🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Carolina Gama
TOC TOC TOC

A rara visita de Putin ao Oriente Médio: por que o presidente da Rússia foi bater na porta dos países árabes

Putin fez poucas incursões para além das fronteiras da Rússia nos últimos meses — por isso, essas visitas destacam a importância dos países árabes para as relações internacionais do Kremlin

Carolina Gama
6 de dezembro de 2023
19:32 - atualizado às 17:29
Vladimir Putin, presidente da Rússia, cercado de guardas e políticos
Vladimir Putin é presidente da Rússia há mais de duas décadas - Imagem: dicus63/iStock

O presidente russo, Vladimir Putin, iniciou uma rara visita ao Oriente Médio, passando pelos Emirados Árabes Unidos e pela Arábia Saudita. Essas são as primeiras viagens do chefe do Kremlin à região desde o início da guerra na Ucrânia, em fevereiro de 2022.

Putin fez poucas incursões para além das fronteiras da Rússia nos últimos meses — por isso, essas visitas destacam a importância dos países árabes, ricos em petróleo, para as relações internacionais do Kremlin.

Até porque as viagens de Putin ao exterior foram limitadas devido pelo mandado de prisão do Tribunal Penal Internacional (TPI) por alegados crimes de guerra.

A Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos não ratificaram o estatuto que rege o TPI, o que significa que não são obrigados a prender o presidente russo no seu território. 

Rússia: reforçando alianças

A escolha de Putin pelos Emirados Árabes Unidos e pela Arábia Saudita não é à toa: ambos os países são parceiros comerciais fundamentais para a Rússia e permaneceram neutros no conflito da Ucrânia, recusando-se a adotar sanções lideradas pelo Ocidente contra Moscou pela invasão da Ucrânia. 

Abu Dhabi e Moscou ficaram mais próximos desde a invasão da Ucrânia por Putin: o comércio global entre a Rússia e os Emirados Árabes Unidos aumentou quase 68%, para US$ 9 bilhões em 2022, de acordo com a agência de notícias estatal russa Tass. 

Já as exportações russas para os Emirados Árabes Unidos representaram US$ 8,5 bilhões de desse total.

Em fevereiro de 2023, o embaixador russo na Arábia Saudita, Sergey Kozlov, comprometeu-se a elevar o comércio bilateral para US$ 5 bilhões anuais. 

Esse valor foi de US$ 1,75 bilhão em 2022, mas o comércio em setores como agricultura, fertilizantes e produtos energéticos aumentou significativamente.

A DINHEIRISTA - BOOKING ME DEIXOU ‘SEM TETO’: ALUGUEI UM QUARTO E FIQUEI SEM TER PRA ONDE IR

Os encontros de Putin

Em Abu Dhabi, Putin se reuniu com o presidente dos Emirados Árabes Unidos, Mohammed bin Zayed al-Nahyan “para analisar o estado actual da cooperação bilateral multifacetada e as perspectivas de uma maior expansão dos laços, bem como as atuais questões internacionais, com foco na situação no Médio Oriente”, de acordo com o Kremlin.

Uma publicação do líder dos EAU dizia: “Hoje, em Abu Dhabi, discuti com o presidente Vladimir Putin os laços entre as nossas duas nações e a importância de reforçar o diálogo e a cooperação para garantir a estabilidade e o progresso. Os EAU continuarão a apoiar os esforços destinados a permitir o crescimento, a prosperidade e o desenvolvimento globais para todos.”

Putin, de acordo com a agência de notícias estatal russa RIA Novosti, disse: “Hoje, graças à sua posição, as nossas relações atingiram um nível elevado sem precedentes. E estamos em contato constante e nossos colegas trabalham constantemente uns com os outros. E, de fato, os Emirados Árabes Unidos são o principal parceiro comercial da Rússia no mundo árabe.”

O líder russo voou então para Riade para se encontrar com o príncipe saudita Mohammed bin Salman e “discutir a cooperação bilateral nas áreas comercial, económica e de investimento”, bem como “trocar pontos de vista sobre a agenda regional e internacional”, segundo o comunicado do Kremlin.

Afirmou também que os dois líderes discutiriam o petróleo, a guerra de Israel em Gaza e as situações no Iémen e na Síria. Não ficou imediatamente claro se os dois discutiriam a guerra da Rússia na Ucrânia.

A reunião com o líder saudita ocorreu depois de os preços do petróleo terem caído, apesar de uma decisão conjunta dos membros da Opep+ de fazer maiores cortes na produção.

Depois da viagem de Putin ao Oriente Médio, será a vez de o presidente russo receber o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, em Moscou, na quinta-feira (7). 

A aliança do Kremlin com Teerã cresceu em importância, à medida que o Irã se tornou um importante parceiro comercial e fornecedor de armas que a Rússia utiliza na Ucrânia.

*Com informações da CNBC

Compartilhe

THE FINAL COUNTDOWN

Contagem final? Como Trump pode consolidar indicação republicana antes do tempo e encarar Biden em novembro

23 de fevereiro de 2024 - 19:55

A vitória de Trump na Carolina do Sul escreveria o capítulo final de uma das histórias políticas mais importantes da última década

A MÁQUINA DE GUERRA VAI PARAR?

O presente de grego de Biden para Putin: 500 sanções dos EUA marcam o segundo ano da guerra entre Rússia e Ucrânia

23 de fevereiro de 2024 - 18:15

A União Europeia (UE) e o Reino Unido também anunciaram medidas punitivas e a resposta de Moscou não demorou muito; veja como o Kremlin reagiu

A SOCIEDADE DA NEVE

Este homem sobreviveu a uma queda de avião e a 72 dias na neve. Aqui está como ele fez isso — e o que você pode aprender

23 de fevereiro de 2024 - 14:32

Nando Parrado encerrou o BTG Summit 2024 com a palestra ‘Lições de Vida’; veja aqui os principais insights da apresentação

SEM FÓRMULA MÁGICA

Argentina precisa de um milagre? FMI dá a receita para os hermanos colocarem a casa em ordem

23 de fevereiro de 2024 - 13:21

Uma das maiores economistas do Fundo esteve na Argentina, onde conversou com o presidente Javier Milei e diversos membros do governo, incluindo o ministro da Economia, Luis Caputo; veja o que ela propôs

O RASANTE DA ÁGUIA

A China vai parar os EUA? As projeções da S&P Global para a maior economia do mundo este ano

22 de fevereiro de 2024 - 17:59

A agência de classificação de risco revisou de maneira significativa as previsões para a economia norte-americana e diz também o que espera da inflação e dos juros por lá

A FATURA VEIO ALTA

O primeiro prejuízo em 20 anos: o preço que o Banco Central Europeu teve que pagar para colocar a inflação de volta aos trilhos

22 de fevereiro de 2024 - 16:46

O BCE reportou 1,3 bilhão de euros (R$ 7 bilhões) em perdas no ano passado e o pior ainda pode estar por vir; entenda essa história

BAIXO NÍVEL, ALTA TENSÃO

Putin ‘FDP’, Biden ‘caubói’ e uma guerra nas estrelas: o que sabemos sobre a mais nova treta entre EUA e Rússia

22 de fevereiro de 2024 - 13:24

Presidentes de EUA e Rússia trocam farpas em meio a especulações de que uma guerra nas estrelas estaria mais próxima do que imaginamos

DEPOIS DO BALDE DE ÁGUA FRIA

Mistério revelado? Ata do Fed dá pistas do que pode acontecer com os juros em março

21 de fevereiro de 2024 - 17:27

Os investidores aguardavam o documento para entender o futuro da taxa referencial da maior economia do mundo e já se reposicionaram depois dos novos sinais desta quarta-feira (21)

A VISTA DE BLINKEN

Outro puxão de orelha em Lula? O que o braço direito de Biden disse para o petista em duas horas de conversa e no meio de uma crise

21 de fevereiro de 2024 - 16:11

O chefe da diplomacia norte-americana esteve no Palácio do Planalto em meio à tensão nas relações entre Brasil e Israel; saiba o que foi assunto neste encontro

FUGINDO DA MORDIDA DO LEÃO

Como Jeff Bezos “driblou” impostos para embolsar uma quantia bilionária com a venda de ações da Amazon

21 de fevereiro de 2024 - 14:30

O dono da gigante do varejo eletrônico vendeu agora mais 14 milhões de ações da empresa, levantando US$ 2,4 bilhões com a transação

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies