Menu
PUBLICAÇÕES SOBRE
Recuperação judicial
Publicações
Dança das cadeiras

OIBR3 hoje: diretora financeira da Oi deixa empresa e vai para a rival TIM; entenda

Camille Loyo Faria assumiu o cargo na Oi em outubro de 2019 e atuou na negociação e aprovação das mudanças no plano de recuperação judicial da companhia

em busca de oportunidades

Viver (VIVR3) deixa recuperação judicial e ações disparam; veja como identificar empresas que também podem se recuperar

Pontos são de especialista em gestão estratégica e processos de reestruturação corporativa; Viver (VIVR3) subiu mais de 150% no último ano e ganha impulso com saída da RJ

de volta ao jogo

Construtora Viver (VIVR3), que subiu mais de 150% no último ano, deixa recuperação judicial

Companhia quitou 98% da dívida habilitada perante o processo de recuperação judicial, que estava em vigor desde 2016

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Saindo do limbo

Em recuperação judicial desde 2016, construtora Viver diz estar pronta para voltar à normalidade

A construtora Viver deu entrada num pedido para o encerramento do processo de recuperação judicial; as ações disparam hoje na bolsa

Realização brusca?

Com uma alta de mais de 800% no ano, ações da Fertilizantes Heringer recuam 40% em um único dia

A companhia, que se encontra em recuperação judicial, já subiu mais de 800% só neste ano

Entrevista exclusiva

O curioso caso da Dexxos, a sócia da Petrobras que trocou de nome e sobe 690% na bolsa

Rafael Alcides, CEO da Dexxos (antiga GPC), fala ao Seu Dinheiro sobre a longa recuperação judicial e as perspectivas futuras para a empresa

Ganhou um respiro

Justiça de SP homologa novo plano de recuperação judicial da Livraria Cultura

Decisão permite que a empresa continue seu processo com descontos maiores em suas dívidas, algo necessário diante dos impactos da pandemia

Entrevista com o CEO

Na Eternit, a recuperação judicial é página (quase) virada — e a empresa já planeja o futuro

O Seu Dinheiro conversou com Luís Augusto Barbosa, CEO da Eternit, a respeito do processo de recuperação judicial, planos futuros e o polêmico amianto

Perto da falência

Quais ações de empresas em recuperação judicial podem valer o risco?

Companhias nessa condição costumam ter ações baratas e que oferecem enorme potencial de ganho; os riscos, no entanto, são imensos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies