Menu
2019-01-17T14:54:49+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
câmbio

O que o mercado futuro nos diz sobre o dólar?

Cotação da moeda americana, que fez mínimas a R$ 3,68 na semana passada, volta a mirar os R$ 3,80

17 de janeiro de 2019
13:00 - atualizado às 14:54
dólar cotação
Imagem: Shutterstock

A cotação do dólar caminha para o terceiro pregão de alta e explicações não faltam. Temos a ausência de notícias sobre as reformas, cenário externo menos amigável e conversas nas mesas de operação sobre um firme fluxo de saída.

Todas são boas, mas quero me ater aqui no que podemos ver: a movimentação de fundos, estrangeiros e bancos no mercado futuro, pois é lá que a formação de preço acontece.

Os investidores podem montar posições compradas (aposta de alta) e vendidas (aposta de queda) em dólar. A posição também pode ser uma forma de hedge (proteção) para exposição em outros mercados, como juros, bolsa, balcão e à vista. Portanto, avaliações sobre ganhos e perdas são feitas sempre em tese.

O que as posições sugerem, nesses últimos dois dias, é uma realização de lucros por parte dos fundos de investimento, que vinham em firme movimento de venda de contratos futuros de dólar desde o fim do ano passado, quando o dólar estava a R$ 3,87. Na outra ponta, temos os estrangeiros reduzindo a posição comprada, ou realizando prejuízos.

São essas trocas de posições ao longo dos próximos dias que devem continuar ditando o rumo do dólar, que hoje chegou a subir mais de 1%, testando a linha de R$ 3,77. No lado técnico, o dólar não conseguiu se firmar abaixo do R$ 3,68, tido como patamar importante a ser rompido para novas pernadas de baixa como vimos na abertura do ano. No lado posto, o primeiro ponto observado está ao redor de R$ 3,78, que marca a média móvel de 200 dias.

As variações dos últimos dias apenas confirmam a imprevisibilidade do câmbio, especialmente no curto prazo, tendo em vista que circularam pelo mercado projeções de dólar a R$ 3,20 nos últimos dias. Para quem acredita nessa possibilidade, toda alta é oportunidade de venda. Quem está na ponta oposta, reforça a compra.

Desde o pregão de segunda-feira, dia 14, a posição vendida dos fundos em dólar futuro caiu em US$ 727 milhões, de US$ 12,5 bilhões para US$ 11,8 bilhões. Os bancos também atuaram na ponta de compra, mas de forma menos expressiva, US$ 142 milhões.

Na ponta oposta, os estrangeiros reduziram a posição comprada em US$ 823 milhões, para US$ 4,85 bilhões, de US$ 5,7 bilhões.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Exposição líquida

Além dos contratos futuros de dólar outra forma de exposição cambial são os contratos de cupom cambial (DDI, juro em dólar). Considerando esses ativos, temos que os fundos seguiam vendidos em US$ 33,8 bilhões até o pregão de ontem, contra US$ 34,5 bilhões na abertura da semana.

Os estrangeiros estavam comprados em US$ 34,1 bilhões, em comparação com US$ 34,9 do dia 14, e os bancos seguem com uma posição pouca expressiva de US$ 2,23 bilhões (2,39 bilhões na segunda).

Ibovespa futuro

No mercado de índice futuro do Ibovespa, principal índice de ações da B3, o investidor estrangeiro segue reduzindo sua “aposta” de queda. Depois de marcar 164.902 contratos vendidos, maior em mais de uma década, em 9 de janeiro, a posição recuou brevemente a 152.628 contratos.

Na ponta de compra estão os fundos com 142.102 contratos, também um pouco menor que os 158.264 do dia 9.

Uma forma de ler as posições no Ibovespa futuro é como uma proteção (hedge) às oscilações no mercado à vista. O investidor está comprado em bolsa no mercado à vista e vai proteger essa exposição no mercado futuro vendendo contratos de Ibovespa.

No entanto, o mercado também opera o Ibovespa futuro com um ativo em si, podendo montar apostas de alta (comprado) ou de queda (vendido).

Na semana passada, discutimos se o estrangeiro estava ou não pessimista com a bolsa brasileira.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

De olho nos valores

Preço médio dos imóveis residenciais sobe 0,36% em junho em dez capitais

A pesquisa mostrou que, no mês, todas as dez capitais pesquisadas tiveram alta nos preços médios: Brasília (0,04%), Fortaleza (0,06%), Salvador (0,08%), Porto Alegre (0,16%), Rio de Janeiro (0,18%), Belo Horizonte (0,19%), Curitiba (0,19%), Goiânia (0,22%), Recife (0,38%) e São Paulo (0,68%)

DE OLHO NO GRÁFICO

Bitcoin em nova alta e S&P no sinal amarelo

Fausto Botelho está estupidamente otimista com o bitcoin, que pode ter uma nova onda de valorização. Já o S&P, principal índice americano, pode trazer um terremoto para o resto do mundo

De olho nos próximos recebidos

Preparação de atendimento pela Caixa contribuiu para adiamento de saque do FGTS

Em 2017, para que 25,9 milhões de trabalhadores retirassem R$ 44 bilhões das contas inativas (de contratos anteriores) do FGTS, a Caixa preparou um esquema de atendimento que previu a abertura das agências mais cedo e nos fins de semana no período, que foi de 10 de março a 31 de julho

Entenda o caso

Depois de fixar o preço dos papéis em R$ 1,10 no follow-on, ações da Tecnisa despencam mais de 9%

O mais provável é que a queda vertiginosa esteja associada ao fato de que o papel esteja se ajustando ao preço estipulado na oferta de ações

A hora é agora

Como consultar o seu saldo do FGTS

Medida que injeta até R$ 30 bilhões na economia deve ser anunciada na próxima semana. Saiba como consultar o seu saldo do FGTS

Novidades na prateleira

RCI Brasil, das montadoras Renault e Nissan, passa a oferecer CDB com liquidez diária e rentabilidade de 102% do CDI

A desvantagem é que o valor inicial de aplicação do investimento é um pouco alto. No caso do Banco Sofisa, por exemplo, o valor inicial de aplicação é de R$ 1. Já no Inter e no C6 Bank, a aplicação inicial é de R$ 100

Aos números

Economia com reforma da Previdência após 1º turno fica em R$ 914,3 bilhões

Impacto fiscal ao longo de 10 anos sobe a R$ 933,5 bilhões, considerando aumento CSLL sobre os bancos. MP de fraudes pode render outros R$ 200 bilhões

alteração na agenda

Anúncio sobre FGTS fica para a próxima semana, diz Onyx

Segundo o ministro, as equipes técnicas do Ministério da Economia ainda trabalham em cima dos ajustes necessários

dinheiro na mão

Economistas recomendam sacar recursos do fundo

Aprovada a medida do governo para o saque das contas do FGTS, a orientação dos especialistas é para que os trabalhadores quitem débitos ou invistam

controvérsia

Setor de construção critica liberação de saques do FGTS

Recursos para o trabalhador devem diminuir o total disponível para a construção, o que pode aumentar o déficit habitacional do País, diz vice-presidente de sindicato

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements