Menu
2019-05-02T11:26:48+00:00
Mais baixo em seis meses

PMI industrial cai de 52,8 em março para 51,5 em abril, diz IHS Markit

Volume de vendas mostrou a recuperação mais fraca desde julho de 2018, ainda que tenha crescido pelo décimo mês consecutivo

2 de maio de 2019
11:26
PIB
Imagem: Shutterstock

O Índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial do Brasil caiu de 52,8 em março para 51,5 em abril, um recorde de baixa em seis meses, informou a IHS Markit nesta quinta-feira, 2. Mesmo com a queda, o índice se manteve acima do nível de 50 pontos, que representa avanço da atividade.

Entre os componentes do indicador, o volume de vendas mostrou a recuperação mais fraca desde julho de 2018, ainda que tenha crescido pelo décimo mês consecutivo. Da mesma forma, o ritmo de crescimento do volume de produção desacelerou, mas mantendo-se acima da média de 2018.

Também se verificou a mesma situação no nível de emprego, que teve o aumento mais fraco em quatro meses. Já os estoques de bens finais cresceram pelo terceiro mês consecutivo.

"O crescimento tênue dos volumes de novos pedidos e os desafios persistentes nos negócios criaram condições adversas para os fabricantes brasileiros no início do segundo trimestre. Esses retrocessos prejudicaram a capacidade das empresas de sustentar os aumentos sólidos nos níveis de empregos sinalizados no início do ano. A recuperação recente nas contratações foi, na melhor das hipóteses, marginal, tendo se atenuado e atingido o seu ponto mais fraco em 2019 até agora", disse a economista da IHS Markit, Pollyanna de Lima.

O enfraquecimento da moeda, por sua vez, exerceu pressão de alta sobre a inflação de insumos, mas a inflação dos preços de venda atenuou-se em comparação com março, contida pelas pressões competitivas, explicou a IHS Markit.

Quanto às expectativas para o futuro, os fabricantes esperam que inovações de produtos, melhores oportunidades para exportação e condições econômicas favoráveis venham a sustentar o crescimento da produção. Além disso, o grau de otimismo foi o segundo mais alto na história das séries, ficando atrás apenas do registrado no início do ano.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

GIGANTE DE COSMÉTICOS

Natura e Avon: Veja 9 curiosidades sobre as empresas (agora ‘juntas e shallow now’)

Com a união de Natura e Avon, as empresas formarão 4º maior grupo de beleza do mundo. Confira 10 curiosidades sobre as companhias

saiu nova projeção

Ipea eleva previsão de IPCA em 2019 de 3,85% para 4,08%

Na comparação com a estimativa anterior, o novo cenário projetado prevê uma piora na inflação de alimentos e monitorados; nova projeção ainda está abaixo da meta oficial do IPCA, de 4,5%

De volta aos cofres da União

Caixa deve devolver R$ 3 bi ao governo

Recursos contribuirão para reduzir a dívida pública. A devolução refere-se ao dinheiro recebido pelos bancos durante o governo petista para reforçar seu capital

Pauta avançou no Congresso

Reforma tributária resultará em bom texto mesmo com mudança em comissão, diz Appy

Segundo Bernard Appy, a proposta de reforma tributária pode elevar em 10% o potencial de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em um período de dez anos

governo de lado

Senadores já discutem agenda própria

Em almoço realizado nesta quarta-feira, 22, na residência oficial do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), líderes de bancadas avaliaram que o governo está “sem rumo”

Mais mercado, menos bancos

Crédito total no país é de R$ 9,5 trilhões ou 138% do PIB e governo fica com quase metade disso

Banco Central passa a apresentar dados sobre o crédito ampliado, que além das operações feitas no sistema financeiro, agrega títulos públicos, privados e operações externas

Blog da Angela

Se o risco é alto e a articulação deve ser perfeita, entregue-se ao inimigo…

A Nova Previdência será um passo fundamental para o reequilíbrio das contas públicas no médio e no longo prazo. Não é à toa que a reforma da Previdência é considerada a mãe das reformas estruturais que o Brasil precisa fazer

TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

Ares agitados: o novo jogo do setor aéreo

Veja os destaques do Seu Dinheiro nesta manhã

Sobe e desce

Ibovespa e dólar ficam perto da estabilidade, ponderando os riscos globais e locais

O Ibovespa e o dólar abriram o dia pressionados, mas já se afastaram do momento de maior tensão e, agora, ficam perto da estabilidade. O exterior negativo e o cenário político local são avaliados pelos agentes financeiros

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements