Menu
Lucas de Aragão

Lucas de Aragão é diretor de Comunicação e sócio da Arko Advice, formado em Ciência Política pela UniDF e mestre em Campanhas Eleitorais e Governo pela Fordham University (Nova York). Diversos de seus artigos foram publicados em revistas e periódicos de ciência política no Brasil e no mundo.

Mostrar mais
Publicações
Carta de Brasília

Saneamento e Petrobras podem movimentar mercados

A votação dos vetos vem sendo prorrogada desde o dia 2 e um novo adiamento não pode ser descartado

Carta de Brasília

O futuro do Renda Brasil

Apesar do discurso otimista da equipe econômica de que a atividade na economia já voltou em V, ainda há muitas dúvidas sobre a velocidade e a consistência dessa retomada.

Carta de Brasília

Sucessão de Maia e Alcolumbre movimenta Brasília

Proposta que abre caminho para reeleição tem resistências na Câmara – dificilmente será aprovada na Casa; teria de haver uma definição do STF

Carta de Brasília

Batalha dos Vetos

Cenário no momento é adverso para o Planalto e vai requerer empenho e jogo de cintura por parte dos articuladores até o início da votação

Carta de Brasília

E o Guedes, hein?

A grande questão polêmica hoje envolvendo Guedes está na manutenção, ou não, do teto de gastos para 2021.

Carta de Brasília

Atritos no Centrão atrapalham reformas?

Existem outras motivações além da sucessão na Câmara para a saída de DEM e MDB do Centrão. Uma delas é a necessidade eleitoral de buscar uma maior independência em relação ao governo de Bolsonaro

Carta de Brasília

A Reforma Tributária será aprovada em 2020?

Nessa primeira fase, será encaminhado um projeto de lei que prevê a fusão de OS e Cofins em um único tributo, o IVA Federal, com alíquota entre 11% e 12%

Carta de Brasília

Bomba fiscal bilionária exigirá coordenação política apurada; saneamento volta ao radar

Acredito que o resultado final dos vetos será positivo para o governo, com a manutenção daqueles que representam maior risco fiscal

Carta de Brasília

Reformas na mão do Congresso. Boa ou má notícia?

Com a agenda de reformas que o governo pretende implementar em 2021 o tom conciliador é ainda mais crucial.

Carta de Brasília

Queiroz é a bala de prata contra Bolsonaro?

O caso Queiroz aumenta a temperatura política, alimenta o noticiário negativo e gera maior dependência ainda do governo ao Congresso Nacional

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements