🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O SEU CAPITAL POR 7,5X COM 1 CLIQUE – CONHEÇA A FERRAMENTA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Reforma tributária

PGBLs e VGBLs escaparam, mas fundos de pensão ainda podem ser taxados; veja o impacto no benefício na aposentadoria

Taxação dos fundos de pensão de estatais e daqueles que as empresas privadas oferecem aos funcionários ainda será debatida no Congresso no âmbito da reforma tributária

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
4 de julho de 2024
17:57 - atualizado às 15:46
Representantes dos fundos fechados de previdência estimam perdas de mais de 10% caso haja tributação

Os fundos de previdência aberta, como os PGBLs e VGBLs escaparam de sofrer cobrança do imposto sobre heranças (ITCMD) no âmbito da regulamentação da reforma tributária, ao menos neste primeiro momento. Mas os fundos de previdência fechados, como fundos de pensão de estatais ou os que as empresas oferecem como benefício aos funcionários, ainda podem sofrer uma mordida, seja do leão federal ou dos estaduais.

O deputado federal Moses Rodrigues (União-CE) afirmou nesta quinta-feira (4) que o texto substitutivo da regulamentação da reforma tributária manteve em aberto a decisão sobre a taxação dos fundos de previdência complementar fechados.

"Entendemos que essa é uma decisão do Colégio de Líderes. Então vamos ouvir as bancadas para saber se vamos manter ou alterar no debate que faremos no plenário da Câmara", disse Rodrigues.

Ele integrou o grupo de trabalho (GT) responsável pela revisão do texto da reforma entregue pelo Executivo. Caberá, então, ao Colégio de Líderes da Câmara debater se haverá tributação ou não.

Nova tributação na previdência privada fechada pode ocasionar perda no benefício do segurado

Nesta semana, representantes do setor estiveram em Brasília com o GT que discute o texto da reforma. O setor avalia que a tributação prevista no texto em análise na Câmara causaria uma perda de 10,92% no valor do benefício que o participante do fundo de previdência fechado tem a receber no futuro.

Por isso, buscaram, em reuniões com o Executivo e parlamentares, a isenção do setor. Atualmente, essas entidades recolhem apenas PIS/Cofins na etapa administrativa, ou seja, na gestão dos recursos. Nos resgates, há incidência apenas de Imposto de Renda.

O percentual de perdas de 10,92%, calculado pelo setor, refere-se à cobrança de CBS (Contribuição sobre Bens e Serviços) e de IBS (Imposto Sobre Bens e Serviços), os dois novos tributos criados pela reforma tributária.

Isso porque os projetos de lei apresentados pelo governo deixaram uma brecha para que a administração dos fundos de pensão possa ser equiparada a uma instituição financeira, como uma seguradora.

Com isso, haveria cobrança de CBS e IBS, num regime específico. E os recursos dos fundos seriam tributados.

PIS/Cofins está nas mãos do STF

Vale lembrar também que a tributação pelo PIS/Cofins sobre os fundos de pensão, no entanto, está sendo questionada no Supremo Tribunal Federal (STF).

O setor argumenta que as entidades de fundos de previdência complementar fechadas não visam ao lucro. Diferentemente de alguns produtos comercializados por instituições financeiras, como VGBL e PGBL.

Os participantes dos fundos de previdência também não pagam Imposto de Renda na fase de acumulação das reservas, somente na fase do recebimento do benefício, quando houver resgates, e geralmente de forma regressiva.

Na tabela regressiva da previdência privada, quanto maior o período da aplicação dos recursos, menor a alíquota. Os percentuais variam entre 10% e 35%, de acordo com o prazo da aplicação dos recursos.

O projeto de reforma tributária, encaminhado pelo governo ao Congresso, no entanto, previa que os fundos fechados passassem a ser classificados como serviços financeiros. Agora, caberá ao Colégio de Líderes avaliar o tema.

*(Com informações do Estadão Conteúdo e do jornal O Globo) 

VEJA TAMBÉM — Dólar a R$ 5,70 e Ibovespa em queda: e agora? O que esperar para o segundo semestre

Compartilhe

PENTE FINO

Orçamento 2024: Haddad anuncia congelamento de R$ 15 bilhões para cumprir exigências do arcabouço fiscal

18 de julho de 2024 - 19:40

Segundo o ministro da Fazenda, governo Lula vai bloquear R$ 11,2 bilhões e contingenciar de R$ 3,8 bilhões

COM LUPA

Pente fino no orçamento: Lula autoriza medida adicional para revisão nas contas que vai levar a corte de R$ 25,9 bilhões

18 de julho de 2024 - 16:35

De acordo com o ministro da Fazenda, o assunto foi tratado em reunião com o presidente realizada na manhã desta quinta-feira (18) no Palácio do Planalto

ECONOMIA BRASILEIRA

Governo está comprometido com déficit fiscal zero em 2025 — mas Brasil precisa gastar “o necessário”, afirma Simone Tebet 

18 de julho de 2024 - 11:37

Em entrevista, ministra do Planejamento e Orçamento reforçou a importância de zerar o déficit no ano que vem, mas disse que o Executivo precisa garantir as políticas sociais

CORRIDA PELA CASA BRANCA

Por que você que investe em criptomoedas deveria se importar com a possível eleição de Donald Trump — e por que, no fim, não faz diferença para o bitcoin (BTC)

18 de julho de 2024 - 6:13

Em uma eleição tão polarizada, qualquer franja possível para ganhar eleitores é explorada pelos candidatos — e o setor de ativos digitais é uma dessas franjas

LOTERIAS

Lotofácil faz 2 meio-milionários enquanto Mega-Sena e Quina prometem verdadeiras fortunas hoje

18 de julho de 2024 - 5:47

Um “normal” e um “teimoso” dividem a Lotofácil de novo; Mega-Sena e da Quina sorteiam hoje prêmios da ordem de dezenas de milhões de reais

FALA, PRESIDENTE

Lula revela o que o faria descumprir a meta fiscal, defende prioridades do governo e diz não ter pressa para escolher sucessor de Campos Neto

17 de julho de 2024 - 8:46

“Você não é obrigado a estabelecer uma meta e cumpri-la se você tiver coisas mais importantes para fazer”, disse o chefe do Palácio do Planalto

LOTERIAS

Mega-Sena acumula, Quina tem sequência inacreditável e Lotofácil volta a fazer a alegria dos teimosos

17 de julho de 2024 - 5:51

Duas apostas vão dividir o prêmio principal da Lotofácil; prêmios da Mega-Sena e da Quina estão na casa das dezenas de milhões de reais

NOVA FRONTEIRA DA TECNOLOGIA

Brasil pode se tornar país chave para o desenvolvimento da Inteligência Artificial em um futuro sustentável, diz Itaú BBA — mas encontra 5 problemas no caminho

16 de julho de 2024 - 19:04

Brasil tende a se destacar mais no ramo de data centers, onde são armazenadas as informações que darão base aos LLM, como o ChatGPT

PASSANDO A KATANA

Não é só o ‘carry trade’: o banco central do Japão acaba de ganhar mais uma razão para defender o iene da alta do dólar 

16 de julho de 2024 - 10:02

Diante do enfraquecimento do iene, o BoJ começou a intervir no mercado de câmbio na última sexta-feira

LOTERIAS

A teimosia compensa: Lotofácil faz primeiro milionário da semana; Mega-Sena e Quina oferecem verdadeiras fortunas hoje

16 de julho de 2024 - 5:55

A Lotofácil saiu para alguém que aposta sempre os mesmos números; Quina acumulou de novo ontem e paga mais que a Mega-Sena hoje

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar