado da economia. Ele voltou a dizer, porém, que o atual nível dos juros deve se manter até o verão de 2019 no Hemisfério Norte.

Em coletiva de imprensa realizada após o anúncio da decisão de política monetária do BCE, que optou por manter sua taxa básica de juros - a de refinanciamento - em 0% e a de depósitos em -0,4%, Draghi foi questionado sobre as expectativas do mercado para uma nova elevação de juros. "É a leitura que eles fazem sobre a perspectiva econômica", defendeu.

O dirigente defendeu, também, que com o objetivo de reduzir vulnerabilidades e aumentar a produtividade na zona do euro, reformas estruturais nos países do bloco devem ser feitas, mas destacou que a força do mercado de trabalho na região é refletida no aumento dos empregos e avanço dos salários.

Ainda segundo Draghi, os riscos para a inflação na zona do euro "continuam perto do que eram antes". Na avaliação do BCE, o indicador deve mostrar diminuição nos próximos meses na região, mas a inflação subjacente deve crescer no médio prazo, apoiada por políticas da instituição.

E os reinvestimentos, como ficam?

Draghi comentou que o BCE não chegou a discutir, em sua mais recente reunião de política monetária, um prazo específico para terminar os reinvestimentos em ativos, que nada mais são do que a reposição de bônus amadurecidos.

O presidente do BCE afirmou ainda que os dados recentes da atividade na zona do euro foram "mais fracos do que o esperado" e ressaltou que "estímulos significativos" à economia ainda são necessários. Segundo o dirigente, os "indicadores sugerem um ímpeto mais fraco" à frente para economia e destacou, ainda, que a política continua "muito acomodatícia".

Além disso, depois de confirmar o término das compras líquidas de ativos neste mês, parte do programa de afrouxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês), Draghi reforçou que o QE está de forma permanente na "caixa de ferramentas" monetárias do BCE e pode voltar a ser utilizado se for necessário.

A equipe do BCE tem monitorado o impacto das baixas taxas de juros na lucratividade de instituições financeiras. Draghi defendeu que elas são compensadas por outros estímulos, como as compras líquidas de ativos. Ao mesmo tempo, ele reforçou que "nossa intenção é manter a liquidez tão disponível quanto seja preciso".

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Governo eleito

Alckmin avisa que anúncio de novo ministro da Fazenda está próximo

26 de novembro de 2022 - 16:11

Em evento com empresários, vice-presidente eleito prometeu ajuste fiscal permanente e conjunto de reformas

Troca ou devolução

Comprou na Black Friday e se arrependeu? Veja quais são seus direitos

26 de novembro de 2022 - 11:59

O excesso de compras para aproveitar as oportunidades da Black Friday podem se transformar numa ‘ressaca’ no cartão de crédito

Recomendação de compra

Cielo (CIEL3) já dobrou de preço, mas ainda pode subir mais de 50% na bolsa, diz Santander. Confira detalhes

26 de novembro de 2022 - 9:48

Analistas do banco veem a Cielo (CIEL3) com vantagem competitiva em relação a adquirentes como Stone e PagSeguro

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: PIB do 3º trimestre no Brasil e payroll nos EUA são destaques de semana cheia

26 de novembro de 2022 - 8:11

A agenda econômica estará carregada nesta semana, com dados importantes de atividade e inflação a serem divulgados no mundo

Aperte o play!

Só acaba quando termina: Lula talvez não consiga gastar tanto assim; como isso mexe com seus investimentos?

26 de novembro de 2022 - 8:00

No podcast Touros e Ursos desta semana, PEC da Transição, Haddad na Fazenda, Petrobras e, é claro, futebol

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies