🔴 RECEBA TODA SEMANA RECOMENDAÇÕES PARA PODER DOBRAR O SEU DINHEIRO – CONHEÇA O MÉTODO

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
NOVA CONCORRENTE

Rússia vai superar a Arábia Saudita como maior produtor da Opep+? É o que sugere relatório mais recente da AIE 

O cartel de 13 países membros da Opep gerou US$ 873,6 bilhões em receitas no ano passado, o que representa um aumento de 54% em relação a 2021

Renan Sousa
Renan Sousa
13 de julho de 2023
10:23
Petróleo guerra na ucrânia queda preços commodity governo
Imagem: Shutterstock

Os principais países produtores de petróleo estão na região do Oriente Médio — tanto que criaram a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). O passar do tempo, porém, mostrou que outras regiões poderiam se tornar vendedores em potencial e especialmente a Rússia deve ser a primeira a destronar os árabes. 

O mais recente relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) prevê que a Arábia Saudita (atualmente o principal país exportador de petróleo) deve perder espaço para o país governado por Vladimir Putin pela primeira vez desde 2022. 

Isso porque a agência prevê que a produção saudita cairá a 9 milhões de barris por dia (bpd) em julho e agosto, atingindo o menor nível em dois anos. Mas a redução é voluntária. O país anunciou recentemente um corte de 1 milhão de bpd este mês, que deve se estender até o seguinte.

Desconsiderando-se os resultados distorcidos de produção durante a pandemia de covid-19, a oferta saudita encolherá ao seu menor patamar desde 2011, diz a AIE.

Nesse cenário, a Rússia deve despontar, tendo em vista que a oferta do país vem sendo reduzida de forma mais lenta.

Nesta quinta-feira (13), o barril do petróleo Brent, utilizado como referência internacional pela Petrobras (PETR3;PETR4), sobe 0,15%, negociado a US$ 80,26. A commodity registra alta de aproximadamente 3% na semana.

Petróleo russo foi boia de salvação

É preciso lembrar que desde fevereiro do ano passado a Rússia está em guerra com a Ucrânia. As sucessivas sanções dos países do Ocidente contra Moscou gerou uma disputa paralela àquela que tenta tomar Kiev há mais de 12 meses: uma briga comercial.

No documento, a AIE também cortou sua previsão para o aumento na demanda global por petróleo em 2023 em 220 mil bpd, a 2,2 milhões de bpd. Isso significa que o consumo mundial deverá chegar a 102,1 milhões de bpd este ano.

Em relação à oferta global, a AIE elevou sua projeção para este ano em 200 mil bpd, para 101,5 milhões de bpd. Já para 2024, espera-se que a oferta cresça 1,2 milhão de bpd, a 102,8 milhões de bpd.

A Rússia já havia prometido cortes mais drásticos na produção de petróleo. Entretanto, a alta despesa da guerra, mantida com o dinheiro da commodity, é um dos fatores que impede uma redução mais acelerada.

VEJA TAMBÉM - DÓLAR ABAIXO DOS R$ 4,50? O QUE ESPERAR DO CÂMBIO E SELIC NA RETA FINAL DE 2023

Receitas a todo vapor

A Opep também divulgou um relatório referente às suas projeções e levantamentos do passado nesta quinta-feira. A receita vinda da exportação de petróleo atingiu o nível mais alto em quase uma década em 2022 devido à alta produção dos países em meio a uma disparada de preços.

O cartel de 13 países membros da Opep ganhou US$ 873,6 bilhões no ano passado, o que representa um aumento de 54% em relação a 2021. Esse é o melhor resultado desde 2014, ano em que o boom do xisto nos EUA fez os preços dispararem.

A guerra da Ucrânia fez as cotações dispararem, e países como Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos (EAU)abriram as torneiras para atender à recuperação pós-pandemia da demanda por combustível.

A combinação de alta de preços e aumento da produção elevou os lucros de todo o grupo.

Compartilhe

NO DIA DO ANIVERSÁRIO DO CRAQUE

Um presente de grego para Messi: Argentina entra em recessão no 1T24 — conheça os vilões da queda do PIB dos hermanos

24 de junho de 2024 - 19:11

A forte queda do consumo, da produção industrial e dos investimentos foi fatal para o PIB argentino cair 5,1% entre janeiro e março deste ano

RESPOSTA À GUERRA

União Europeia dobra a aposta e impõe sanções contra o gás da Rússia em meio a guerra com Ucrânia

24 de junho de 2024 - 18:43

Mais 116 pessoas e organizações passam a sofrer sanções, o que significa que ficam impedidas de ter acesso a bens que tenham em países europeus

Grandes demais para falir

Onde há fumaça há fogo? Fiscais do setor bancário nos EUA acendem alerta sobre os planos dos bancões para evitar quebras

21 de junho de 2024 - 20:01

Federal Reserve e Corporação de Seguros de Depósitos alertam bancos sobre seus planos para evitar problemas

Os britânicos vão às urnas

Deu para o Sunak? Pesquisa indica que trabalhistas devem obter maioria nas eleições ao Parlamento Britânico

20 de junho de 2024 - 19:49

Eleições no Reino Unido acontecem em 4 de julho e foram antecipadas pelo primeiro-ministro

OLHO POR OLHO

A hora da revanche da BYD chegou? China não deixa barato e parte pra cima da Europa na guerra dos elétricos

20 de junho de 2024 - 18:48

Em uma reunião a portas fechadas, as fabricantes chinesas pedem que o governo responda com vigor às tarifas impostas pela Europa e incendeia ainda mais a guerra comercial

COLABORANDO COM UM 'COMUNISTA'?

Milei acena a Lula — de novo — e manda entregar ao Itamaraty informações sobre foragidos do 8 de janeiro

20 de junho de 2024 - 9:57

A fuga para a Argentina teria sido pensada não apenas pela vinculação ideológica de Bolsonaro com Milei, mas também pelas facilidades de ingresso no país

AMIZADE ARDENTE

Poucos amigos, mas perigosos: o saldo da visita de Putin à Coreia do Norte que deixou o mundo em alerta

19 de junho de 2024 - 18:35

Isolados por severas sanções internacionais, Moscou e Pyongyang juntam forças para continuarem de pé; entenda toda essa história

BATEU ARREPENDIMENTO?

Pesou no bolso? Elon Musk volta atrás nos ataques a anunciantes do X — meses após mandar as empresas irem se f****

19 de junho de 2024 - 17:45

Para analistas do mercado, o tom mais brando do bilionário sinaliza o primeiro passo em direção à tentativa de reconquistar o dinheiro publicitário para a plataforma

TIC TAC TIC…

Desativando a bomba-relógio: o que está por trás da mudança que a China quer fazer nos juros

19 de junho de 2024 - 16:12

O presidente do Banco do Povo da China (PBoC), Pan Gongsheng, anunciou nesta quarta-feira (19) que está estudando uma série de alterações na estrutura de política monetária; entenda o que pode acontecer na segunda maior economia do mundo

ELEIÇÕES DE 2024

Inteligência Artificial para prefeito? OpenIA encerra chatbots de políticos de IA

19 de junho de 2024 - 14:58

Cidadão norte-americano candidatou um chatbot de inteligência artificial para concorrer às eleições no estado de Wyoming. A OpenAI revelou que encerrou atividades de ferramentas do tipo nos EUA e no Reino Unido

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar