Menu
Ivan Sant’Anna
Seu Mentor de Investimentos
Ivan Sant’Anna
É trader no mercado financeiro e autor da Inversa
2019-06-25T12:14:12+00:00
Seu mentor de investimentos

A pirâmide do Rei do Gado

Para quem investiu nos bois de papel, que não eram tão gordos assim, o desfecho foi trágico: cerca de 30 mil investidores perderam 3,9 bilhões de reais, uma média de 130 mil reais per capita

24 de junho de 2019
11:34 - atualizado às 12:14
Fazenda de gado
Fazenda de gado - Imagem: Shutterstock

De vez em quando, recebo sugestões de tema dos leitores de minhas newsletters, seja da Warm Up Pro, seja desta Os Mercadores da Noite, ou mesmo da participação que tenho no Trading Journal – todas elas pela Inversa.

Na última terça-feira, entrou no site a seguinte mensagem:

“Será que o Ivan Sant’Anna tem alguma lembrança pitoresca / ensinamento sobre Fazendas Reunidas Boi Gordo?” Fábio

E não é que tenho.

O ano era 1996. Eu lançara, pela Editora Record, meu primeiro livro: Rapina, ficção ambientada no mercado financeiro do Brasil. Foi um grande sucesso. Ficou na lista dos best-sellers durante cinco meses.

Com Rapina em destaque nas prateleiras das livrarias, além de diversas matérias em jornais, compareci a vários programas de televisão, entre os quais o do Jô Soares (à época no SBT – Jô Soares Onze e Meia) e Bom dia, Brasil, jornal do Boris Casoy. Fora as incontáveis aparições em emissoras de TV a cabo.

Fazendas Reunidas Boi Gordo

Mesmo assim, foi surpresa quando a agência de publicidade que detinha a conta das Fazendas Reunidas Boi Gordo me convidou para fazer publicidade do fundo de investimento que, como o nome dizia, lucrava com a compra, engorda e abate de gado.

Tratava-se de uma boa grana, mais do que eu ganhara até aquele momento em direitos autorais de Rapina.

Respondi que ia estudar a proposta e saí em busca de informações com amigos do mercado financeiro.

Um deles, foi direto ao ponto.

“Assim que o fluxo entrada/saída de dinheiro se tornar negativo, Ivan, os caras vão quebrar. O negócio deles é uma pirâmide.”

Consciente de que poderia influenciar pessoas a fazer um péssimo investimento, telefonei para a agência e recusei a proposta.

Não fez diferença para eles, pois acharam propagandista muito melhor.

Em junho daquele ano, a TV Globo lançara a novela O Rei do Gado, com Antônio Fagundes e Patrícia Pillar nos papéis principais, sendo que Fagundes era o tal rei, proprietário de gigantesco rebanho.

Pois bem. Estava eu um dia assistindo TV quando vi um comercial das Fazendas Reunidas protagonizado por ninguém menos do que ele.

Como muitos telespectadores confundem personagem com ator, era como se o próprio Rei do Gado, pecuarista milionário que, na ficção, entendia tudo sobre o assunto, estivesse recomendando a aplicação.

Bois nem tão gordos

Para quem investiu nos bois de papel, que não eram tão gordos assim, o desfecho foi trágico: cerca de 30 mil investidores perderam 3,9 bilhões de reais, uma média de 130 mil reais per capita.

Minha recomendação chega a ser de uma obviedade ululante. Primária, até. Não se deixem levar por comerciais mostrando a atriz da novela sendo recebida, com tapete vermelho, pelo gerente do banco e afirmando, em bom som, que entrega toda a gestão de seu patrimônio financeiro a ele.

Só há três caminhos para se ganhar dinheiro no mercado financeiro. Estudando-o a fundo, aplicando com um gestor de confiança ou assinando publicações descomprometidas.

Ou vocês acham que aqueles cabelos deslumbrantes da Gisele Bündchen são milagre da loção Pantene (com todo respeito ao produto e à modelo)?

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Reviravolta na trama

Após uma temporada no mundo invertido, a Netflix voltou a brilhar no terceiro trimestre

A Netflix reportou um crescimento surpreendente no lucro líquido e uma recuperação no total de novos assinantes pagos — resultados que agradaram o mercado

Voos mais altos

Azul vai expandir rotas internacionais, mas não anuncia agora por causa do dólar

O executivo frisou, porém, que o foco da Azul está no mercado doméstico – a intenção é “elevar” o nível do Brasil em termos de conectividade aérea

De olho no crédito

BC lança nova página sobre informações do mercado imobiliário

O Banco Central explica que a nova publicação é resultado da compilação de informações recebidas pelo Banco Central através do Sistema de Informações de Créditos (SCR), Sistema de Informações Contábeis (Cosif), Direcionamento dos Depósitos de Poupança (RCO) e dados das entidades de depósito e registro de ativos

Colocando os pingos nos "is"

Não houve pressão para capitalizar companhia, diz presidente da Eletrobras

Ele defendeu que, se o governo efetivamente quisesse os recursos da Eletrobras, seria mais fácil realizar diretamente a capitalização dos cerca de R$ 4 bilhões de Adiantamentos para Futuro Aumento de Capital (AFACs) e com esse recurso pagar os dividendos, alternativa em que a União receberia um volume maior de recursos

Juros

Selic abaixo de 4%? Itaú Asset acredita em 3,75% em 2020

Descontando a inflação esperada dessa projeção para a Selic, temos juro real próximo de zero. Na verdade, um toquinho de 0,14% ao ano

Vai que vai

É hora delas? Bradesco BBI aposta alto nos números de Unidas e Movida

No setor de locação, todos os três papéis (Localiza, Unidas e Movida) estão com recomendações de compra pela casa, mas a Localiza não está na lista das preferidas do analista Victor Mizusaki

Siga o dinheiro

Fuga de dólares bate US$ 40 bilhões em 12 meses. Surpreso? Não deveria…

Saída de recursos é a maior desde que abandonamos o regime de bandas cambiais em 1999. Desde abril, o BC vem alertando para uma mudança estrutural no mercado de câmbio

Boas novas

Juro baixo faz BlackRock ampliar aposta no Brasil

A projeção é que a Selic baixa empurre investidores para ativos de mais risco, incluindo investimentos no exterior, que ainda engatinham por aqui

dinheiro no bolso

36,9 milhões de correntistas da Caixa já sacaram recurso do FGTS

Saque de até R$ 500 por conta ativa ou inativa do fundo tem sido feito de forma escalonada, dependendo da data de aniversário de trabalhador

novas funções

Relator de MP que permite saque do FGTS vai ampliar forma de aplicação do fundo

Hoje, a lei só permite que o dinheiro seja usado para financiar moradias, saneamento e infraestrutura

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements