🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
DIA 67

Sem flores e sem chocolate: o pacote de medidas de Lula para garantir a igualdade salarial entre homens e mulheres

Presidente também assinou uma série de decretos de inclusão e aproveitou a ocasião para alfinetar Bolsonaro, que foi rejeitado pela maioria do eleitorado feminino na eleição de 2022

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
8 de março de 2023
20:26 - atualizado às 15:00
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia da Mulher anuncia uma série de ações que incidem diretamente na garantia de direitos das mulheres
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva abraça a ex-presidente Dilma Rousseff - Imagem: Lula Marques- Agência Brasil

A escolha de 8 de março como o dia internacional da mulher tem algumas explicações históricas e sempre ligadas à luta por igualdade de gênero — por essa razão, mulheres não gostam de ganhar flores ou chocolate. Sabendo da importância da data, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva resolveu presenteá-las com um pacote, só que de medidas. 

A que mais chamou atenção foi o projeto de lei (PL) assinado hoje por Lula e que estabelece igualdade salarial para homens e mulheres que exerçam a mesma função no trabalho. 

O ato é um compromisso assumido durante a campanha eleitoral, quando Lula teve vantagem entre mulheres pela alta rejeição do ex-presidente Jair Bolsonaro nessa camada do eleitorado. O texto será encaminhado ao Congresso.

“Vai ter muita gente que não vai querer pagar, mas por isso a Justiça tem que funcionar para obrigar o empresário a pagar”, disse Lula durante evento realizado no Palácio do Planalto em comemoração ao Dia da Mulher. 

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a diferença de remuneração entre homens e mulheres, que vinha em tendência de queda até 2020, voltou a subir no País e atingiu 22% no fim de 2022. 

Na teoria, contudo, a diferença já é proibida pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), mas faltam mecanismos que garantam que a lei seja cumprida.

Lula afirmou que aceitar que a mulher ganhe menos que o homem significa perpetuar uma violência histórica contra o público feminino. 

Também fez parte do pacote do dia das mulheres o PL que institui o Dia Nacional Marielle Franco, em homenagem à vereadora carioca assassinada em 2018. 

Lula assinou ainda uma série de decretos que instituem o programa de proteção e saúde menstrual, alteram o Bolsa Atleta para garantir direito às gestantes e estabelecem cota de 8% da mão de obra para mulheres vítimas de violência.

Lula alfineta Bolsonaro

Embalado pela aprovação da maioria do eleitorado feminino brasileiro, Lula aproveitou a ocasião para alfinetar Bolsonaro.

Primeiro, o petista defendeu a igualdade de gênero e, em comparação com a gestão do rival, disse que é necessário o respeito às mulheres “que faltou no governo anterior”.

Lula disse ainda que Bolsonaro estimulou de forma velada violência contra o público feminino e que, hoje, estatísticas mostram que todos os dias três brasileiras são assassinadas pelo simples fato de serem mulheres.

“Houve um tempo em que o 8 de março era comemorado com distribuição de flores para mulheres, enquanto os outros 364 dos dias do ano eram marcados pelo machismo e violência”, afirmou.

Tebet sai em defesa do pacote

A mulher considerada a chave para a vitória de Lula nas eleições de 2022 saiu em defesa das medidas assinadas por Lula nesta quarta-feira (8). 

A ministra do Planejamento, Simone Tebet, rebateu as críticas de que a medida da equiparação salarial possa reduzir a contratação de mulheres. 

"Discurso que eu diria até misógino por parte de setores produtivos", afirmou. "Nós já estamos na média histórica de empregabilidade no Brasil (...) se algum empregador estiver discriminando uma mulher, se isso for fato para que ele não contrate uma mulher, não vão faltar empresas sérias, responsáveis, compromissadas com ESG para contratar mulheres", acrescentou. 

Embora o texto não tenha sido divulgado, Tebet afirmou que a multa do projeto de lei deve ser, no primeiro momento, dez vezes maior que o salário pago na empresa. 

"A multa hoje representa, no primeiro momento, 10 vezes o maior valor pago na empresa, isso, ao lado de empregadores que têm mais de 20 empregados. Terá que estar ao lado disso a transparência dessas faixas salariais", disse a ministra, acrescentando que, dessa forma, o governo terá capacidade de fiscalização.

Tebet destacou ainda que, pelo texto, o juiz poderá dar liminar para garantir o cumprimento da lei. Ela reforçou que a palavra final sobre o texto caberá ao Congresso. 

Compartilhe

FLEXIBILIZAÇÃO DA PENA

George Washington, bolsonarista que planejou atentado a bomba no aeroporto no Distrito Federal, vai para o semiaberto

19 de maio de 2024 - 15:34

A mudança do regime fechado para o semiaberto foi reconhecida porque ele já cumpriu um sexto da pena, requisito estabelecido na Lei de Execução Penal

MÃO PESADA?

Anatel poderá ser supervisor das redes sociais: presidente da agência defende que órgão regule plataformas 

19 de maio de 2024 - 11:22

O dirigente da Anatel explicou que a agência não tem, no entanto, como atuar sobre postagem e perfis específicos

ACONTECE EM OUTUBRO

Aquecendo os motores para as eleições municipais: Testes em urnas eletrônicas reiteram que sistema de votação é seguro

18 de maio de 2024 - 11:55

Dos 35 planos de teste realizados, cinco apontaram melhorias nos sistemas, que foram acatadas pelos técnicos do tribunal

"TUDO NORMAL"

Jair Bolsonaro recebe alta após 13 dias internado e já anuncia planos

17 de maio de 2024 - 16:46

“Em uma semana, tudo normal”, escreveu no X (antigo Twitter) Bolsonaro, que estava com quadro de erisipela e desconforto abdominal

VAI MELHORAR?

O que Haddad espera da economia? Projeções da Fazenda esperam inflação e PIB maiores para 2024

16 de maio de 2024 - 15:33

Para 2025, a projeção de IPCA passou de 3,10% para 3,20%. A atualização acontece um mês após o último boletim macrofiscal da SPE.

POLÍTICA

Sérgio Moro vai perder o mandato? Veja como será o julgamento do senador no TSE

16 de maio de 2024 - 11:14

Julgamento que pode resultar na cassação do mandato de Sérgio Moro e torná-lo inelegível começa hoje no TSE

PESQUISA QUAEST

Lula “merece” ou não ser reeleito? Pesquisa aponta nome mais forte que Jair Bolsonaro para eleição de 2026

13 de maio de 2024 - 8:35

Vale lembrar que Bolsonaro está inelegível até a eleição de 2030, de acordo com uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

DECISÃO DA CORTE

STF barra indicações políticas para estatais — mas mantém nomeações feitas por Lula

10 de maio de 2024 - 9:19

Assim, com a decisão, ficam proibidas futuras nomeações políticas para cargos de chefia em empresas públicas, sociedades de economia mista e suas subsidiárias

LEVANTAMENTO

Governo Lula melhor que o de Bolsonaro? Veja o que a pesquisa CNT/MDA descobriu

7 de maio de 2024 - 18:32

O levantamento foi encomendado pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) e executado pelo Instituto MDA Pesquisa. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais.

NAS CASAS LEGISLATIVAS

Comissão do Senado dá sinal verde para projeto de lei que recria seguro obrigatório DPVAT e libera R$ 15 bilhões de crédito

7 de maio de 2024 - 14:49

“A recriação do DPVAT, agora SPVAT, não tem nenhum condão do ponto de vista do governo de fazer caixa”, disse o senador Jaques Wagner durante a votação

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar