Menu
2019-04-04T14:13:35+00:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Novos segmentos de negócios

A Kroton já encontrou oportunidades caso Bolsonaro vença as eleições

Candidato do PSL defende que o ensino a distância seja implantado desde a educação básica até a faculdade

15 de outubro de 2018
14:28 - atualizado às 14:13
ensino-a-distancia
Educação a distância do ensino básico ao superior é uma das propostas de governo de Bolsonaro - Imagem: Shutterstock

As eleições de 2018 ainda não terminaram, mas a Kroton já está pronta para adaptar seus negócios para uma das propostas mais polêmicas de Jair Bolsonaro na educação. E quem pode ganhar com esses movimentos é você, investidor de bolsa.

O candidato do PSL defende que o ensino a distância seja implantado desde a educação básica até a faculdade. Com o chamado EaD, Bolsonaro disse que pretende baratear os custos com a educação no país, além de eliminar o que ele chamou de doutrinação dos alunos. Atualmente existem cursos à distância somente no ensino superior.

Pensando na possibilidade dessa ideia vingar, o presidente da Kroton, Rodrigo Galindo, disse que a companhia já possui planos para entrar no mercado a distância caso essa venha a ser uma demanda de escolas públicas e privadas. Com isso, a ideia do capitão pode acabar trazendo novas frentes de negócios para a Kroton, ampliando suas margens e movimentando o preço dos papéis da companhia na B3.

Vale lembrar que, no começo de outubro, a Ana Paula Ragazzi já tinha alertado aqui no Seu Dinheiro sobre o desempenho positivo das ações de educação durante as eleições. Se você não conferiu essa dica, te deixo como sugestão de leitura.

Foco no ensino médio

Para a Kroton, esse projeto de EaD teria maior espaço de crescimento em disciplinas não-obrigatórias no Ensino Médio. O diretor presidente de Educação Básica da Kroton, Mario Ghio, afirmou que o tema tem sido mais discutido pelo Conselho Nacional de Educação dentro do contexto da reforma do Ensino Médio.

Ghio afirma que existe a defesa de que o EAD seja usado nos temas chamados de "discricionários", que são as disciplinas de fora da grade obrigatória, relacionadas à trajetória de carreira que o aluno deseja seguir. Um aluno de ensino médio que deseja cursar faculdade na área de Saúde, por exemplo, poderia buscar material de ensino a distância sobre o tema.

Mesmo em um eventual governo Haddad, os dirigentes da Kroton acreditam que o programa de mudanças na educação deve continuar. "É um programa de Estado, não de governo", diz Ghio.

Compra da Somos faz parte do jogo

Pensando nas possíveis mudanças da educação no Brasil com Bolsonaro, a aquisição da Somos Educação, concluída na semana passada, favorece ainda mais o ambiente de negócios da Kroton, que ampliou sua atuação no ensino básico, com escolas próprias e editoras de livros didáticos e com oferta de sistemas de ensino e serviços de apoio a escolas privadas.

Vale lembrar que a Kroton também está com um processo de Oferta Pública de Aquisição (OPA) das ações da Somos, que deve ser concluído até maio do ano que vem.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Roupa nova

Banco Inter dará início às negociações com units na bolsa na sexta-feira

Os certificados de ações terão o código BIDI11 e representam duas ações preferenciais (PN) e uma ordinária (ON) do Banco Inter, que também vai aderir ao Nível 2 de governança da bolsa e estuda captar R$ 1 bilhão em uma oferta de ações

Vai uma carona aí?

Uber completa cinco anos de Brasil com 2,6 bilhões de viagens

Se você acha que anda muito de Uber, olha só isso: o usuário que mais usou o Uber no Brasil nesses últimos cinco anos fez mais de 5 mil viagens pelo app, o que corresponde a cerca de 3 viagens de Uber por dia. Haja boleto!

De olho na Venezuela

Bolsonaro: “É importante buscar solução para Venezuela, até Evo se posicionou

Segundo o presidente, não ficou surpreso com o posicionamento de Morales, uma vez que o chefe de Estado boliviano já havia dados sinais positivos quando decidiu prender o italiano Cesare Battisti

Ainda sobre Eduardo

Para Mourão, indicação de Eduardo para embaixada nos EUA está dentro do padrão

“Dentro das regras da escolha para quem não é da carreira diplomática, ele está dentro do padrão. É uma decisão do presidente. Decisão a gente não discute”, disse.

Fracasso de crítica

A base de assinantes da Netflix cresceu menos que o esperado — e o mercado reagiu mal

Os resultados trimestrais da Netflix decepcionaram o mercado, em especial os números de expansão de novos usuários. Como resultado, as ações despencaram no after market de Nova York

Seu Dinheiro na sua noite

Posto Ipiranga entre o FGTS e a reforma

As histórias que mexeram com o Seu Dinheiro hoje

Há limite para o Magalu?

Ações do Magazine Luiza já subiram mais de 30% neste ano. Para o Bradesco BBI, há espaço para mais

Apesar dos ganhos expressivos dos papéis do Magazine Luiza nos últimos anos, o Bradesco BBI acredita que os papéis ainda podem subir mais, uma vez que a empresa possui boas perspectivas para surfar a nova onda do e-commerce

opinião de peso

FMI: Brasil deve atuar com limitada intervenção no câmbio ante volatilidade

Na avaliação do Fundo, as autoridades brasileiras devem manter “fortes amortecedores” para o caso de eventos globais desestabilizadores

mais do que peso real

Argentina estudará mudanças para criação de moeda única do Mercosul, diz ministro

Diferentemente do que Guedes havia sinalizado, Dujovne apontou para a criação de uma moeda única para todo o Mercosul

saldo

Fluxo cambial total em julho até dia 12 é negativo em US$ 1,227 bi

Canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 188 milhões no período, resultado de aportes no valor de US$ 20,941 bilhões e de retiradas no total de US$ 21,130 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements