🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
DIA 37

Da defesa ao ataque: Lula fala — de novo — da inflação, do BC e, agora, do BNDES

Presidente solta o verbo mais uma vez e questiona o nível elevado da taxa de juros, ironiza os efeitos negativos de suas críticas à política monetária e ainda destaca o papel do BNDES para impedir que o Brasil “afundasse”

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
6 de fevereiro de 2023
20:32
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante café da manhã com jornalistas setoristas, no Palácio do Planalto.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não deu tréguas ao Banco Central e, mais uma vez, voltou a falar da taxa de juros e da inflação. A diferença é que nesta segunda-feira (6), o petista resolveu ampliar o campo das declarações e incluiu o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

Tanto no ataque como na defesa, o fato é que Lula foi duro. Ele disse que a versão de que o BNDES financiou e perdeu dinheiro no passado com países afinados ideologicamente com o PT é mais uma das mentiras contadas sobre a instituição nos últimos anos. 

Na lista, ele acrescentou a propalada "caixa-preta" das operações e o privilégio a grandes empresas, as chamadas "campeãs nacionais".

"Esse banco (BNDES) foi vítima de difamação no último processo eleitoral. Vivemos em um momento em que as narrativas valem mais do que as verdades. O BNDES nunca deu dinheiro para país amigo do governo", disse Lula na cerimônia de posse do novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante. 

"O BNDES financiou serviços de engenharia de empresas brasileiras em nada menos do que 15 países da América Latina e do Caribe", continuou.

O presidente foi além. Ao defender maior protagonismo do BNDES na economia, o presidente disse que se não fosse a atuação do banco na crise financeira de 2008, "este País teria afundado".

Em 2008 e, principalmente, 2009, o banco de fomento foi uma das pontas de lança do conjunto de políticas anticíclicas, mantendo os canais de crédito funcionando, em alguma medida, apesar do travamento nos fluxos globais verificados após a quebra do banco de investimentos norte-americano Lehman Brothers.

Lula criticou ainda a substituição da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), taxa que balizava os financiamentos do BNDES desde 1994, e era fixada pelo governo federal, quase sempre abaixo do nível dos juros básicos. Desde 2018, foi substituída pela TLP, que segue as taxas de mercado.

"Por que acabaram com a TJLP?", questionou Lula, ao defender uma atuação mais forte do BNDES no financiamento de longo prazo e às empresas de menor porte.

Para não dizer que Lula não falou do BC…

Não foi só sobre a defesa do BNDES que Lula falou hoje. O presidente voltou a atacar a política monetária conduzida pelo Banco Central, e a independência da autoridade monetária. 

Segundo Lula, não "tem explicação" para a taxa básica de juros — a Selic, hoje em 13,75% ao ano — estar em "13,5%" (sic).

 "O problema não é de banco independente", afirmou Lula. "O problema é que este País tem uma cultura de juro alto", completou. 

Lula citou especificamente a "carta" do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, em uma referência ao comunicado da decisão da semana passada sobre a manutenção da Selic em 13,75% ao ano, para sustentar que não haveria motivos para os juros básicos estarem nos níveis atuais.

"É só ver a carta (sic) do Copom para ver que é uma vergonha esse aumento (sic) de juros", afirmou Lula, que ironizou os efeitos negativos de suas críticas à política monetária e à independência do BC sobre as cotações dos ativos do mercado de capitais.

"Se eu, que fui eleito, não posso falar, quem pode? O catador de materiais recicláveis?", questionou o presidente.

Compartilhe

ELEIÇÕES 2024

Da TV para a Prefeitura? Datena diz pretender ir até o final, mas não crava candidatura em São Paulo

16 de julho de 2024 - 17:33

Em sabatina,o jornalista negou que esteja usando a política para renegociar seu contrato com a Band

PEGA!

Eleições municipais: Brasil soma quase 8 mil prefeitos e ex-prefeitos condenados por improbidade administrativa 

15 de julho de 2024 - 19:22

O número representa 33% dos 23.800 punidos com base na lei estabelecida em 1992, que foi alterada em 2021 pelo Congresso Nacional

REGULAMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA

‘A inteligência artificial só não é mais perigosa que a burrice humana’: o que o presidente do Senado pensa sobre a regulação da IA no Brasil

10 de julho de 2024 - 13:11

A proposta é de autoria do próprio Pacheco e tramita na Casa sob relatoria do senador Eduardo Gomes (PL-TO)

GENIAL/QUAEST

Pesquisa aponta que maioria apoia críticas de Lula contra Roberto Campos Neto na condução do Banco Central

10 de julho de 2024 - 8:42

A aprovação do presidente da República melhorou em relação à pesquisa passada, quando atingiu o menor patamar desde fevereiro de 2023

INQUÉRITO DA PF

Da Arábia Saudita à Polícia Federal: Como a PF ligou as joias a Jair Bolsonaro — e o que pode acontecer com ex-presidente

9 de julho de 2024 - 9:04

Segundo a PF, o valor parcial dos presentes entregues por autoridades estrangeiras ao então presidente somou US$ 1.227.725,12

FAZENDO AS CONTAS

Previdência em risco: desvincular benefício do salário mínimo para cumprir meta fiscal pode criar efeito rebote nas contas

7 de julho de 2024 - 16:48

Em entrevista à Agência Brasil, especialista em Previdência Social afirma que os benefícios previdenciários e assistenciais não vão para a poupança, mas para custo de vida

ANTECIPAÇÃO

Cotado como ‘nome da direita’ para disputa presidencial, Tarcísio De Freitas diz que é preciso ‘começar a construir 2026’

7 de julho de 2024 - 9:20

O governador paulista discursou, ao lado de Bolsonaro, na Conferência de Política e Ação Conservadora (CPAC Brasil), em Balneário Camboriú (SC)

CONFERÊNCIA CONSERVADORA

Bolsonaro ignora indiciamento pela PF e critica imprensa e o PT em evento de conservadores com Javier Milei

6 de julho de 2024 - 15:39

A fala de Bolsonaro abriu a Conferência de Política Ação e Conservadora (CPAC Brasil) na manhã deste sábado (6) em Balneário Camboriú

Disputa pela prefeitura

Datafolha mostra Nunes com 24% e Boulos com 23% das intenções de voto em São Paulo, invertendo a pesquisa anterior

5 de julho de 2024 - 18:26

Três candidatos aparecem empatados na terceira colocação, segundo o instituto de pesquisa

PLEITO MUNICIPAL

Cabeça a cabeça, Boulos e Nunes empatam nas eleições para prefeitura de São Paulo, mas segundo turno será mais difícil para um deles

2 de julho de 2024 - 9:27

Em um eventual segundo confronto entre os dois, Nunes é preferido por 46%, enquanto 39% optam pelo deputado do PSOL

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar