Menu
Marina Gazzoni
Marina Gazzoni
Jornalista formada pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e com MBA em Informação Econômico-Financeira e Mercado de Capitais no Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Foi editora de Economia do G1 e repórter de O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo e do portal IG.
PAPAI NOEL NÃO VEIO

Em vez de rali, Wall Street vive pesadelo de Natal

Os índices Dow Jones teve sua maior quedas já registrada na véspera do Natal, de 2,9%, nos seus 122 anos de história

24 de dezembro de 2018
18:59 - atualizado às 19:41
Decoração de Natal em frente à bolsa de Nova York em dezembro de 2018 - Imagem: Shutterstock

A crise política envolvendo o governo de Donald Trump levou Wall Street a um dia de pesadelos na véspera do Natal. Nessa época do ano, muitos investidores esperam um "rali de fim de ano", puxados por boas notícias do varejo. Desta vez, os sinais negativos de Trump ao mercado derrubaram as bolsas de valores e derrubaram os rendimentos dos Treasuries, os títulos do Tesouro americano.

Os índices Dow Jones teve sua maior quedas já registrada na véspera do Natal, de 2,9%, nos seus 122 anos de história. Já o S&P 500 perdeu 2,7%, o pior desempenho na véspera de Natal desde 1933, de acordo com o site Market Watch. Já a bolsa eletrônica Nasdaq caiu 2,2% nesta segunda-feira, em dia de pregão com horário reduzido.

Sinais negativos

Uma sequência de notícias ruins tomou conta do noticiário no meio do feriado e deixou os investidores apavorados.

Trump X Fed

Donald Trump voltou a criticar abertamente a atuação do Federal Reserve (Fed), quebrando um protocolo entre os presidentes americanos de respeitar a autonomia do banco central do país.

Governo paralisado

O impasse envolvendo a liberação da verba para construção de um muro na fronteira com o México adiou a votação do orçamento dos EUA. Isso provocou uma paralisação parcial das atividades do governo federal desde sábado. Neste domingo, assessores de Trump admitiram que o problema pode se estender até janeiro.

Está tudo bem... só que não

O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, tentou dar um alento aos mercados, mas o tiro saiu pela culatra. Ele afirmou no Twittter que esteve em contato com autoridades de grandes bancos americanos para assegurar o funcionamento normal dos mercados. Em vez de tranquilizar os investidores, a afirmação deixou o mercado ainda mais desesperado.

Crise impactou Treasuries

O caos nos mercados chegou também nos rendimentos do Treasuries, os títulos do Tesouro americano. O rendimento do T-note de dois anos caiu para 2,569%, enquanto o título de dez anos cedeu para 2,736%. Já o yield do T-bond de 30 anos recuava para 2,995%.

Bolsas da Europa sentiram

As bolsas europeias também sofreram com a crise nos Estados Unidos e fecharam em queda. O estrago só não foi maior porque os mercados europeus fecharam antes de Trump dar sua alfinetada no Fed pelo Twitter.

No Brasil, a bolsa de valores estava fechada nesta segunda-feira e só retoma as atividades na quarta-feira (26).

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Conteúdo patrocinado por Startse

Bitcoin é furada? O que “eles” viram que você ainda não viu?

Enquanto cresce o número de pessoas com medo das criptomoedas, cresce também o número de pessoas e empresas que aprenderam “um novo jeito” de ficar rico com elas.

Novidades à vista?

Em estratégia de “fatiamento” da Abril, Exame deve ficar com o BTG

Segundo uma fonte, o empresário deve buscar compradores não só para a “Exame”, mas também para outras unidades de negócio, como a Casa Cor e o Guia do Estudante

Novidades nos EUA

Não há evidências suficientes para provar o conluio entre a campanha de Donald Trump e a Rússia, destaca carta

O procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, informou agora à tarde (24) às autoridades americanas uma parte do conteúdo do relatório do conselheiro especial do DoJ, Robert Mueller

Investigações

Caixa 2 é o crime eleitoral mais investigado pela Polícia Federal

Entre 2006 e 2016, a maioria dos procedimentos eleitorais abertos pela PF estava relacionada à acusação de compra de voto

Articulação política

Major Vitor Hugo visita Bolsonaro e tenta aproximar Planalto e demais poderes

Ao sair da residência oficial da Presidência da República, Vitor Hugo disse que conversou com Bolsonaro sobre a aprovação da reforma da Previdência e a tramitação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) na Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ)

OBRIGADA, LEITOR!

Seis meses com o Seu Dinheiro

Projeto foi lançado em 24 de setembro e já tem mais de 800 mil leitores por mês no site e 65 mil cadastrados para as newsletters diárias. Conheça a linha editorial, saiba quem não somos e como ganhamos dinheiro.

Entrevista com o cientista político

“Presidente não demonstra capacidade de articulação”, afirma Sérgio Abranches

Autor do termo “presidencialismo de coalizão” nos anos 1980, Abranches afirma que “não faz sentido” o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ser articulador político de qualquer agenda do governo

Todo mundo se estranhando...

Bolsonaro rebate Maia e cita “velha política”

O presidente também alegou não saber por que Maia anda tão “agressivo” com ele

Bon vivant

Mergulhe no maravilhoso mundo dos cafés especiais

Além de apreciar safras de pequenos produtores, amantes da bebida podem tomar um banho terapêutico ou sobrevoar plantações a bordo de um balão

Fintech

Fundo do BNDES investe em ‘bolsa’ de cotas de consórcio

Com sede na Bahia, o Bom Consórcio funciona como uma plataforma de compra e venda de cotas de pessoas que desistiram ou deixaram de pagar as prestações

IR 2019

Guia: como declarar os seus investimentos no imposto de renda 2019

Você também precisa prestar contas das suas aplicações financeiras ao Leão! Confira nosso guia completo sobre como declarar investimentos no IR 2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu