🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
PESQUISA BGC

Mercado acha que Lula não vai cumprir meta fiscal de 2024 e maioria espera que cortes feitos não mexam com os negócios

Do total de entrevistados, 46% acreditam que a meta fiscal de 2024 será alterada no quarto trimestre, enquanto 19% acham que a revisão virá um pouco antes, no terceiro trimestre

Renan Sousa
Renan Sousa
9 de julho de 2024
17:01 - atualizado às 16:07
Fernando Haddad, Lula e Simone Tebet; debate sobre meta de déficit fiscal para 2024
O ministro Fernando Haddad, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra Simone Tebet - Imagem: Ricardo Stuckert

Os agentes do mercado financeiro ainda estão céticos em relação à permanência da meta de resultado primário equilibrado nas contas públicas em 2024.

Segundo pesquisa do BGC, apenas 35% dos consultados acham que a meta seguirá inalterada ao longo de todo ano, enquanto os 65% restantes preveem algum tipo de mudança.

A maioria dos entrevistados (56%) espera que sejam apresentados cortes entre R$ 5 bilhões a R$ 10 bilhões, em medidas que incluem contingenciamento e bloqueio de despesas. Cerca de 44% esperam R$ 13 bilhões ou mais.

Do total de entrevistados, 46% acreditam que a meta fiscal de 2024 será alterada no quarto trimestre, enquanto 19% acham que a revisão virá um pouco antes, no terceiro trimestre.

A pesquisa, feita entre os dias 4 e 8 de julho, colheu as opiniões de 40 instituições, sendo 58% gestoras de ativos, 32% bancos e 10% outros tipos de instituição.

Mais de dois terços das pessoas que responderam à pesquisa são gestores e traders, e os demais são economistas ou analistas.

Ainda de acordo com a pesquisa, o contingenciamento de R$ 10 bilhões teria um efeito neutro para 57% dos entrevistados. Já reduções da ordem de R$ 5 bilhões ou zero — isto é, nenhum corte nas despesas — geraria uma reação mais negativa (62%) e muito negativa (89%) nos mercados, respectivamente. 

Há espaço para mais cortes para cumprir a meta fiscal?

Ainda que as chances de um corte maior que R$ 10 bilhões não estejam sendo aventadas pela maioria dos entrevistados, quaisquer reduções de gastos acima desse valor seriam muito bem vistas pelo mercado.

Por exemplo, para uma redução de R$ 15 bilhões (que pode acontecer para 17% dos entrevistados), a reação do mercado seria positiva para 68% dos entrevistados. 

Já para um corte de R$ 20 bilhões (14% dos entrevistados acredita que pode acontecer), a reação dos mercados seria muito positiva para 70% dos ouvidos pelo BGC.

Corte de gastos

Vale lembrar que, recentemente, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, fez um pronunciamento sobre o arcabouço e metas fiscais. 

A equipe econômica já identificou R$ 25,9 bilhões em despesas obrigatórias que poderão ser cortadas do Orçamento de 2025.

O anúncio foi feito diante da estratégia do governo de mudar a comunicação para conter a escalada do dólar e estancar o mau humor do mercado, que desconfia da potência das medidas de ajuste das contas públicas.

O detalhamento dessa redução só será feito após os ministérios envolvidos serem comunicados e há expectativa de que esse movimento seja refletido na execução orçamentária deste ano, a depender da necessidade de ajuste apontada pelo próximo relatório bimestral de avaliação de receitas e despesas, que será divulgado em 22 de julho.

Compartilhe

LOTERIAS

Haja sorte: Cinco pessoas acordaram milionárias hoje — e a “culpa” é toda da Lotofácil; Quina e Mega-Sena acumulam

21 de julho de 2024 - 9:31

Cinco bilhetes cravaram as 15 dezenas sorteadas no concurso 3160 da Lotofácil; confira os números que saíram na loteria

PHISHING

Apagão cibernético: Criminosos usam queda nos sistemas da Microsoft para aplicar golpes — e Brasil não escapa da mira 

20 de julho de 2024 - 14:58

Os EUA não são o único alvo dos ataques. Por aqui, também há relatos de casos de phishing usando como isca o apagão cibernético

E AGORA, BILIONÁRIO?

Bilionário em apuros? Elon Musk vê fortuna desabar US$ 7 bilhões em apenas um dia. Saiba o que fez o CEO da Tesla perder tanto dinheiro assim

20 de julho de 2024 - 13:48

Após o recuo de 4,02% das ações da Tesla em Wall Street, a riqueza do dono do Twitter e da Space X caiu para aproximadamente US$ 257 bilhões

BOMBOU NO SD

O plano dos irmãos Batista para ficar com a Amazonas Energia, produção da Vale e volatilidade da Ambipar (AMBP3): Os destaques do Seu Dinheiro na semana

20 de julho de 2024 - 10:45

Os irmãos Wesley e Joesley Batista chamaram a atenção após uma empresa do grupo J&F sinalizar interesse no controle da Amazonas Energia; veja as matérias mais lidas da última semana

PANE NO SISTEMA

Bradesco fora do ar: bancos e filiais apresentam falhas em dia de pane em sistemas da Microsoft ao redor do mundo

19 de julho de 2024 - 9:17

A queda dos sistemas aparentemente foi causada por uma atualização da empresa de cibersegurança CrowdStrike

ALGUÉM NA ESCUTA?

Pane em sistemas da Microsoft força cancelamento de voos e desestabiliza serviços financeiros

19 de julho de 2024 - 7:44

A queda dos sistemas aparentemente foi causada por uma atualização da empresa de cibersegurança CrowdStrike

LOTERIAS

Lotofácil tem 3 acertadores e ninguém fica milionário; Mega-Sena e Quina acumulam de novo e prêmios disparam

19 de julho de 2024 - 5:58

Enquanto a Mega-Sena e a Quina “se fazem” de difíceis, a Lotofácil continua justificando o nome e distribuindo prêmios na faixa principal

PENTE FINO

Orçamento 2024: Haddad anuncia congelamento de R$ 15 bilhões para cumprir exigências do arcabouço fiscal

18 de julho de 2024 - 19:40

Segundo o ministro da Fazenda, governo Lula vai bloquear R$ 11,2 bilhões e contingenciar de R$ 3,8 bilhões

COM LUPA

Pente fino no orçamento: Lula autoriza medida adicional para revisão nas contas que vai levar a corte de R$ 25,9 bilhões

18 de julho de 2024 - 16:35

De acordo com o ministro da Fazenda, o assunto foi tratado em reunião com o presidente realizada na manhã desta quinta-feira (18) no Palácio do Planalto

ECONOMIA BRASILEIRA

Governo está comprometido com déficit fiscal zero em 2025 — mas Brasil precisa gastar “o necessário”, afirma Simone Tebet 

18 de julho de 2024 - 11:37

Em entrevista, ministra do Planejamento e Orçamento reforçou a importância de zerar o déficit no ano que vem, mas disse que o Executivo precisa garantir as políticas sociais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar