🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Não para

Em nova lista de credores, Americanas informa dívida maior e corrige números

Valor total da dívida da Americanas aumentou em relação à primeira lista, assim como o número de credores

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
11 de fevereiro de 2023
10:25 - atualizado às 16:04
[NÃO USAR] Americanas
Americanas - Imagem: Imagem: Getty Images/ Montagem: Julia Shikota

A Americanas divulgou uma lista de credores atualizada na noite de sexta-feira (10) na qual esclarece e corrige valores divulgados na lista anterior, de 25 de janeiro. O total de dívidas com os mais de 9 mil credores agora ultrapassa R$ 42 bilhões - na primeira divulgação, a dívida total chegava a pouco mais de R$ 41 bilhões e tinha quase 8 mil nomes.

Um dos casos corrigidos foi o do Banco Votorantim, que na primeira lista aparecia com um crédito de R$ 3,2 bilhões. Logo depois da divulgação, o banco veio a público dizer que, na verdade, o valor se refere a debêntures estruturadas pelo BV para a Americanas que foram adquiridas por gestores. Mas na lista de credores, os valores apareciam como se fossem créditos do banco. Na lista nova, o valor foi corrigido para R$ 206,8 milhões, referentes a Cédulas de Crédito Bancário.

Outro esclarecimento que o novo documento traz é em relação aos valores com o Deutsche Bank. Na primeira divulgação, causou espanto quando o banco alemão aparecia com um crédito de R$ 5,2 bilhões, o maior dentre todas as instituições financeiras. A lista atualizada detalha que o Deutsche Bank atua como agente fiduciário de uma emissão de títulos de dívida no exterior. Ou seja, o banco alemão não tem valores a receber da Americanas.

No total, a nova lista de credores atualiza a dívida com os cinco maiores bancos do País de R$ 13,1 bilhões para R$ 15,2 bilhões. O que teve maior alteração foi o Itaú Unibanco (ITUB4), cujo crédito passou de R$ 2,9 bilhões para R$ 4,3 bilhões. Isto porque o documento agora contempla novas aplicações em fundos geridos pelo Itaú. Na primeira lista, o Itaú e seus fundos apareciam em seis ocorrências diferentes. Agora, aparecem em 13.

A diversidade de credores da Americanas

A lista também mostra que as dívidas da Americanas vão desde fornecedores de produtos até concessionárias de energia elétrica e saneamento, passando, inclusive, por empresas de auditoria.

Na lista, a PwC, responsável por auditar os balanços da Americanas nos últimos anos, aparece com crédito de R$ 210 mil. A Ernst & Young, que já auditou o balanço da varejista no passado, tem crédito de R$ 990 mil, enquanto a Deloitte tem R$ 110 mil.

Com a Nestlé Brasil, responsável por marcas como KitKat, Suflair e Passatempo, a dívida da Americanas soma R$ 239,8 milhões. Já com a Mondelez, dona do Trident, Bis, Halls, entre outras guloseimas, a dívida é de R$ 96 milhões.

A Americanas também tem dívidas com as principais empresas de telefonia do Brasil. A empresa deve R$ 8,8 milhões para a Vivo, R$ 6,6 milhões para a Claro, R$ 96 mil para a Oi e R$ 48 mil para a TIM.

Confira a lista completa aqui.

Compartilhe

REPORTAGEM ESPECIAL

Pão de Açúcar (PCAR3) volta às origens e tenta se reinventar após “desmanche” no fim da era Casino

21 de maio de 2024 - 6:19

Situação do Pão de Açúcar pode mudar à medida que a atual administração consiga trazer a operação de volta à rentabilidade; saiba o que esperar das ações da rede de supermercados

AVAL DOS MUNICÍPIOS

Sinal verde para privatização: Municípios de SP aprovam “último passo” para desestatizar a Sabesp (SBSP3)

20 de maio de 2024 - 18:47

No passo final do processo de desestatização, centenas de prefeitos de São Paulo assinaram um contrato unificado com a companhia de saneamento

DE OLHO NAS REDES

Interferência na Petrobras ainda vai longe? Os planos de Lula para a empresa não agradam nem um pouco o mercado — e agora? 

20 de maio de 2024 - 18:11

Os ruídos dentro na Petrobras (PETR4) não são de agora e a principal preocupação do investidor de PETR4 é a influência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na estatal.  Enquanto o governo quer que a estatal faça cada vez mais investimentos, o mercado enxerga que isso pode ser um perigo, dado o risco de […]

ENTENDA O IMBRÓGLIO

Vibra (VBBR3) compra seu edifício-sede no Rio, mas transação causa impasse para investidores de CRI e fundos imobiliários

20 de maio de 2024 - 17:02

Não se trata de um calote como os vistos no mercado de CRI no ano passado, mas sim de uma situação muito mais complexa do ponto de vista jurídico

MAIOR CAUTELA

Fusão entre Petz (PETZ3) e Cobasi anima analistas — mas esse bancão ainda vê potencial de alta limitado para ações

20 de maio de 2024 - 16:02

Bank of America elevou o preço-alvo dos papéis da Petz nesta segunda-feira (20), mas manteve recomendação neutra; entenda

DE OLHO NO AGRO

Como ficam as ações das empresas do agronegócio na B3 que atuam no RS após a tragédia climática no Estado?

20 de maio de 2024 - 6:22

Para analistas, empresas como Camil (CAML3) e 3tentos (TTEN3) podem compensar eventuais perdas com a alta dos preços em razão da restrição da oferta

UNIÃO DA MODA

Fusão da moda: Arezzo (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3) acertam termos e condições para incorporação que criará gigante do varejo

19 de maio de 2024 - 9:03

De acordo com as informações mais recentes dos respectivos balanços, as empresas, juntas, faturam algo em torno de R$ 12,765 bilhões

CRISE NA ESTATAL

Justiça nega pedido por assembleia na Petrobras (PETR4) que atrasaria posse de Magda Chambriard

18 de maio de 2024 - 17:02

Em sua reclamação na Justiça, o deputado do Novo alega que, eventualmente reconhecida a queda do CA em efeito dominó após a saída de Prates

QUASE 10 ANOS DEPOIS

Vale (VALE3), BHP e Samarco fazem nova proposta de R$ 127 bilhões para compensar tragédia em Mariana, mas acordo não deve evoluir agora

18 de maio de 2024 - 14:44

Valor de R$ 127 bilhões oferecido na última proposta, do final de abril, foi mantido, mas as empresas retomariam agora obrigações que tinham ficado de fora

SUBIU, DESCEU

Volta da febre das “meme stocks”: GameStop cai quase 20% em um único pregão, mas fecha semana com ganhos de 23%

18 de maio de 2024 - 13:26

Também pressionaram os papéis da mais famosa “ação meme” a divulgação de dados trimestrais preliminares da empresa

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar