🔴 RECEBA TODA SEMANA RECOMENDAÇÕES PARA PODER DOBRAR O SEU DINHEIRO – CONHEÇA O MÉTODO

Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) de CEO novo: Miguel Setas, ex-presidente da EDP Brasil (ENBR3), é escolhido para o cargo

Miguel Setas também fazia parte do conselho do grupo EDP, na Europa; ele sucederá Waldo Perez, que comandava interinamente a CCR (CCRO3)

Victor Aguiar
Victor Aguiar
13 de março de 2023
19:18
Via Dutra, rodovia que liga São Paulo ao Rio de Janeiro. O leilão para relicitação da via está previsto para a próxima sexta (29); a CCR (CCRO3) administra a estrada desde 1995
Via Dutra, rodovia que liga São Paulo ao Rio de Janeiro; a CCR (CCRO3) administra a estrada desde 1995 - Imagem: CCR/Clóvis Rossi

Passados sete meses desde a renúncia de seu CEO, a CCR (CCRO3) finalmente tem um novo nome para ocupar a cadeira da presidência de maneira efetiva. Miguel Setas, um veterano do setor de energia e infraestrutura — e ex-presidente da EDP Brasil (ENBR3) —, foi o escolhido pela companhia; ele assume oficialmente a partir de 24 de abril.

O posto estava vago desde agosto do ano passado, quando Marco Antonio Caduro renunciou ao cargo alegando "questões de foro pessoal". Sua saída foi anunciada ao mercado um dia antes de uma nova rodada de concessões de aeroportos — a CCR, apontada como uma das favoritas para a disputa, optou por não participar do certame.

Desde então, o cargo de CEO era ocupado interinamente por Waldo Perez Leskovar, CFO e diretor de relações com investidores da CCR. A escolha de Setas ocorreu após reuniões entre o comitê de Gente e ESG e o conselho de administração da companhia de concessões de infraestrutura.

  • O Seu Dinheiro acaba de liberar um treinamento exclusivo e completamente gratuito para todos os leitores que buscam receber pagamentos recorrentes de empresas da Bolsa. [LIBERE SEU ACESSO AQUI]

Quem é Miguel Setas?

Miguel Setas é um executivo bastante respeitado no setor de energia, ocupando a posição de CEO da EDP Brasil (ENBR3) por sete anos; desde 2021, ele fazia parte do conselho de administração do grupo EDP, sendo responsável pelo negócio de infraestrutura de redes em Portugal, Espanha e Brasil.

Em paralelo, ele também presidia o conselho da EDP Brasil — vale lembrar que a matriz portuguesa tem planos para fechar o capital da controlada brasileira, oferecendo R$ 24 por ação ENBR3, um prêmio de 22% em relação às cotações de fechamento da sessão anterior à divulgação da OPA (oferta pública de aquisição).

CCR (CCRO3): novo CEO, planos conhecidos

Em comunicado, a CCR (CCRO3) disse apenas que "a conclusão deste planejamento sucessório é mais um importante
passo para o fortalecimento e a perenidade dos seus negócios".

Os negócios citados, naturalmente, dizem respeito às concessões de rodovias, aeroportos e mobilidade urbana, no Brasil e no exterior: além dos investimentos e das eventuais renegociações contratuais, a companhia também precisará examinar os ativos de infraestrutura que serão leiloados num futuro próximo — em nível federal ou estadual.

Compartilhe

ATENÇÃO, ACIONISTAS

Dividendos e JCP: CPFL Energia (CPFE3) e Neoenergia (NEOE3) pagam juntas mais de R$ 600 milhões em proventos

25 de junho de 2024 - 9:12

Veja quem ainda tem direito a usufruir dos montantes e quando as ações passam a ser negociadas ex-dividendo

QUEM SÃO ELAS

Frasle (FRAS3) vai às compras e paga R$ 2,1 bilhões por fabricante de autopeças mexicana; conheça as empresas envolvidas neste negócio bilionário

24 de junho de 2024 - 19:29

O valor da transação está sujeito a ajustes conforme previsto no contrato firmado nesta segunda-feira (24) entre as companhias

ACORDO ENTRE VAREJISTAS

Aliança de AliExpress com Magazine Luiza (MGLU3) é boa, mas não o suficiente para resolver problemas da varejista, diz Santander

24 de junho de 2024 - 17:11

Ações da Magalu saltaram quase 10% após o anúncio, performando entre as maiores altas do Ibovespa

SEM CAPTAÇÃO?

“Uma das maiores fraudes que já tivemos”: Crise na Americanas (AMER3) abalou o mercado de ações brasileiro. Ainda há salvação?

24 de junho de 2024 - 16:47

Em evento, Pablo Cesário, presidente executivo da Abrasca, mostra sua visão sobre o mercado de capitais doméstico — e fala sobre o novo risco que vê sobre a indústria local

TURBULÊNCIA

Promotores dos EUA querem que a Boeing enfrente acusações criminais; entenda o motivo

24 de junho de 2024 - 15:48

Recomendação do Departamento de Justiça dos EUA não é uma decisão oficial. Órgão tem até 7 de julho para entrar com processo contra a companhia

DESTAQUES DA BOLSA

A Ecorodovias (ECOR3) está barata? Ação já caiu mais de 30% no ano e bancão diz se essa é uma oportunidade de compra

24 de junho de 2024 - 13:26

O Bank of America também atualizou a classificação da CCR (CCRO3) — que já caiu 13% no ano; saiba se chegou a hora de colocar algum desses papéis na carteira

NOVA TENTATIVA

IPO do ano? Diante de impasse nos EUA, Shein agora quer abrir o capital em Londres em operação bilionária

24 de junho de 2024 - 12:21

Após tentativas de um IPO no mercado americano, a varejista de moda chinesa busca uma avaliação de 50 bilhões de libras no Reino Unido

Foco em inteligência artificial

Saiba porque o mercado todo está de olho nas ações da Nvidia

24 de junho de 2024 - 11:51

Expectativa dos investidores é de que a receita da empresa para 2025 ultrapasse US$ 120 bilhões

APERTO DE MÃOS

AliExpress começará a vender no Magazine Luiza (MGLU3) — mas varejista não vai escapar do ‘imposto das blusinhas’; ação dispara no Ibovespa

24 de junho de 2024 - 10:47

Como explicou Fred Trajano, os pedidos realizados serão enviados por meio do programa Remessa Conforme, do governo federal

Concorrência desleal

De novo? Apple teria violado regras e entra na mira dos reguladores da União Europeia

24 de junho de 2024 - 10:13

Companhia já é investigada desde março por supostamente violar a Lei dos Mercados Digitais (DMA)

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar