🔴 AÇÃO QUE JÁ DISPAROU 1.200% E AINDA ESTÁ BARATA – VEJA QUAL

Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
MERCADO DE TRABALHO

Conheça as 15 profissões em alta em 2023 — e quanto as empresas pagam por esses profissionais

O levantamento do LinkedIn apontou as profissões em alta, com dados dos últimos cinco anos; os salários variam entre R$ 2,4 mil e R$ 15 mil

Liliane de Lima
21 de janeiro de 2023
16:51
profissões em alta
Imagem: Shutterstock)

A possibilidade de se trabalhar remotamente no pós-pandemia — e a resistência de muitos empregadores quanto a esse modelo — representou uma revolução em inúmeras carreiras.

Com essa observação, o LinkedIn fez um novo levantamento com as profissões em alta para 2023, incluindo posições com maioria das oportunidades disponíveis com atuação à distância, para quem deseja ingressar no mercado de trabalho, conquistar uma recolocação ou fazer uma transição de carreira.

A pesquisa reuniu dados da plataforma de networking entre janeiro de 2018 e julho de 2022, com base no agrupamento de principais vagas nos últimos cinco anos. Vale ressaltar que não fazem parte do levantamento os cargos de estágio e voluntariado. 

Além disso, a enumeração das profissões em alta não tem relação com a oferta de vaga.

Confira a seguir quais são as 25 profissões em alta, segundo o LinkedIn — e sua média salarial, de acordo com o Glassdoor

1. Profissões em alta: Analista de privacidade

O analista de privacidade é responsável por avaliar, de forma contínua, os riscos relacionados a dados sensíveis, de modo a auxiliar a empresa a tratar esses informações adequadamente.

Sendo assim, o cargo é ocupado, majoritariamente, por mulheres (63%).

  • Setores mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e setor financeiro.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP).
  • Salário médio: R$ 5.315 por mês.

2. Especialista de cibersegurança

Entre as profissões em alta para 2023, o especialista de cibersegurança é o profissional que age em casos de ameaças cibernéticas. avalia vulnerabilidades digitais e colabora no processo de elaboração de políticas corporativas no tratamento de dados.

Cerca de 93% dos profissionais efetivos no cargo são homens; apenas 7% são mulheres. Além disso, é uma das colocações com maior disponibilidade de vagas remotas (66,7%), segundo a pesquisa do LinkedIn.

  • Setores mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e setor financeiro.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF).
  • Salário médio: R$ 5.220 mil por mês. 

3. Especialista em capacitação em vendas

O especialista em capacitação em vendas tem como principal responsabilidade dar treinamento e suporte à equipe de vendas para engajar clientes.

Os cargos possuem maior representatividade feminina, com 55% das posições ocupadas por mulheres. Além disso, quase a metade das oportunidades, cerca de 45%, são para atuação remota.

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e educação.
  • Salário médio: R$ 3.474 por mês 

4. Profissões em alta: Líder de gerentes de produto

O líder de gerentes de produto é o profissional que atua e supervisiona todas as etapas da jornada de um produto ou serviço.

Em geral, as posições são mais ocupadas por homens (58%). Também, é uma das profissões em alta em 2022 com 45% das vagas remotas.

  • Setores que mais comuns de atuação: Setor financeiro, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP).
  • Salário médio: R$ 12 mil por mês 

5. Representante de desenvolvimento de negócios

O representante de desenvolvimento de negócio é, entre outras responsabilidades, o profissional que faz a prospecção ativa de potenciais clientes e novas oportunidades de negócios para as empresas.

  • Setores que mais comuns de atuação: Setor financeiro, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP), Florianópolis (SC) e Curitiba (PR).
  • Salário médio: R$ 2.486 por mês 

6. Engenheiro(a) de cibersegurança

Entre as profissões em alta para 2023, há uma posição que reúne duas áreas que mais têm empregado e promissoras: tecnologia e engenharia.

Pois bem, o engenheiro(a) de cibersegurança é o profissional que avalia e identifica os riscos de segurança em sistema corporativos, com o objetivo de combater as ameaças de crimes cibernéticos.

  • Setores que mais comuns de atuação: Setor financeiro, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP).
  • Salário médio: R$ 5.189 por mês.

7. Profissões em alta: Diretor(a) de receita

Também conhecido com Chief Revenue Officer (CRO) é profissional que atua como diretor(a) de receita supervisiona todos os processos geradores de receita em uma empresa, assim como na definição das estratégias de planejamento, marketing e operações.

O posto é ocupado, majoritariamente por homens (82%).

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia e Mídia e manufatura.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP)
  • Salário médio: R$ 14.535 por mês 

8. Profissões em alta: Engenheiro(a) de dados

O Data Engineer é o responsável por garantir o fluxo de informações de forma correta. Em geral, é o profissional que tem a tarefa de gerenciar, organizar dados e resolver problemas, ou seja, desenvolve e mantém a arquitetura e infraestrutura de uma plataforma. 

  • Setores que mais comuns de atuação: Serviços financeiros, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR).
  • Salário médio: R$ 7.959 por mês 

9. Analista de desenvolvimento de sistemas

O cargo de analista de desenvolvimento de sistemas é ocupado majoritariamente por homens, cerca de 84%, mas as mulheres têm ganhado espaço na área.

Segundo o levantamento, o cargo exige, principalmente, conhecimento da ferramenta de banco de dados Microsoft SQL Server.

  • Setores que mais comuns de atuação: Setor financeiro, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Recife (PE).
  • Salário médio: R$ 5.250 por mês 

10. Pesquisador(a) em experiência do usuário (UX)

Se você pesquisar o cargo em português, certamente, irá encontrar dificuldades de encontrá-lo. Por ser uma das profissões promissoras “nascidas” em big techs, é mais comum encontrar posições como “UX Researcher”. 

Por aqui, a empregabilidade para essa posição é, de longe, dominada pelo mercado financeiro. Nubank, PicPay e Banco Bradesco são as empresas que oferecem salários acima da média nacional

É também a posição com maioria feminina — cerca de 70% dos profissionais na área são mulheres. 

  • Setores que mais comuns de atuação: Serviços financeiros, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP)
  • Salário médio: R$ 6.800 por mês 

11. Profissões em alta: Designer de conteúdo

Posição ocupada por mulheres (71%), designer de conteúdo é uma das profissões em alta em 2023. O profissional é responsável pela criação de uma estratégia de conteúdo para os produtos e serviços de uma empresa.

  • Setores que mais comuns de atuação: Serviços financeiros, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP).
  • Salário médio: R$ 5.359 por mês 

12. Engenheiro(a) de qualidade de software

Também conhecido como Engenheiro(a) de Quality Assurance (QA), o profissional é responsável por monitorar as etapas do processo de desenvolvimento de um software para garantir seu desempenho adequado, conforme padrões preestabelecidos.

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e setor financeiro.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP).
  • Salário médio: R$ 7.224 por mês 

13. Desenvolvedor(a) de chatbot

A posição, também conhecida como Chatbot Developer, tem uma ocupação pequena por mulheres (21%), ainda que com mais vagas remotas disponíveis - cerca de 61,3% das oportunidades são para trabalho à distância.

Em geral, o desenvolvedor(a) de Chatbot desenvolve, implementa e monitora aplicativos usados para automatizar processos de comunicação, por meio de inteligência artificial.

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia e Mídia.
  • Salário médio: R$ 3.959 por mês.
Onde trabalhar em 2023: o modelo híbrido veio para ficar ou vamos todos voltar aos escritórios? Confira as tendências de carreiras e as profissões em alta

14. Profissões em alta: Analista de marcas

O analista de marcas usa, entre outras ferramentas, pesquisas de mercado para traçar estratégias para o desempenho de uma marca. A posição tem maior presença feminina, em que 81% das vagas são ocupadas por mulheres.

  • Setores que mais comuns de atuação: Manufatura, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP)
  • Salário médio: R$ 5.451 por mês 

15. Engenheiro(a) de confiabilidade de sites

Também conhecido como Site Reliability Engineer (SRE), o profissional é responsável por avaliar e otimizar sistemas. Quem atua nessa ocupação deve conhecer bem a probabilidade e estatística. 

Em outras palavras, o profissional trabalha diariamente para o diagnóstico e o prognóstico de falhas e desenvolvimento de soluções para melhorar a usabilidade de uma plataforma. 

  • Setores que mais comuns de atuação:
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Uberlândia (MG)
  • Salário médio: R$ 10.117 por mês.
Buscando emprego em 2023? Veja dicas de alguns dos maiores especialistas em RH do Brasil neste guia gratuito [BAIXE AQUI]

Outras profissões que também estão em alta

Além dessas, o LinkedIn também enumerou outras profissões em alta. Confira os salários e as cidades que mais contratam:

Desenvolvedor(a) de back-end

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e serviços financeiros.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR).
  • Salário médio: R$ 5.107 por mês.

Gerente de crescimento

A posição também pode ser encontrada como Growth Specialist ou Growth Manager.

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e serviços financeiros.
  • Cidades que mais contratam:
  • Salário médio: R$ 14.469 por mês 

Executivo(a) de contas de grandes contratos

Nas plataformas de emprego, a posição é pode ser econtrada como Entreprise Account Executive.

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e serviços financeiros.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP)
  • Salário médio: R$ 5.987 por mês 

Gerente de sustentabilidade

  • Setores que mais comuns de atuação: Manufatura e Petróleo.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP)
  • Salário médio: R$ 19.093 por mês 

Especialista em experiência do cliente (CX)

Também conhecido como especialista de Customer Experience.

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e serviços financeiros.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP).
  • Salário médio: R$ 6.827 por mês.

Redator(a) SEO

  • Setores que mais comuns de atuação: Tecnologia, Mídia e serviços financeiros.
  • Salário médio: R$ 3.215 por mês 

Analista de sucesso do cliente (CS)

  • Setores que mais comuns de atuação:
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Curitiba (PR)
  • Salário médio: R$ 2.595 por mês 

Coordenador(a) de segurança da informação

  • Setores que mais comuns de atuação: Setor financeiro, Varejo e Manufatura.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP)
  • Salário médio: R$ 8.080 por mês 

Redator(a) com foco em experiência do usuário (UX Writer)

  • Setores que mais comuns de atuação: Setor financeiro, Tecnologia e Mídia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP)
  • Salário médio: R$ 4.918 por mês 

Analista de suporte de TI

  • Setores que mais comuns de atuação: Mídia e Tecnologia.
  • Cidades que mais contratam: São Paulo (SP) e Belo Horizonte (MG)
  • Salário médio: R$ 2.899 por mês 

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar