Menu
2019-05-22T16:30:51+00:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
História sem fim

Varig México vai a leilão em junho – quase 12 anos após empresa aérea deixar de voar

Papéis à venda fazem parte do capital social da Varig de México, filiada da subsidiária brasileira Varig Logística. Operação nasceu para dar suporte aos voos da Varig no aeroporto.

22 de maio de 2019
16:14 - atualizado às 16:30
Avião da Varig
Varig - Imagem: Shutterstock

Engana-se quem pensa que o polêmico processo de falência da companhia aérea Varig teve um final definitivo. Passados quase 12 anos desde que empresa realizou seu último voo, o mercado ainda encontra resquícios da história de uma empresa que já foi um ícone do setor aéreo brasileiro.

A Justiça aprovou o leilão da Varig México, uma filiada da Varig criada nos anos 80 e que posteriormente foi incorporada pela subsidiária Varig Logística. A venda será no dia 6 de junho e o lance inicial de cerca de R$ 19 milhões.

O trâmite só mostra o quanto a quebra da Varig se arrastou. A empresa pediu recuperação judicial em 2005, parou de voar no ano seguinte, foi fatiada e teve diversas partes vendidas para donos diferentes.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Nesse processo, a Varig Log foi arrematada no início de 2006 e a parte "boa" da Varig foi comprada pela Gol em 2007. O que restou não durou muito e as duas empresas tiveram falência decretada nos anos seguintes.

O que sobrou e como será a venda

A Varig México é dona de uma concessão no aeroporto da Cidade do México para operar serviços logísticos como controle e armazenamento de cargas. A companhia nasceu para dar suporte à própria operação da Varig no país.

A concessão foi renovada pela última vez em 2003, por 20 anos. Ou seja, mesmo após a saída a Varig do mercado a divisão ainda têm um espaço no aeroporto mexicano. A intenção do leilão é atrair o interesse de outras empresa que prestam serviço no aeroporto.

O processo de venda foi aprovado pela 1ª Vara de Falência de São Paulo, onde corre a ação da Varig Log, e as ofertas em primeira praça serão aceitas até o dia 6 de junho.

De acordo com um comunicado da Superbid, empresa que está administrando o leilão, a negociação vai incluir 99,95% das ações do capital social da Varig de México. Ao todo, estão inclusas 32,985 mil ações, sendo 1985 de série A e 31 mil de série B.

O preço das ações teve como base uma análise econômico-financeira, que procurou estimar o valor de mercado da Varig México em 2019. Para isso foram considerados fatores como a dimensão da empresa, características da atividade operacional e a condição atual de reestruturação e crescimento do negócio.

A oferta inclui 32,985 mil ações, sendo 1985 ações de série A e 31 mil ações de série B. A Superbid informou ainda que, caso não sejam arrematadas, as ações vão para segunda praça com 30% de desconto, com o valor inicial caindo para R$ 13.433.890,92.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Epidemia na Ásia

Coreia do Sul inicia abate de porcos após confirmação de febre suína

Cerca de 4 mil porcos de três fazendas da região afetada serão abatidos ainda nesta terça. Também haverá um esforço de limpeza em outras unidades produtivas das cercanias

não é bem assim...

Oi diz que desconhece interesse da Telefônica, após reportagem

Companhia encaminhou um ofício para a B3; reportagem dizia que tele espanhola estaria interessada nos ativos da companhia brasileira – em especial, nas redes de telefonia e dados móveis, que integram as tecnologias 3G e 4G

A bula do mercado

Ataques na Arábia Saudita impõem incerteza aos mercados

Analistas ainda tentam determinar os efeitos do incidente ocorrido no final de semana sobre o petróleo

Entrevista

Esqueça Brasília, quem dita o rumo do Brasil e do mundo é a China, diz Volpon do UBS

Em livro recém-lançado, economista do UBS e ex-diretor do BC, Tony Volpon, também nos conta que a crise financeira não foi culpa dos homens de olhos azuis nem da tal ganância dos mercados

Entrevista

Bolsonaro: Petrobras não deve mudar o preço dos combustíveis

Presidente falou que tendência é seguir preço internacional, mas que como movimento é atípico, Petrobras manterá preços. CPMF saiu de vez dos planos

Jogando para o mercado

Infraero: venda de fatia em 4 aeroportos deve ocorrer em 2020

Companhia está em fase de contratação da consultoria que fará a avaliação dos ativos para colocá-los no mercado

Seu Dinheiro na sua noite

Um evento pode mudar tudo (ou não)

Se você tivesse a oportunidade de perguntar a qualquer analista de mercado na última sexta-feira o que esperar para os preços do petróleo, ele provavelmente responderia “queda”. Havia de fato todas as razões para acreditar na baixa. A guerra comercial entre Estados Unidos e China, o risco de recessão da economia internacional e o excesso […]

Pagando as contas

Tesouro diz que União honrou R$ 633,71 milhões em dívidas de GO, MG, RJ e RN em agosto

Nos primeiros oito meses de 2019, o governo federal precisou desembolsar R$ 5,252 bilhões para honrar dívidas garantidas pela União desses quatro Estados

No Oriente Médio

Ataque pode ser considerado um ’11 de setembro’ no petróleo, diz diretor da ANP

Ao fazer a declaração via redes sociais, Décio Oddone levou em consideração o risco ao mercado de petróleo

Será que vinga?

Papéis da Cielo fecham com alta de 6%, após notícia de conversas com a rival Stone

As ações da Stone, que são negociadas na Nasdaq, também foram impactadas positivamente. Os papéis da companhia terminaram o dia cotados em US$ 33.49, com uma alta de 1,82%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements