Menu
2019-11-07T12:09:01+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Retomada

Governo eleva projeção de crescimento da economia em 2020

Estimativa subiu de 2,17% para 2,32%. Para 2019, PIB deve crescer 0,9%. Governo avalia que retomada puxada pelo setor privado já está em curso

7 de novembro de 2019
11:24 - atualizado às 12:09
Touros e Ursos CAPA – PIB
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Melhora recente da atividade, saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), forte redução do juro e recuperação puxada pelo setor privado embasam a melhora nas projeções de crescimento da economia feitas pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia.

Para 2019, o crescimento deve ser de 0,90%, pouco acima do 0,85% estimado no começo de setembro. Para 2020, o Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer 2,32%, contra prognóstico anterior de 2,17%, formulado em julho. Para os anos seguintes (2021 a 2023) a projeção foi mantida em 2,5%. Para dar um parâmetro, a mediana do mercado, captada pelo Focus, está em 0,92% para 2019 e 2% para 2020.

Em sua apresentação, o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, ressaltou que é o PIB do setor privado que vem liderando o crescimento, comprovando tese defendida pelo ministro Paulo Guedes desde sua chega ao governo.

“A grande mensagem é que o mix de crescimento foi alterado. É o setor privado que puxa o crescimento. Abandonamos o sistema no qual o governo escolhia campeões e puxava o crescimento. Agora o investimento vai para onde ele é mais produtivo, mais eficiente”, disse o secretário.

Sachsida também chamou atenção para o impacto da aprovação da reforma da Previdência na redução do risco-país e melhora no ambiente de negócios.

Otimismo?

Segundo o secretária, nesse ano, a projeção da SPE é  menos otimista que o Focus. Para ele, quanto se olha a previsão para o futuro, é importante olhar a tendência, não só o número.

"Acho que o Focus já, já converge para o nosso número. Instituições privadas, de renome, já trabalham com 3%. Se você levar isso em conta, estamos até pessimistas. Não acho 2020 otimista, acho até uma estimativa bem conservadora, no perfil da SPE", disse.

O Boletim MacroFiscal apresentado nesta quinta-feira traz alguns estudos da SPE mostrando o aumento do investimento do setor privado e sustentando que passamos por uma consolidação fiscal expansionista, a redução dos gastos do governo contribui para a retomada do crescimento (contrariando a ala Keynesiana, que quer mais gastos para reativar a economia). Veja aqui a apresentação dos dados.

Cessão onerosa

Na entrevista, o secretário foi bastante questionado sobre o resultado do leilão da cessão onerosa, que não teve investimentos de empresas estrangeiras. Segundo Sachsida, tinha uma riqueza enorme que não saia do fundo do mar “por problemas associados ao passado”.

“Tinha um problema difícil, anos parado, e esse nó foi desatado. Esse não é um mérito pequeno”, disse.

Novamente questionado se o resultado do leilão não seria sinal de falta de confiança do setor privado, Sachsida disse: “De maneira nenhuma”. Antes, o secretário já tinha argumentado que a Petrobras é investimento privado.

Para o secretário, temos de olhar outras questões, como o formato do leilão e o modelo de partilha. No entanto, ponderou que a SPE não é o órgão que fala de petróleo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Tensão nos ares

Crise na Boeing: sindicatos de companhias aéreas temem a liberação do 737 Max

Com a possibilidade de as aeronaves 737 Max da Boeing serem liberadas novamente para voar, os sindicatos das companhias aéreas mostram-se preocupados

Protestos no país

Banco Central do Chile anuncia novas medidas para conter a queda do peso

A autoridade monetária do Chile irá adotar mais ferramentas para frear a trajetória de desvalorização da moeda do país, em meio à onda de protestos sociais vistos nos últimos dias

Renda fixa

CDB com remuneração de até 124% do CDI? É a oferta do C6 Bank

O C6 Bank oferece novas opções de investimento em CDB com resgates mais longos. A rentabilidade pode chegar a 124% do CDI

Expansão no país

Carrefour Brasil investe R$ 2 bilhões e quer mais parcerias

O Carrefour Brasil mostra-se otimista em relação às perspectivas para o país em 2020. Como resultado, o grupo continuará investindo e abrindo novas unidades

Tudo que vai mexer com o seu dinheiro hoje

Inflação e terno preto nunca saem de moda

Um certo frenesi sempre tomou conta das redações do país no dia de divulgação do índice de preços. A inflação brasileira é um número a acompanhar com lupa no noticiário econômico. Em um passado não tão distante, todo o mês os economistas apontavam o vilão dos custos do consumidor. O tomate virou uma espécie de […]

Agora vai?

Declarações de autoridades dos EUA mostram otimismo nas negociações com a China

O tom mais ameno assumido por duas autoridades dos EUA em relação às conversas com a China renova a esperança dos mercados quanto ao fechamento de um acordo

Siga o mestre

Warren Buffett fez novas apostas na bolsa e vendeu parte de suas ações da Apple

Um frenesi toma conta dos mercados americanos nesta sexta-feira: o lendário Warren Buffett comprou ações de duas empresas — o que faz esses papéis dispararem hoje

Feriado? Que feriado?

Os mercados estão abertos lá fora — e as bolsas dos EUA estão nas máximas

Uma sinalização animadora das autoridades americanas quanto às negociações com a China dá força aos mercados globais nesta sexta-feira

Sem crise

Sabesp tem lucro líquido de R$ 1,209 bilhão no 3º trimestre, alta de 113,9%

A Sabesp reportou forte expansão no lucro líquido e no Ebitda no terceiro trimestre deste ano, impulsionada pelo início das operações em Santo André e Guarulhos

Más notícias

A Braskem fechou o trimestre no vermelho e viu sua receita cair 18% em um ano

Empresa cujas ações têm o pior desempenho do Ibovespa no ano, a Braskem reportou um prejuízo líquido de mais de R$ 800 milhões no terceiro trimestre

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements