Menu
2019-05-22T10:48:00+00:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Documentação entregue à CVM

Dona da Centauro faz novo pedido de IPO na bolsa

Segundo um documento divulgado pela CVM, a SBF solicita um de registro de companhia aberta e uma autorização para promover uma oferta inicial de ações

18 de fevereiro de 2019
16:29 - atualizado às 10:48
Loja da Centauro
Proposta da dona da Centauro é incluir as ações no Novo Mercado da B3 - Imagem: Shutterstock

O Grupo SBF, dono da rede de lojas de artigos esportivos Centauro, vai tentar (de novo) abrir o capital da empresa. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou nesta segunda-feira, 18, dois pedidos da empresa: um de registro de companhia aberta e outro de autorização para promover uma oferta primária inicial de ações (IPO) na bolsa.

De acordo com o documento, as ações ofertadas estarão hospedadas no Novo Mercado da B3, grupo que reúne as companhias com os mais altos padrões de governança corporativa do mercado. Toda essa operação será coordenada pelos bancos Bradesco BBI - como instituição principal-, Itaú BBA, BTG Pactual, Goldman Sachs, BB Investimentos e Credit Suisse.

Repeteco

Esta é a segunda vez que o grupo SBF tenta abrir seu capital na bolsa - o primeiro pedido havia sido feito em novembro de 2017. O processo acabou sendo vítima da falta de alinhamento entre investidores e acionistas que, naquela época, não conseguiam um acordo sobre o preço da varejista. O IPO, que estava planejado para ocorrer em abril de 2018, acabou sendo negado pela CVM em julho no mesmo ano.

O documento protocolado diz ainda que a oferta de ações foi aprovada pelo conselho de administração da companhia durante uma reunião realizada em 15 de fevereiro deste ano. Vale lembrar que a SBF é controlada atualmente por Sebastião Vicente Bomfim Filho, sócio-fundador e que detém 62% das ações, e pela GP Investimentos, que possui o controle dos 36% restantes.

Valores misteriosos

O pedido da SBF na CVM não detalha qual o preço por ação e o valor total que a empresa pretende levantar com o IPO. No pedido de 2017, no entanto, a empresa estimava levantar até R$ 700 milhões com a oferta.

Segundo a dona da Centauro, os recursos serão destinados à abertura de novas lojas e reformas, reforço do capital de giro e amortização da dívida e de investimentos.

E por falar em números, é importante ressaltar que a SBF vem passando por uma reorganização financeira nos últimos anos. Apesar de um lucro líquido mais tímido em 2018 (R$ 148,7 milhões - queda de 38,3% ante 2017), a empresa apresentou uma redução de 47,2% em sua dívida líquida, fechando o ano passado com R$ 115,8 milhões de saldo devedor. Com isso, a relação dívida/Ebitda passou de 1,1 em 2017 para 0,4 em 2018.

O capital social da SBF é atualmente estimado em R$ 302,7 milhões, representado por 153.035.846 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal. O documento detalha ainda que esse capital social poderá ser aumentado independentemente de reforma estatutária, até o limite de 300 milhões de novas ações.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Roupa nova

Banco Inter dará início às negociações com units na bolsa na sexta-feira

Os certificados de ações terão o código BIDI11 e representam duas ações preferenciais (PN) e uma ordinária (ON) do Banco Inter, que também vai aderir ao Nível 2 de governança da bolsa e estuda captar R$ 1 bilhão em uma oferta de ações

Vai uma carona aí?

Uber completa cinco anos de Brasil com 2,6 bilhões de viagens

Se você acha que anda muito de Uber, olha só isso: o usuário que mais usou o Uber no Brasil nesses últimos cinco anos fez mais de 5 mil viagens pelo app, o que corresponde a cerca de 3 viagens de Uber por dia. Haja boleto!

De olho na Venezuela

Bolsonaro: “É importante buscar solução para Venezuela, até Evo se posicionou

Segundo o presidente, não ficou surpreso com o posicionamento de Morales, uma vez que o chefe de Estado boliviano já havia dados sinais positivos quando decidiu prender o italiano Cesare Battisti

Ainda sobre Eduardo

Para Mourão, indicação de Eduardo para embaixada nos EUA está dentro do padrão

“Dentro das regras da escolha para quem não é da carreira diplomática, ele está dentro do padrão. É uma decisão do presidente. Decisão a gente não discute”, disse.

Fracasso de crítica

A base de assinantes da Netflix cresceu menos que o esperado — e o mercado reagiu mal

Os resultados trimestrais da Netflix decepcionaram o mercado, em especial os números de expansão de novos usuários. Como resultado, as ações despencaram no after market de Nova York

Seu Dinheiro na sua noite

Posto Ipiranga entre o FGTS e a reforma

As histórias que mexeram com o Seu Dinheiro hoje

Há limite para o Magalu?

Ações do Magazine Luiza já subiram mais de 30% neste ano. Para o Bradesco BBI, há espaço para mais

Apesar dos ganhos expressivos dos papéis do Magazine Luiza nos últimos anos, o Bradesco BBI acredita que os papéis ainda podem subir mais, uma vez que a empresa possui boas perspectivas para surfar a nova onda do e-commerce

opinião de peso

FMI: Brasil deve atuar com limitada intervenção no câmbio ante volatilidade

Na avaliação do Fundo, as autoridades brasileiras devem manter “fortes amortecedores” para o caso de eventos globais desestabilizadores

mais do que peso real

Argentina estudará mudanças para criação de moeda única do Mercosul, diz ministro

Diferentemente do que Guedes havia sinalizado, Dujovne apontou para a criação de uma moeda única para todo o Mercosul

saldo

Fluxo cambial total em julho até dia 12 é negativo em US$ 1,227 bi

Canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 188 milhões no período, resultado de aportes no valor de US$ 20,941 bilhões e de retiradas no total de US$ 21,130 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements