🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
CRISE NO GOVERNO

Ministra do Turismo acusada de envolvimento com milícia contratou empresa de uma ex-beneficiária do Auxílio Emergencial

Ao longo do período da pandemia da covid, a empresa recebeu um total de R$ 364 mil pela locação de automóveis de passeio, vans, minitrios e até um caminhão

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
8 de janeiro de 2023
15:00 - atualizado às 14:41
A ministra do Turismo, Daniela Carneiro (União Brasil), é responsável pela primeira grande crise do novo governo
Imagem: Billy Boss / Câmara dos Deputados

Denunciada por envolvimento com milícias, a ministra do Turismo, Daniela Carneiro (União Brasil), é responsável pela primeira grande crise do novo governo. Segundo o Broadcast, a chefe da pasta contratou a empresa de uma ex-beneficiária do Auxílio Emergencial para atender seu gabinete na Câmara e sua campanha a deputada federal.

Ao longo do período da pandemia da covid, a empresa recebeu um total de R$ 364 mil pela locação de automóveis de passeio, vans, minitrios e até um caminhão.

A CABC Soares Coutinho Transportes LTDA, de Ana Paula da Silva Soares Figueiredo, tem sua sede registrada em Belford Roxo, base eleitoral da ministra e de seu marido, o prefeito Wagner Carneiro (União), o Waguinho.

Na semana passada, Daniela do Waguinho, nome eleitoral da ministra, virou a primeira dor de cabeça do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foram reveladas fotos de campanha em que ela aparece ao lado do miliciano Juracy Alves Prudêncio, o Jura, e da mulher dele, a ex-vereadora Giane Prudêncio.

Como mostrou o Estadão, a ministra atribuiu a inimigos que desejam “queimá-la” a suspeita de que mantém elo político com o miliciano.

As “provas de fogo” do governo

O capital social da empresa que prestou serviço para a campanha e o gabinete de Daniela do Waguinho é de R$ 110 mil. A beneficiária do auxiliar emergencial Ana Paula da Silva Soares Figueiredo entrou como sócia em 1º de julho de 2021, dois meses após receber a última parcela do benefício no valor de R$ 250.

O auxílio foi concedido pelo governo Jair Bolsonaro entre 2020 e 2021, durante a pandemia da covid-19, a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados.

A CABC fechou contrato com a campanha de Daniela do Waguinho em 1º de setembro do ano passado. Pelo acordo, a empresa recebeu R$ 293 mil, pagos com verba do fundo eleitoral. A campanha de Daniela à Câmara custou R$ 3,1 milhões.

Histórico

O contrato, disponibilizado em sua prestação de contas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), registrou o aluguel de 21 automóveis “para transporte de pessoal, material de campanha, bem como veículos equipados com aparelhagem de sonorização (carros de som, minitrios e trios elétricos, com motoristas”.

O acordo valeu até o dia 1º de outubro, véspera do primeiro turno.

A empresa de locação de veículos, fundada em 2017, começou a trabalhar para o gabinete de Daniela em março de 2021. A CABC Soares, cujo nome fantasia é Cout Transporte, foi contratada em nove oportunidades até fevereiro do ano passado.

Ao se tonar sócia da empresa, Ana Paula da Silva Soares Figueiredo já havia recebido R$ 4,45 mil do Auxílio Emergencial, em 10 parcelas.

Silêncio dos envolvidos

A reportagem tentou contato com a empresa por meio dos números de telefone registrados na Receita e no contrato apresentado no TSE, nesta quinta-feira (05), mas ambos estavam desligados. O e-mail de contato da CABC está em nome de Alexandre Barreto Coutinho.

Por R$ 141 mil, a empresa também trabalhou para o deputado estadual Márcio Canella (União Brasil), reeleito com o maior número de votos no Estado do Rio, no ano passado. Daniela e Canella são aliados em Belford Roxo.

O deputado estadual foi vice-prefeito de Waguinho em 2016. Canella apareceu em fotografia ao lado de Daniela e de parentes do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Belford Roxo, Márcio Pagniez, o Marcinho Bombeiro, em ato de campanha no ano passado, segundo o jornal Folha de S.Paulo. O ex-vereador foi preso sob suspeita de chefiar uma milícia.

Presidente estadual do União Brasil

O deputado tem como assessora a ex-vereadora Giane Prudêncio, de acordo com o jornal. Ela é mulher do ex-policial militar, Juracy Prudêncio, condenado e preso por chefiar uma milícia há quatro anos. Giane foi cabo eleitoral da ministra, em 2018 e 2022. Nos gastos de campanha enviados ao TSE, a ministra informou ter comprado material com o nome dela e do aliado.

Waguinho é presidente estadual do União Brasil. O apoio do prefeito foi disputado por Lula e pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), no segundo turno das eleições, em outubro. O petista levou a melhor e conseguiu que o marido de Daniela fosse às ruas pedir votos para ele.

*Com informações do Broadcast

Compartilhe

INTERNACIONAL

Haddad nos Estados Unidos: ministro da Fazenda tem agenda com FMI e instituição chefiada por brasileiro Ilan Goldfajn; veja

14 de abril de 2024 - 16:44

De segunda (15) a sexta-feira (19), o ministro participa, em Washington, da reunião de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial

NOVO CAPÍTULO

Entrou na briga: após críticas de Elon Musk a Alexandre de Moraes, governo Lula corta verba de publicidade do X, antigo Twitter

13 de abril de 2024 - 16:43

Contudo, a decisão só vale para novos contratos, porque há impedimento de suspensão com os que já estão em andamento

APÓS APAGÕES

Na velocidade da luz: Enel terá um minuto para responder os consumidores, decide Justiça de São Paulo

13 de abril de 2024 - 15:20

Desde novembro do ano passado, quando milhões de consumidores ficaram sem energia após um temporal com fortes rajadas de vento

MINISTRO E BILIONÁRIO

Em meio a embate de Elon Musk com Alexandre de Moraes, representante do X (ex-Twitter) no Brasil renuncia ao cargo

13 de abril de 2024 - 12:55

Em sua conta no LinkedIn, o advogado Diego de Lima Gualda data o fim de sua atuação na empresa em abril de 2024

META FISCAL

Mal saiu, e já deve mudar: projeto da meta fiscal já tem data, mas governo lista as incertezas sobre arrecadação

13 de abril de 2024 - 11:49

A expectativa é para a mudança da meta fiscal a ser seguida no próximo ano devido a incertezas sobre a evolução na arrecadação

ELEIÇÕES 2024

São Paulo já tem oito pré-candidatos na disputa por nove milhões de votos; conheça os nomes

7 de abril de 2024 - 15:45

Guilherme Boulos (PSOL) e o atual prefeito Ricardo Nunes (MDB) lideram as pesquisas de intenção de votos a seis meses das eleições municipais

VEM DINHEIRO AÍ?

Haddad acerta com mercado financeiro mudanças na tributação e prazos para atrair investimentos para bolsa 

4 de abril de 2024 - 8:44

A expectativa é de que as propostas avancem após a regulamentação da reforma dos impostos sobre o consumo, aprovada no ano passado pelo Legislativo

Eleições municipais

Simone Tebet diz que subirá em palanque de prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, quando Jair Bolsonaro não estiver

31 de março de 2024 - 11:54

Candidato a reeleição na capital paulista, Nunes é do MDB, partido da ministra do Planejamento

INÍCIO DA DITADURA

Maioria da população diz que data do golpe de 1964 deve ser desprezada, diz Datafolha; como o governo Lula lidará com a data?

30 de março de 2024 - 15:02

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) determinou que o governo não realize atos em memória do golpe neste ano

SOE O GONGO

Quem será o herdeiro de Bolsonaro em 2026? Pesquisa revela nome com mais chances contra Lula na próxima eleição

30 de março de 2024 - 10:55

Quando os eleitores são informados que Michelle e Tarcísio teriam apoio explícito de Bolsonaro, eles empatam tecnicamente com o atual presidente da República

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies