Menu
2019-08-25T11:19:50+00:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Jornalista formado pela Universidade de Federal do Paraná (UFPR). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros veículos.
um unicórnio entre os jovens

Tiktok: o app que faz sucesso entre a geração Z e fez da sua dona a startup mais valiosa do mundo

ByteDance é considerada a startup com o maior valor de mercado do mundo – são US$ 75 bilhões; estratégia se divide em diversas frentes, incluindo um app que ganha cada vez mais força entre jovens nascidos em meados dos anos 90 para cá

25 de agosto de 2019
4:16 - atualizado às 11:19
tiktok instagram celular
Aplicativo está em diversas listas de mais baixados; ByteDance, a dona do app, foi avaliada em US$ 75 bi Imagem: Shutterstock

Em matéria de rede social, parei no Instagram - embora nem seja um usuário assíduo. O aplicativo ainda parece o melhor (ou menos pior) para manter algum contato com amigos e familiares e acompanhar conteúdo relevante sobre diversos assuntos.

Há uma tese de que existe uma migração do mais jovens entre redes sociais conforme usuários mais velhos vão ocupando os espaços. Dessa forma que o Instagram e o Snapchat teriam angariado usuários, em detrimento do Facebook - a rede social relegada a familiares distantes.

Segundo a Ampere Analysis, apenas 20% dos usuários totais do Facebook tinham entre 18 e 24 anos em 2018. Na base do Snapchat, esse público salta para 40%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Mas se você se acha jovem porque não usa o Facebook, sinto lhe informar mas provavelmente você já é uma figura muito mais próxima do seu tio. E tudo isso graças a um grupo de chineses donos de uma startup, a ByteDance.

Classificação indicativa

A ByteDance é dona do TikTok, um aplicativo de compartilhamento de vídeos que foi instalado mais de um bilhão de vezes na App Store e no Google Play, de acordo com a Sensor Tower.

Mas se tanta gente baixou, como você pode nunca ter ouvido falar? Para começar, o aplicativo tem uma público mais cativo em países como Índia e China. Por aqui, o grupo de usuários é formado majoritariamente por jovens de até 20 anos - que, nesse espaço, constroem uma comunidade paralela às redes sociais dominadas por tios, tias, eu e você.

O aplicativo tem ferramentas como um catálogo de músicas para dublagens, mixagem e efeitos visuais. Geralmente, o conteúdo tem tom de humor e, embora a maior febre seja entre o público asiático, o Brasil tem influencers que fazem fama como produtores de conteúdo da plataforma e celebridades de outros meios que já aderiram ao app.

Hoje são 500 milhões de usuários mensais no mundo, segundo a própria empresa fundadora do aplicativo.

Fundada pelo chinês Zhang Yiming, a ByteDance chegou a esse número depois de uma série de movimentos estratégicos no mercado até que, no final de 2018, recebeu um aporte de US$ 3 bilhões do grupo japonês SoftBank. Com isso, seu valor de mercado chegou aos US$ 75 bilhões.

Segundo um ranking elaborado pela empresa de análise de companhias, a CB Insights, que considera iniciativas de capital fechado, a ByteDance é a startup que tem o maior valor de mercado do mundo - à frente de conhecidas por aqui como o Airbnb (US$ 29,3 bi) e a brasileira Nubank (US$ 10 bi).

Receita do bolo

A ByteDance também divide seus negócios com outras frentes. A empresa é dona do Jinri Toutiao, um agregador de notícias que usa inteligência artificial para captar os hábitos dos usuários e, com base nisso, oferecer as melhores matérias de diferentes fontes.

Ao site The Verge, um porta-voz da empresa disse que, no TikTok, a inteligência artificial é aplicada também para oferecer um conteúdo de maior engajamento.

A empresa acredita que o algoritmo do aplicativo pode ser replicado ao redor do mundo e tem desenvolvido iniciativas similares para outros mercados. Na Índia - país superpopuloso onde o TikTok também bomba - a empresa oferece o Helo. No mercado de língua inglesa, o TopBuzz.

Mas no Ocidente o foco da empresa tem sido mesmo o mercado da produção de conteúdo criativo.

A ByteDance comprou em 2017 um aplicativo de fazer vídeos chamado Flipagram - e deu uma recauchutada nele, batizando-o de Vigo Video. Em seguida, adquiriu o app de karaokê Musical.ly, numa operação que movimentou US$ 1 bilhão, segundo a imprensa estrangeira.

À época, o Musical.ly acabara de chegar aos 100 milhões de usuários ativos mensais - um público que, menos de um ano depois da operação, em 2018, abriu o app e encontrou uma interface totalmente diferente. O aplicativo havia sido incorporado ao TikTok.

Com isso, estava formado o caldo que tornaria a ByteDance um hit.

Posfácio

Recentemente, o jornal Financial Times publicou que a empresa vai fabricar seu próprio smartphone. O aparelho deve vir com o próprio TikTok e o Jinri Toutiao instalados, segundo a publicação.

Não é o primeiro movimento da ByteDance nessa área. Em janeiro, a companhia comprou patentes de uma companhia chinesa especializada na fabricação de celulares, a Smartisan. À época, a operação foi justificada por um futuro investimento no ramo da educação.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

tensão

Preços do petróleo disparam após ataques na Arábia Saudita

Duas grandes refinarias da empresa petrolífera Aramco foram atacadas no último sábado, 14; oferta de petróleo no mundo pode sofrer uma queda de até 5%; neste domingo, contratos futuros chegaram a saltar 19%

após ataques

Petroleira saudita diz que pretende retomar um terço da produção até esta segunda

As atividades da Aramco, a estatal saudita, foram interrompidas devido a um ataque contra suas unidades no último sábado 14

guerra comercial

‘O objetivo de Washington é usar bullying e pressão’, diz embaixador da China no Brasil

Para Yang Wanming, comércio entre Brasil e China tende a sofrer no médio e longo prazos; ele diz que a guerra comercial arruinou a confiança do mercado internacional

a hora e a vez da americana

O que a Amazon, de Jeff Bezos, quer no Brasil?

Gigante varejista dos Estados Unidos avança no Brasil com lançamento do serviço Prime, mas o que isso significa para o setor do varejo e a concorrência?

tendência

Marfrig vai exportar carne vegetal para ao menos quatro países

Companhia brasileira anunciou no início de agosto a produção e comercialização de produtos à base de proteína vegetal, numa parceria com a americana ADM

tensão

Ataque à Aramco, na Arábia Saudita, pode afetar 5% da produção mundial de petróleo

Ataques à Aramco ocorrem em meio à escalada das tensões entre os rebeldes houthis, aliados do Irã, com a Arábia Saudita, apoiada pelos EUA

Proteção para a sua carteira

Ao escalar sua seleção de ações, pense duas vezes antes de colocar Vale e Suzano na defesa

As ações das exportadoras Vale e Suzano, clássicas opções defensivas para um cenário de dólar forte, acumulam desempenho negativo no ano, pressionadas pelos preços do minério e da celulose em baixa. Se esses papéis já não têm mais o mesmo apelo defensivo de antes, quais ativos da bolsa podem ocupar o miolo da zaga do seu portfólio?

quem disse que tá ruim?

Novatas de tecnologia na bolsa americana têm desempenho acima do S&P 500 – mesmo levando em conta Uber e Lyft

Levantamento feito por publicação americana leva em conta 13 IPOs de tecnologia deste ano nas bolsas e mostram que os papéis, juntos, valorizaram mais que o S&P 500

tensão

Drones atacam instalações de petroleira na Arábia Saudita

Reivindicado pelos rebeldes houthis que combatem a intervenção saudita no vizinho Iêmen, ataque atingiu duas refinarias da Aramco

oportunidades à vista

Brasil consegue abertura do mercado egípcio para lácteos e Bolsonaro comemora

Produtores brasileiros poderão exportar, já a partir de outubro, produtos como leite em pó e queijos para o mercado egípcio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements