Menu
Angela Bittencourt
Blog da Angela
Angela Bittencourt
é jornalista e editora da Empiricus
2019-04-04T12:35:46+00:00
BLOG DA ANGELA

Guedes tentou, mas a vaga de articulador da reforma da Previdência está aberta em Brasília

Ficou patente que o ministro da Economia, Paulo Guedes, não será o articulador político da reforma no Congresso (sequer de plantão!). Bolsonaro vai ter de ceder e tirar seu ministro-fiador da posição de saco de pancadas.

4 de abril de 2019
11:59 - atualizado às 12:35
O ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, debate a reforma da Previdência (PEC 6/19).
Paulo Guedes - Imagem: José Cruz/Agência Brasil

O governo é pobre em articulação no Congresso. O que era uma percepção virou certeza escancarada nesta quarta-feira (3), na audiência da Comissão e Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara agendada para esclarecer a proposta de reforma da Previdência.

Ficou patente que o ministro da Economia, Paulo Guedes, não será o articulador político da reforma no Congresso (sequer de plantão!). O presidente Jair Bolsonaro vai ter de ceder em algumas de suas posições.

De cara, deverá buscar um sinônimo discreto para o velho “toma lá, dá cá” que tanto repudia, postura que lhe garantiu 57,7 milhões de votos em outubro passado.

Paulo Guedes apanhou - e bateu

Sozinho no ringue com boa parte dos 66 integrantes da comissão (porque nem gregos, nem troianos e nem baianos o ajudaram...) trincou os dentes e encarou os ataques desferidos principalmente contra o regime de capitalização.

Foi acusado de favorecer os bancos porque eles poderão ser os gestores dos recursos neste regime. O ministro até tentou esclarecer. Esses recursos deverão ser recolhidos pelos trabalhadores para construir suas aposentadorias.

Longe de posar de samambaia, o ministro lembrou que as aposentadorias no Legislativo são espetaculares.

Alguém discorda? Claro que não! As aposentadorias de deputados e senadores e de todo o Judiciário são espetaculares. Como contra a verdade não há argumento, ninguém abriu a boca.

Fiador não deveria ser saco de pancada

Paulo Guedes é o principal ministro do presidente Bolsonaro.

Na contagem regressiva para as eleições, em outubro passado, Guedes, então assessor econômico do candidato, tornou-se fiador do atual governo.

Fiador de governo não pode apanhar duas semanas sem trégua.

Guedes tentou, mas a vaga de articulador está aberta.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Seu Dinheiro na sua noite

Tupi or not tupi

Há quase um século, o escritor Oswald de Andrade redigia o Manifesto Antropofágico, o clássico (e divertidíssimo) texto no qual defende a valorização de uma cultura verdadeiramente brasileira. A ideia não era se opor à influência estrangeira, mas devorá-la. A zoeira com o monólogo de Shakespeare em Hamlet (“To be, or not to be”) sintetiza […]

No júri

Petrobras tem vitória no Carf em processo envolvendo R$ 5,1 bilhões

Processo administrativo fiscal trata da cobrança de CIDE-Importação sobre remessas ao exterior para pagamento de contratos de afretamento

Crédito mais barato

Caixa apresenta nova modalidade de financiamento com juros atrelados ao IPCA

Taxas de juros da nova modalidade vão oscilar entre 2,95% a 4,95% ao ano mais a variação do IPCA. A demanda estimada pelo produto está na casa de R$ 50 bilhões

Vai tranquilo

Maia sobre reforma tributária: “não estamos com pressa”

Presidente da Câmara diz querer estabelecer um debate sobre o tema de forma tranquila e profunda

De mudança e sob nova direção

Após governo mandar Coaf para o BC, Ricardo Liáo é nomeado novo presidente do órgão

Indicação é vista como uma forma de garantir certa continuidade na administração do Coaf

Sem sinal

Oi perde quase metade do valor na bolsa em apenas quatro dias

Com mais de 37,5 milhões de clientes no país, Oi passa a ser avaliada em apenas R$ 4,4 bilhões na B3; só hoje, as ações ordinárias da operadora registraram uma desvalorização de 27%, cotadas a R$ 0,73

DE OLHO NO GRÁFICO

Queda do Ibovespa, S&P e as ações para ficar de olho

No De Olho no Gráfico de hoje, Fausto Botelho fala de suas expectativas para o Ibovespa, o S&P, o Nasdaq, o dólar e o desempenho das ações para as quais tem recomendação de venda

Primeiro texto

Relator da reforma da Previdência no Senado diz estar fazendo esforço para entregar relatório na sexta-feira

A presidente da CCJ, Simone Tebet, já havia dito que essa era a previsão, sendo que a leitura do documento será feita no dia 28

Siga o dinheiro

Fluxo do gringo na bolsa em 2019 ainda é positivo e eu posso provar

Dados disponibilizados pela B3, que mostram saída de R$ 19 bilhões até 15 de agosto, não contabilizam valores movimentados em ofertas de ações

um passo atrás

‘Não quero submeter meu filho ao fracasso’, diz Bolsonaro sobre Embaixada

Presidente admitiu a possibilidade de desistir da nomeação de seu filho, após “guerra de pareceres” no Senado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements