Menu
2019-07-22T08:59:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Deu bom pro buscador

Cade arquiva dois processos contra o Google e julgamento de terceiro é suspenso

Julgamentos realizados nesta quarta-feira fazem parte de investigações contra o Google que foram instauradas entre 2011 e 2013

19 de junho de 2019
18:46 - atualizado às 8:59
Logo do Google
Google - Imagem: Shutterstock

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) arquivou nesta quarta-feira, 19, dois processos contra o Google.

Um terceiro processo contra a empresa também foi levado a julgamento, que foi suspenso por um pedido de vista. O conselheiro relator do caso, Maurício Maia, votou pelo arquivamento do processo e foi acompanhado por mais uma conselheira.

O conselheiro Paulo Burnier, no entanto, votou pela condenação da empresa ao pagamento de multa de R$ 32 milhões. O caso deverá voltar a julgamento no dia 26.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

As investigações contra o Google foram instauradas entre 2011 e 2013. O processo cujo julgamento foi suspenso foi aberto depois de denúncia da E-Commerce de que o Google teria colocado seu comparador de preços em posição privilegiada dentro dos resultados do próprio buscador na internet.

A empresa também reclamava de que o Google posicionava de maneira fixa os resultados do Google Shopping no topo ou na lateral da página do buscador, o que estaria prejudicando os concorrentes.

Um segundo processo foi aberto também após denúncia da E-Commerce de que o Google estaria copiando avaliações de produtos que clientes teriam feito nos sites Buscapé e Bondfaro para exibir em seu Google Shopping. O caso foi arquivado no julgamento desta quarta-feira.

O terceiro processo, que também foi arquivado, foi aberto após denúncia da Microsoft, dona do site de buscas Bing, de que o Google teria reduzido incentivos para que as empresas anunciassem ao mesmo tempo tanto nas páginas do Bing quanto nas do Google. A prática não foi verificada pela superintendência, que também recomendou o arquivamento.

Nova investigação

Apesar dos arquivamentos, os conselheiros decidiram pedir que a superintendência do órgão abra um processo para investigar se o Google abusa de sua posição de líder no mercado de buscas e também de notícias.

Uma das conselheiras, Paula Azevedo, entendeu que não havia provas da conduta irregular no caso em questão, mas alegou que há dúvidas sobre se o Google adota conduta que poderia prejudicar concorrentes, por isso pediu a abertura de uma nova investigação.

"Não se trata de um pré-julgamento, mas apenas uma determinação para que seja instaurado inquérito e, se houver indícios que levem ao aprofundamento das investigações, haverá abertura de um processo e posterior julgamento. Apoiarei todas as propostas de instauração de inquérito trazidas a esse conselho", completou o presidente do Cade, Alexandre Barreto.

Google se diz satisfeito

Logo após o anúncio da sentença pelo Cade, o Google emitiu uma nota à imprensa afirmando que "recebe com satisfação a decisão pelo arquivamento dos casos de scraping e AdWords API, após uma longa investigação do CADE. Estamos confiantes de que nossos produtos e serviços estão em conformidade com as leis brasileiras e continuaremos colaborando com o órgão, esperando obter o mesmo resultado para o caso de Shopping”.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Otimismo na bolsa

Firme e forte: Ibovespa engata a quarta alta seguida e chega a mais um recorde

O Ibovespa aproveitou-se da ausência de fatores negativos e do bom desempenho das ações da Petrobras para fechar em alta e cravar mais um recorde

DE OLHO NO GRÁFICO

Bitcoin indica alta e 12 criptomoedas alternativas para ficar de olho

Fausto Botelho fala sobre a alta recente do S&P, que está em sinal amarelo, sobre a tendência de alta do bitcoin e outras 12 altcoins para ficar de olho

Ganhando tração

Conversas sobre potencial venda da rede móvel da Oi estão acelerando, diz presidente da Tim

Segundo Labriola, uma eventual avaliação da compra da Oi só vai ocorrer caso o ativo seja formalmente colocado à venda, o que ainda não ocorreu

Novo recorde

O maior IPO da história: a Saudi Aramco vai levantar US$ 25,6 bilhões com sua abertura de capital

A petroleira Saudi Aramco, considerada uma das companhias mais rentáveis do mundo, divulgou há pouco os detalhes finais de sua oferta pública inicial de ações. E, pelos números reportados pela estatal saudita, não estamos falando de um IPO qualquer: trata-se da maior operação do tipo já feita na história. As ações da Aramco foram precificadas […]

Oferta da XP

CVM diz que fundo brasileiro pode captar recursos para investir em IPO nos EUA

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou hoje que fundos de investimento podem captar recursos de investidores brasileiros para investir em ofertas de ações fora do país. “Em tese, não há restrição para que um ‘fundo brasileiro capte recursos de investidores brasileiros para investir em ofertas públicas no exterior’”, disse a CVM, em nota. Eu […]

OLHO NA CONSTRUÇÃO

PIB da construção deve crescer 2% em 2019 e 3% em 2020, dizem Sinduscon-SP e FGV

O avanço do PIB da construção neste ano está sendo puxado, essencialmente, pelo consumo das famílias, enquanto as atividades empresariais ficaram em segundo plano

Fundos de investimento

Fundos de small caps são os mais rentáveis do ano; saiba quanto rendeu cada tipo de fundo até o fim de novembro

Fundos de ações tiveram o melhor desempenho do ano até agora; fundos que investem em títulos públicos de longo prazo também têm se saído bem

Gestoras

Dólar a R$ 4 ou R$ 4,50 pode impedir um rali na Bovespa?

Para gestora Persevera não haverá mais o “kit Brasil”, ou seja, os ativos brasileiros não necessariamente andarão todos na mesma direção

OLHA O RECORDE

Captação em mercado das empresas atinge recorde de R$440 bilhões, diz Anbima

A renda variável foi destaque, com R$ 78,3 bilhões em captações realizadas por meio de follow on e IPOs, de janeiro a novembro, contra R$ 11,3 bilhões no mesmo período de 2018

uma bolada

Indústria de fundos levanta R$ 228,1 bilhões até novembro e encosta no recorde de 2017

Fundos de ações chegaram a uma captação líquida de R$ 67,5 bilhões, quase três vezes ante o mesmo intervalo de 2018 e se destacaram como a classe que mais atraiu recursos até novembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements