Menu
2019-07-09T19:42:37-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Reformas

‘É tudo à luz da legislação’, diz Bolsonaro sobre liberação de emendas

Governo liberou R$ 1,13 bilhão em emendas parlamentares voltadas para a área da saúde. PT disse que irá protocolar representação contra liberação de emendas

9 de julho de 2019
19:42
Bolsonaro
Imagem: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta terça-feira, 9, que a liberação de emendas parlamentares na semana de votação da reforma da Previdência na Câmara é feita "à luz da Legislação".

"Tenho 28 anos de Parlamento, tudo o que é liberado está no orçamento. Então, eu gostaria de liberar tudo o que está no orçamento. E quando acontece uma situação com essa é normal, no meu entender. Nada foi inventado, não tem mala, não tem conversa escondidinha em lugar nenhum, é tudo à luz da legislação. É isso que deve estar acontecendo", disse após cerimônia de lançamento do programa Pátria Voluntária.

Questionado se a prática poderia ser uma reprodução da chamada "velha política", Bolsonaro negou, mas evitou repetir o termo. "Velha política é dar aquilo que vocês sabem que se dava no passado. Não quero falar em velha política, temos uma política no momento, que o Parlamento entende também como sendo a mais justa. Estamos no mesmo barco. Nós e o Legislativo queremos o bem do Brasil", declarou.

O governo de Jair Bolsonaro liberou R$ 1,13 bilhão em emendas parlamentares voltadas para a área da saúde. A decisão está formalizada em 37 portarias editadas ontem à noite em duas edições extraordinárias do Diário Oficial da União (DOU) publicadas com data da segunda-feira.

A liberação dos recursos ocorre na semana em que o governo trabalha na conquista de votos de deputados pela aprovação da reforma da Previdência na Câmara. O processo de votação da proposta deverá ser iniciado ainda hoje e se estender até o fim da semana. Hoje, Bolsonaro afirmou que o texto deverá ser aprovado em dois turnos no Plenário da Casa até o próximo sábado.

Levantamento da ONG Contas Abertas, divulgado pelo jornal O Globo, mostra que, nos primeiros cinco dias de julho, o governo empenhou R$ 2,5 bilhões de emendas parlamentares. A reportagem não detalha se nesse montante está incluído o valor da liberação da saúde.

Oposição reage

Mais cedo, o líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta, anunciou que a sigla irá protocolar na Procuradoria-Geral da República (PGR) uma representação em que acusa o presidente Jair Bolsonaro por crime de improbidade administrativa "por compra de votos com dinheiro público".

"O governo de maneira escandalosa autorizou o empenho de valores da ordem de R$ 1 bilhão de reais, além da irresponsabilidade administrativa, esse governo está comprando votos com cheque sem fundo", disse o líder do PT.

Além da representação na PGR, o partido afirmou que entrará com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para que sejam sustados os efeitos da publicação do DOU. "Uma ação que em caráter liminar pede sejam sustados efeitos da publicação do DOU da farra do dinheiro público para compra de votos da reforma da previdência", disse o parlamentar.

"O governo que até poucos dias dizia que não era governo do toma lá, dá cá, não só está utilizando dinheiro público para comprar votos de parlamentares para que votem a favor da destruição da previdência pública, como está empenhando recursos que não estão no orçamento, está comprando votos com cheque sem fundo", afirmou ainda Pimenta.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

A terceira onda. Um novo milagre econômico vem por aí?

Tudo indica que um novo bull market das commodities esteja começando. E, como das outras vezes, isso será extremamente benéfico para o Brasil

Oxford Economics eleva previsão de crescimento do PIB do Brasil em 2020 para 2%

Casa avalia que as recentes tarifas sobre o aço e alumínio brasileiro não devem atrapalhar a recuperação da atividade, que vem ganhando fôlego

Marfrig confirma oferta subsequente de ações que pode somar R$ 3,3 bi

A oferta será primária e inclui um lote secundário, para a venda de ações detidas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES)

BLACK WEEK

MAIS LIDAS: Quem bombou na Black Friday?

Meus vizinhos se empolgaram na Black Friday. E não foram só eles: os números do varejo mostram um crescimento considerável na edição deste ano

Ex-presidente da Bayer no Brasil cria startup de cannabis

Em voo solo, há quase um ano e meio, empresário prepara-se para voltar ao setor, desta vez em um segmento em franco crescimento

Calças curtas

Por que o bilionário Elon Musk tem “pouco” dinheiro

A maior parte do patrimônio do bilionário sul-africano está colocada nos mesmos cavalos. Entenda

E o ano nem acabou!

Fundos imobiliários e ações já têm captação recorde em 2019

Volumes captados por fundos imobiliários e ofertas de ações até novembro deste ano já são os maiores das suas séries históricas, segundo dados da Anbima

DE OLHO NA CARNE

Ministério da Agricultura diz que preço da carne caiu 9% desde início do mês

A ministra Tereza Cristina ressaltou que o preço da proteína está se ajustando e que deve se estabilizar

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

A segunda vida da bolsa

Entre as muitas histórias geniais de Machado de Assis, uma das minhas favoritas é um conto chamado “A Segunda Vida”, sobre um homem que diz ter morrido e voltado para uma nova existência aqui na Terra. O escritor se vale de uma premissa que parece sobrenatural para tratar de um tema bem próximo de todos […]

MARCO DO SANEAMENTO

Para BNDES, não faltam recursos para o Brasil investir no setor de saneamento

Montezano afirmou que o novo marco regulatório do saneamento, que está tramitando no Congresso, vai abrir uma nova fase no banco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements