Menu
2019-04-04T14:01:07-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Moody's

Firmes e estáveis: as perspectivas para os bancos brasileiros nos próximos meses

Agência de risco afirma que a recuperação da economia dará suporte ao crescimento do setor nos próximos trimestres

26 de setembro de 2018
15:05 - atualizado às 14:01
Agência de classificação de risco Moody's
Recuperação da economia será plano de fundo para o crescimento bancário do BrasilImagem: Shutterstock

No que depender das estimativas da Moody's, o sistema bancário do Brasil se manterá firme no médio prazo. Um relatório divulgado nesta quarta-feira pela agência de classificação de risco trouxe uma perspectiva estável para o setor. Segundo a agência, a recuperação da economia será o suporte ao risco e à rentabilidade dos bancos à medida que o volume de negócios cresce.

"A confiança do consumidor e do empresário está melhorando lentamente e a alavancagem das corporações e das famílias continua diminuindo. A recuperação econômica, inflação e juros baixos criam oportunidades para que os bancos expandam o crédito, em linha com crescimento do PIB", ressaltou em nota a vice-presidente sênior da Moody's, Ceres Lisboa.

Rentabilidade estável, porém limitada

O relatório da Moody's também apontou para uma estabilidade da rentabilidade dos bancos apoiada na queda do custo de risco em relação aos anos anteriores. Isso deve compensar parcialmente o cenário de juros baixos do país. Por falar em juros pequenos, eles serão os responsáveis por limitar as margens de lucro nos próximos trimestres.

*Com agências de notícias.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Agora vai?

MP da Eletrobras: relator mantém ‘jabutis’ e condiciona venda à compra de energia

No texto, Nascimento manteve a possibilidade de renovação antecipada da usina de Tucuruí, um dos maiores ativos da Eletronorte, e incluiu também a prorrogação da concessão da Hidrelétrica Mascarenhas de Moraes para Furnas.

Cresce a fila

CBA, da Votorantim, registra pedido de IPO na CVM

A empresa, que afirma ser a única companhia integrada de alumínio do Brasil, pretende financiar seu crescimento orgânico e inorgânico com os recursos levantados na oferta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O quebra-cabeças do mercado e outros destaques

Recentemente, eu fui presenteado com um quebra-cabeças de duas mil peças. “Ah, isso vai ser moleza; é só montar as bordas e depois ir preenchendo aos poucos”, pensei eu. Nem preciso dizer que eu estava redondamente enganado: a mesa da cozinha está tomada por pequenas partes de uma paisagem bucólica. De vez em quando eu […]

FECHAMENTO

Ibovespa tem mais um dia de ‘mais do mesmo’ e fecha em leve alta, contrariando NY

Setores pesos-pesados seguraram o índice no azul. O movimento garantiu uma leve alta de 0,03%, mais uma vez deixando o índice na trave dos 123 mil pontos

Vem oferta por aí

Rede D’Or confirma a avaliação para a realização de um follow on

O anúncio foi feito após o jornal Valor Econômico revelar que a companhia prepara uma oferta de ações que pode chegar a R$ 5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies