🔴 EVENTO GRATUITO: COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
DIA 41

Amigos para sempre? A mensagem que o encontro entre Lula e Biden enviou ao Brasil — e ao mundo

Presidente brasileiro foi a Washington para recolocar o país no cenário internacional e aproveita para cutucar o antecessor, Jair Bolsonaro, que ainda está nos EUA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
10 de fevereiro de 2023
20:32 - atualizado às 20:41
Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante Reunião com o Presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden.
Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante Reunião com o Presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden. - Imagem: Ricardo Stuckert/PR

Em uma busca rápida no Google é possível encontrar pelo menos três filmes com o título “Amigos para sempre”. Um fala da relação entre um homem rico tetraplégico e seu assistente com históricos criminais; o outro mostra a trajetória de um adolescente de 16 anos e seu cachorro e o terceiro, da relação entre um avô, um neto e um pelicano. 

Esses três filmes não têm só o título em comum — eles tratam da construção da confiança e cumplicidade ao longo do tempo, o que torna seus personagens, amigos para sempre. 

Nesta sexta-feira (10), os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Joe Biden ensaiaram o que pode ser a (re)construção da confiança e de uma relação de amizade entre Brasil e EUA. 

Lula esteve em Washington para uma série de encontros rápidos que terminou com declarações conjuntas na Casa Branca. 

A ideia da visita — assim como nos filmes — é mostrar que, isolado, nenhum país segue adiante, mas juntos, os desafios podem ser superados — ainda que a democracia esteja ameaçada, aqui e lá. 

O que Lula disse a Biden

Lula foi o que falou mais. Dos 13 minutos da conversa que foi acompanhada pela imprensa, o presidente brasileiro desfrutou de dez deles. 

O petista usou esse tempo para reconstruir a imagem de que o Brasil é um país democrático, com um povo trabalhador e alegre. Ele também não perdeu a oportunidade para criticar seu antecessor, Jair Bolsonaro, e afirmar que vai recolocar o país no cenário internacional.

“O Brasil ficou quatro anos se automarginalizando, um presidente que não gostava de manter relação com nenhum país. O mundo dele começava e terminava com a fake news de manhã, de tarde e de noite. Ele parece que menosprezava relações internacionais”, disse Lula, referindo-se à Bolsonaro, mas sem mencioná-lo.

O presidente brasileiro destacou ainda que os EUA representam muito para o Brasil, com uma relação histórica, econômica, cultural, mas listou problemas nos quais ambos têm de trabalhar juntos — o primeiro deles é nunca mais permitir os eventos no Capitólio e no Brasil, com a invasão do Congresso, do Palácio do Planalto e da Suprema Corte, se repitam. 

Lula também fez uma defesa à agenda ambiental e sugeriu a adoção de uma governança global para a questão climática. 

“Não sei qual é o fórum, se é na ONU, no G20, no G8, mas alguma coisa temos de fazer para que a gente obrigue países, os nossos Congressos, os nossos empresários a acatar decisões que nós tomamos a nível globais. Se isso não acontecer, a nossa discussão sobre a questão climática ficará muito prejudicada”, disse. 

  • Como estão os 100 primeiros dias do Governo Lula? O Seu Dinheiro está acompanhando de perto todas as decisões e fatos relevantes com um objetivo: saber o que vai afetar o seu bolso e a sua carteira de investimentos. Veja aqui o que já descobrimos.

Com a palavra, Joe Biden

Nos três minutos em que Biden falou, ele destacou que EUA e Brasil devem continuar a defender valores democráticos. 

“As nossas duas nações são democracias fortes e foram testadas, duramente testadas. Em ambos os casos a democracia prevaleceu”, disse Biden, agradecendo a visita de Lula. 

“Somos as duas maiores democracias do hemisfério e Brasil e EUA se unem para rejeitar a violência política e os ataques às nossas instituições”, acrescentou.

O presidente norte-american também defendeu a união de norte-americanos e brasileiros para enfrentar problemas globais. 

“Nossos valores em comum e os fortes laços entre os nossos povos tornam Brasil e EUA parceiros naturais para enfrentar os desafios globais atuais e especialmente as mudanças climáticas”, afirmou.

Compartilhe

PEC DO QUINQUÊNIO E MAIS

O que é a ‘pauta-bomba’ no Congresso que preocupa Tebet e pode dificultar ainda mais a situação fiscal brasileira

23 de abril de 2024 - 16:33

A expressão é usada para denominar projetos que geram gastos públicos e que estão na contramão do ajuste fiscal

COBROU OS MINISTROS

A bronca de Lula surtiu efeito? Haddad diz que texto da reforma tributária pode ser entregue ao Congresso nesta semana

22 de abril de 2024 - 18:30

De acordo com o ministro da Fazenda, falta apenas discutir “dois pontos” com o presidente para fechar o projeto e levá-lo aos parlamentares

EM BUSCA DE APOIO

‘Minuta do golpe’, Musk e Moraes: o que esperar dos discursos no ato pró-Bolsonaro no Rio

21 de abril de 2024 - 9:06

Com avanço da investigações da Política Federal, o ex-presidente convoca uma nova manifestação neste feriado de Tiradentes

CETICISMO

Nem o FMI acredita mais que Lula vai entregar meta fiscal e diz que dívida brasileira pode chegar a nível de países em guerra

17 de abril de 2024 - 11:38

Pelos cálculos da instituição, o País atingiria déficit zero apenas em 2026, último ano da gestão de Lula

INTERNACIONAL

Haddad nos Estados Unidos: ministro da Fazenda tem agenda com FMI e instituição chefiada por brasileiro Ilan Goldfajn; veja

14 de abril de 2024 - 16:44

De segunda (15) a sexta-feira (19), o ministro participa, em Washington, da reunião de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial

NOVO CAPÍTULO

Entrou na briga: após críticas de Elon Musk a Alexandre de Moraes, governo Lula corta verba de publicidade do X, antigo Twitter

13 de abril de 2024 - 16:43

Contudo, a decisão só vale para novos contratos, porque há impedimento de suspensão com os que já estão em andamento

APÓS APAGÕES

Na velocidade da luz: Enel terá um minuto para responder os consumidores, decide Justiça de São Paulo

13 de abril de 2024 - 15:20

Desde novembro do ano passado, quando milhões de consumidores ficaram sem energia após um temporal com fortes rajadas de vento

MINISTRO E BILIONÁRIO

Em meio a embate de Elon Musk com Alexandre de Moraes, representante do X (ex-Twitter) no Brasil renuncia ao cargo

13 de abril de 2024 - 12:55

Em sua conta no LinkedIn, o advogado Diego de Lima Gualda data o fim de sua atuação na empresa em abril de 2024

META FISCAL

Mal saiu, e já deve mudar: projeto da meta fiscal já tem data, mas governo lista as incertezas sobre arrecadação

13 de abril de 2024 - 11:49

A expectativa é para a mudança da meta fiscal a ser seguida no próximo ano devido a incertezas sobre a evolução na arrecadação

ELEIÇÕES 2024

São Paulo já tem oito pré-candidatos na disputa por nove milhões de votos; conheça os nomes

7 de abril de 2024 - 15:45

Guilherme Boulos (PSOL) e o atual prefeito Ricardo Nunes (MDB) lideram as pesquisas de intenção de votos a seis meses das eleições municipais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar