🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
UM EXTRA NA CONTA

Acionistas do Itaú (ITUB4) devem receber mais dividendos bilionários até o fim de 2024 — e quem diz isso é o CEO do bancão

Milton Maluhy Filho afirmou ter convicção de que uma nova rodada de proventos extraordinários será anunciada neste ano — mas há outras possibilidades para os recursos do banco, incluindo aquisições

Camille Lima
Camille Lima
19 de junho de 2024
13:09
Milton Maluhy Filho, CEO do Itaú Unibanco (ITUB4)
Milton Maluhy Filho, CEO do Itaú Unibanco - Imagem: Divulgação

Os acionistas do Itaú Unibanco (ITUB4) podem preparar o bolso: o bancão deve anunciar uma nova rodada de dividendos extraordinários bilionários até o fim de 2024, segundo as projeções do CEO Milton Maluhy Filho.

“Tudo leva a crer que vamos fazer mais um pagamento extraordinário. O nosso objetivo não é reter capital, mas sim alocar bem e, em tendo excesso, a ideia é distribuir e cada acionista decide o que fazer com o seu pagamento posteriormente”, disse o presidente do banco, durante o evento Itaú Day realizado nesta quarta-feira (19).

Porém, o chefe do banco preferiu não fazer promessas relacionadas ao prazo para que essa nova chuva de proventos seja anunciada — e nem qual será o montante distribuído.

“Prefiro ter pagamentos recorrentes e divulgados à medida que o banco tenha confiança”, afirmou Maluhy.

De acordo com o CEO, a remuneração adicional está condicionada ao cenário de riscos: quanto maior a incerteza em relação ao apetite, menor será o dividendo extra, e vice-versa.

“O que posso garantir é que não será um payout menor do que 30% [do lucro ajustado]. O que estamos discutindo é a variação desses 30% para o extraordinário, mas vejo com convicção e devemos anunciar até o fim do ano”, disse. 

As projeções do Itaú (ITUB4) para 2024

As expectativas de que o Itaú (ITUB4) faça uma nova rodada de proventos extras seguem as perspectivas do CEO de geração robusta de caixa para este ano.

“Temos o objetivo de criar valor para o acionista em parâmetros de capital definidos. Porém, para gerir um banco do tamanho do nosso, você precisa operar com nível de capital adequado para crescer a atividade e preparado para lidar com eventos de cauda”, afirmou o executivo.

“A pior coisa é não ter capital quando precisa crescer mais aceleradamente a carteira”, destacou.

Na perspectiva de Maluhy, ainda que o crescimento de carteiras tenha vindo abaixo do esperado no primeiro trimestre de 2024, a perspectiva é que o Itaú consiga entregar o aumento de 8% previsto no guidance deste ano.

Sem citar números, o CEO projetou uma queda no custo de crédito e avanço da margem financeira neste ano, além da “gestão de portfólio adequada no banco”.

Vem aquisições pela frente?

Maluhy ainda sinalizou a possibilidade de que o excesso de caixa — que poderá servir de base para a distribuição de dividendos extraordinários — possa ser usado para financiar “oportunidades inorgânicas”, como eventuais fusões e aquisições (M&As).

O CEO avalia que existem oportunidades em mercados maduros nos quais existam nichos novos — especialmente em meio à expectativa de reaquecimento do mercado de capitais no terceiro trimestre de 2024.

Segundo o presidente do Itaú, apesar da visão de crescimento, o objetivo do banco não é o “resultado imediato”, mas sim o foco em crescimento sustentável com uma visão de longo prazo e de perpetuidade dos negócios. “Isso a gente não vai abrir mão”, disse. 

“O banco está bem posicionado para crescer na medida correta e olhando para horizontes mais longos. A gente não quer crescimento de poucos trimestres, porque isso não é sustentável”, acrescentou. 

Itaú (ITUB4) e a competição no setor financeiro

Questionado durante o evento sobre o aumento da competição no setor financeiro, o CEO do Itaú afirmou que tem “humildade de reconhecer que tem muita gente fazendo coisas muito boas no mercado”.

“Competição faz parte do entorno de qualquer negócio. Quando falamos que o Itaú vai completar 100 anos, é porque o banco soube competir e se reinventar”, disse Maluhy.

Segundo o CEO, o banco está em um momento “muito bom” e tem conseguido competir de igual para igual com concorrentes — tanto os digitais quanto os incumbentes.

“Isso não nos acomoda. A gente é líder em vários mercados, mas ninguém é líder por definição. Nós temos conseguido entregar valor para os acionistas e isso é um mantra que nos diferencia da competição, essa alocação de capital e visão de longo prazo”, afirmou.

Compartilhe

UMA DÉCADA DEPOIS…

Qualicorp (QUAL3) anuncia acordo de leniência de até R$ 43,5 milhões — e pode exonerar culpa do fundador em investigações de caixa 2 em 2014

20 de julho de 2024 - 16:27

O conselho de administração da empresa aprovou um acordo de leniência para colocar fim às investigações nas Operações Paralelo 23 e Triuno

SEGUNDA CHANCE

Agora vai? Após tentativa frustrada pela B3, Kora Saúde (KRSA3) fará nova assembleia para votar saída do Novo Mercado

19 de julho de 2024 - 19:20

A AGE acontecerá no final este mês depois de ter sido adiada por falta de quórum com acionistas barrados pela dona da bolsa brasileira

RESSARCIMENTO PARA A ESTATAL

Por que a Petrobras (PETR4) vai receber um ‘reembolso’ de R$ 2,2 bilhões de outras empresas do setor de petróleo

19 de julho de 2024 - 18:47

O ressarcimento está ligado a um acordo de quase R$ 20 bilhões fechado com a Receita Federal para encerrar pendências com o Carf

SINAL VERDE

Segue o jogo: Presidente do STF nega pedido do PT e mantém processo de privatização da Sabesp (SBSP3); entenda os argumentos dos partidos

19 de julho de 2024 - 17:56

Para o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, supostas ilegalidades no processo dependem de provas

APOIO À EXPORTAÇÃO

“Embraer não existiria sem o BNDES”: Fabricante de aeronaves recebe novo financiamento de R$ 4,5 bilhões — veja o que a empresa quer fazer com o dinheiro

19 de julho de 2024 - 15:56

A operação de crédito será realizada por meio do BNDES Exim Pós-embarque, linha de crédito direto do banco para comercialização de bens nacionais destinados à exportação

Apoio federal

CCR faz emissão bilionária para obras na Dutra e na Rio-Santos garantida por banco estatal; veja qual

19 de julho de 2024 - 15:10

Segundo a companhia, investimento em duas rodovias soma R$ 15,5 bilhões; parte será bancada pelos R$ 9,4 bilhões em debêntures

SD ENTREVISTA

CEO da Techfin, parceria entre Totvs (TOTS4) e Itaú (ITUB4), aposta em conta digital B2B para concorrer com bancos no segmento PME

19 de julho de 2024 - 14:01

Para Eduardo Neubern, existe uma demanda não atendida no dia a dia das pequenas e médias empresas: uma conta digital integrada às necessidades de pagamento e recebimento

RELEMBRE O CASO

Fantasma de investigação de cartel volta para assombrar a Tegma (TGMA3) após cinco anos e banco de investimentos rebaixa recomendação das ações; entenda

19 de julho de 2024 - 11:29

O mercado repercute a notícia de que o Cade instaurou um processo administrativo contra a companhia que é fruto de uma investigação de 2019

Oferta de ações

Eletrobras embolsa R$ 2,185 bilhões com oferta de ações da controlada CTEEP

19 de julho de 2024 - 10:38

Somando o lote inicial e parte do suplementar, foram vendidas 93 milhões de ações PN da CTEEP

CÉU DE BRIGADEIRO

Embraer (EMBR3) lidera ganhos do Ibovespa após anunciar mais um recorde na carteira de pedidos do 2T24. O que esperar da ação?

19 de julho de 2024 - 10:01

A fabricante brasileira de aeronaves entregou 47 jatos entre abril e junho de 2024, um aumento de 88% em relação ao trimestre imediatamente anterior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar