🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
TOUROS E URSOS NAS ELEIÇÕES

Tabata Amaral, pré-candidata à prefeitura de São Paulo, fala com exclusividade ao Seu Dinheiro sobre privatizações e revela preocupação fiscal com município

A deputada diz que o fato de ser pouco conhecida é o maior desafio da pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
23 de junho de 2024
13:03 - atualizado às 9:09
Deputada federal Tabata Amaral, pré-candidata à prefeitura de São Paulo
Deputada federal Tabata Amaral, pré-candidata à prefeitura de São Paulo - Imagem: Seu Dinheiro

A corrida pela cadeira de prefeito ou prefeita da cidade de São Paulo começa a tomar contornos mais certeiros e a deputada federal Tabata Amaral (PSB) falou com exclusividade ao Seu Dinheiro no podcast Touros e Ursos sobre os pontos principais de sua candidatura. 

Formada em ciência política pela universidade de Harvard, a deputada está no segundo mandato na Câmara e, aos 30 anos, quer ser a mais nova prefeita da cidade de São Paulo. 

Se eleita, ela quebrará o jejum de mais de dez anos na prefeitura, que não teve à sua frente uma mulher desde a eleição de Marta Suplicy — atualmente, candidata à vice do candidato Guilherme Boulos (PSOL)

Entre os temas tratados pela pré-candidata na entrevista, estão a privatização de serviços de água e esgoto — encabeçadas pela desestatização da Sabesp (SBSP3) —, preocupações envolvendo o caixa da prefeitura e o distanciamento da imagem de “terceira via” no polarizado pleito.

Vale dizer ainda que o Seu Dinheiro convidou os três pré-candidatos à prefeitura mais bem posicionados nas mais recentes pesquisas do Datafolha para participar do programa: além de Tabata Amaral, também foram chamados o prefeito Ricardo Nunes (MDB) e o deputado federal Guilherme Boulos.

Você pode conferir a entrevista completa no YouTube do Seu Dinheiro. A seguir, os principais destaques dessa conversa: 

Tabata Amaral e a privatização da Sabesp (SBSP3) 

De olho na “jóia da coroa” paulistana, a deputada afirmou que irá respeitar os contratos herdados da atual gestão de Ricardo Nunes, que deve disputar a reeleição este ano. Contudo, ela se colocou contra o modelo de privatização da Sabesp

“Eu conheço muito bem o contrato de privatização da Sabesp. É por isso que eu venho me posicionando contra do jeito que ela está sendo conduzida”, disse a deputada durante o programa, que teve foco nas questões econômicas e afetam não apenas os moradores de São Paulo como os investidores em geral. 

Ainda que discordando dos acordos feitos, a deputada afirma que, se vencer a corrida pela prefeitura, irá respeitar os contratos herdados da atual gestão. 

“Para a gente poder contar com a iniciativa privada, talvez a coisa mais importante seja a segurança jurídica”, disse ela. “As pessoas podem ficar tranquilas, eu vou respeitar os contratos que eu herdar. Isso é o básico.”

“Se existem ilegalidades”, continua, “a gente precisa atuar”, disse ela, quando questionada sobre herdar contratos ruins da atual prefeitura.

Você também pode ouvir a conversa no Spotify: 

Situação fiscal preocupa pré-candidata

De acordo com dados da prefeitura da cidade de São Paulo, o caixa disponível da cidade chegou ao valor recorde de R$ 34,8 bilhões em 2023. Porém, o futuro das contas públicas do município paulistano não parece tão promissor assim para a deputada. 

“Estou bastante assustada com a situação fiscal da cidade”, afirmou a pré-candidata à Prefeitura de São Paulo. “[Ricardo] Nunes herdou a prefeitura do Bruno Covas em uma situação muito confortável porque foi feita uma reforma da previdência, houve renegociação de dívida e esforço de muitas gestões para cuidar das contas”, diz a deputada federal.

“Aí parece que na hora que a bonança chegou, acharam que a responsabilidade fiscal não era mais necessária.”

Se antes as críticas da deputada em relação ao atual prefeito se concentravam sobre as oportunidades de investimento perdidas para o município, ao se debruçar sobre os números mais recentes, o discurso fiscal se converteu em preocupação. 

“A gente fechou o ano passado com déficit e a trajetória esperada pros próximos anos é de déficit e o gasto está aumentando mais rápido do que a arrecadação do município”, comenta a pré-candidata do PSB. 

O bom uso do caixa da prefeitura, por Tabata Amaral

Ainda, a pré-candidata se preocupa em como os recursos da cidade estão sendo utilizados. Para ela, metade do dinheiro investido na cidade foi colocado em obras de baixa qualidade.

“É o asfalto que esfarela, recapeamento sem necessidade, aquela obrinha que você passa e não tem ninguém trabalhando. Você se pergunta: ‘mas por que estão fazendo isso e não estão fazendo o que é mais necessário?’” 

Como alternativa, a deputada federal também defende um projeto de lei no Congresso que propõe que os grandes gastos de qualquer governo — seja ele municipal, estadual ou federal — sejam monitorados em termos de impacto. Segundo ela, a ideia é olhar não apenas o quanto é destinado para cada setor, mas o retorno dos projetos.

“O dinheiro que a gente coloca na educação, está trazendo uma educação de qualidade? Na saúde, está reduzindo as filas? Hoje a resposta é não”, comenta Tabata.

“Terceira via chega em terceiro lugar”, diz Tabata

Apesar de ser conhecida como uma representante da chamada “terceira via”, a pré-candidata pelo PSB, partido do vice-presidente Geraldo Alckmin, já disse não gostar dessa alcunha. “Terceira via é quem chega em terceiro lugar”, brinca ela. 

Então, onde se encaixa o pensamento político de Tabata? A deputada diz que a resposta é mais complexa do que simplesmente definir se seu pensamento se encaixa mais à direita ou mais à esquerda do espectro político. 

“Quando a gente fala de uma cidade tão grandiosa e tão complexa como São Paulo, eu acho que é preciso ir além dessas duas caixinhas de esquerda e direita, Lula e Bolsonaro”, disse. 

“A gente tem um problema de segurança pública gigantesco, com aumento de roubo de celular, aumento de estupro, etc. Também precisamos de uma prefeita que entenda a importância da zeladoria, do lixo na rua, da iluminação. Isso é de direita? Beleza.”

Ativista da área da educação, a deputada criticou o governo municipal ao afirmar que São Paulo foi a capital que mais caiu no ranking nacional de alfabetização. “Falar de educação e querer que São Paulo tenha a melhor escola pública é de esquerda? Então tá bom, mas não me importa”, afirmou.

Para a deputada federal, o objetivo principal da campanha não é defender uma bandeira de direita ou de esquerda, mas compor um governo diverso. 

Compartilhe

ELEIÇÕES 2024

Da TV para a Prefeitura? Datena diz pretender ir até o final, mas não crava candidatura em São Paulo

16 de julho de 2024 - 17:33

Em sabatina,o jornalista negou que esteja usando a política para renegociar seu contrato com a Band

PEGA!

Eleições municipais: Brasil soma quase 8 mil prefeitos e ex-prefeitos condenados por improbidade administrativa 

15 de julho de 2024 - 19:22

O número representa 33% dos 23.800 punidos com base na lei estabelecida em 1992, que foi alterada em 2021 pelo Congresso Nacional

REGULAMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA

‘A inteligência artificial só não é mais perigosa que a burrice humana’: o que o presidente do Senado pensa sobre a regulação da IA no Brasil

10 de julho de 2024 - 13:11

A proposta é de autoria do próprio Pacheco e tramita na Casa sob relatoria do senador Eduardo Gomes (PL-TO)

GENIAL/QUAEST

Pesquisa aponta que maioria apoia críticas de Lula contra Roberto Campos Neto na condução do Banco Central

10 de julho de 2024 - 8:42

A aprovação do presidente da República melhorou em relação à pesquisa passada, quando atingiu o menor patamar desde fevereiro de 2023

INQUÉRITO DA PF

Da Arábia Saudita à Polícia Federal: Como a PF ligou as joias a Jair Bolsonaro — e o que pode acontecer com ex-presidente

9 de julho de 2024 - 9:04

Segundo a PF, o valor parcial dos presentes entregues por autoridades estrangeiras ao então presidente somou US$ 1.227.725,12

FAZENDO AS CONTAS

Previdência em risco: desvincular benefício do salário mínimo para cumprir meta fiscal pode criar efeito rebote nas contas

7 de julho de 2024 - 16:48

Em entrevista à Agência Brasil, especialista em Previdência Social afirma que os benefícios previdenciários e assistenciais não vão para a poupança, mas para custo de vida

ANTECIPAÇÃO

Cotado como ‘nome da direita’ para disputa presidencial, Tarcísio De Freitas diz que é preciso ‘começar a construir 2026’

7 de julho de 2024 - 9:20

O governador paulista discursou, ao lado de Bolsonaro, na Conferência de Política e Ação Conservadora (CPAC Brasil), em Balneário Camboriú (SC)

CONFERÊNCIA CONSERVADORA

Bolsonaro ignora indiciamento pela PF e critica imprensa e o PT em evento de conservadores com Javier Milei

6 de julho de 2024 - 15:39

A fala de Bolsonaro abriu a Conferência de Política Ação e Conservadora (CPAC Brasil) na manhã deste sábado (6) em Balneário Camboriú

Disputa pela prefeitura

Datafolha mostra Nunes com 24% e Boulos com 23% das intenções de voto em São Paulo, invertendo a pesquisa anterior

5 de julho de 2024 - 18:26

Três candidatos aparecem empatados na terceira colocação, segundo o instituto de pesquisa

PLEITO MUNICIPAL

Cabeça a cabeça, Boulos e Nunes empatam nas eleições para prefeitura de São Paulo, mas segundo turno será mais difícil para um deles

2 de julho de 2024 - 9:27

Em um eventual segundo confronto entre os dois, Nunes é preferido por 46%, enquanto 39% optam pelo deputado do PSOL

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar