🔴 +35 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – VEJA GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Carolina Gama
A CAIXA DE PANDORA

A crise na Americanas (AMER3) pode respingar na AmBev (ABEV3)? O que pensa o Credit Suisse

A AmBev não escapou da reação negativa do mercado — os três homens por trás da 3G Capital detêm indiretamente uma participação na empresa por meio da Anheuser-Busch Inbev, de cerca de 20%

vagas de emprego na ambev
Imagem: Shutterstock

O anúncio da Americanas (AMER3) sobre as inconsistências contábeis bilionárias abriu a caixa de Pandora: incertezas tomaram conta do mercado, ações despencaram e brigas judiciais se intensificaram  — até que, na quinta-feira (19) passada, a varejista sucumbiu ao pedido pedido de recuperação judicial.

Nem mesmo a AmBev (ABEV3) escapou da reação negativa do rombo, afinal, os três homens por trás da 3G Capital — Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira — detêm indiretamente uma participação na empresa por meio da Anheuser-Busch Inbev, de cerca de 20%. 

Desde que o buraco de R$ 20 bilhões foi revelado, as ações ABEV3 estão operando sob pressão: deixaram o patamar dos R$ 14 que vinham sendo negociadas desde o final do ano passado e continuam a descer a ladeira — ainda que em ritmo lento. 

Por volta de 17h desta segunda-feira (23), os papéis da Ambev operavam em queda de 1,04%, cotadas a R$ 13,39. 

Gráfico mostra o desempenho das ações ABEV3 no ano até 23/01/2023 - Fonte: TradingView

A preocupação com o caso Americanas se justifica? 

Quem responde é o Credit Suisse: “embora o caso da Americanas possa ser um problema para as ações, acreditamos que as preocupações são injustificadas”. 

O banco cita dois fatores principais para afastar esses temores:

  • A AmBev não tem exposição a operações de financiamento de fornecedores;
  • Ao contrário da Americanas, a AmBev é um forte gerador de fluxo de caixa livre, com sólida dinâmica de capital de giro.

O Credit ressalta ainda que a AmBev vem passando por uma transformação cultural significativa após as mudanças na gestão em 2020, saindo do chamado '3G-way' em direção a um ecossistema triplo saudável e sustentável: consumidor-cliente- fornecedor.

O banco tem recomendação de compra para as ações ABEV3, com preço-alvo de R$ 18 — o que representa uma potencial de valorização de 33% com relação ao fechamento de sexta-feira (20). 

AmBev: caixa líquido x despesas financeiras 

A maior parte da dívida bruta da AmBev está relacionada à contabilidade de arrendamento IFRS-16 (cerca de 90% no terceiro trimestre de 2022), enquanto os empréstimos bancários representam a parte restante. 

As IFRS (International Financial Reporting Standards) são as Normas Internacionais de Contabilidade. A IFRS-16 fala sobre contratos de arrendamento — ou seja, locações financeiras em geral. No inglês, o arrendamento mercantil é tratado como leasing, termo também utilizado no Brasil.

Em ordem de relevância, a composição das despesas financeiras da AmBev é a seguinte: 

  • Valor justo das contas a pagar de acordo com os padrões IFRS-13;
  • Provisões de opções de venda na República Dominicana;
  • Provisionamento de incentivos fiscais e arrendamentos; 
  • Juros sobre dívidas.
  • Não perca dinheiro em 2023: o Seu Dinheiro conversou com os principais especialistas do mercado financeiro e reuniu neste material as melhores oportunidades de investimentos em ações, BDRs, fundos imobiliários e muito mais. ACESSE AQUI GRATUITAMENTE

3G pode exigir dividendos extraordinários para financiar a Americanas?

Alguns investidores têm questionado se os homens da 3G poderiam exigir dividendos extraordinários da AmBev via Anheuser-Busch Inbev para financiar uma possível injeção de capital na Americanas. 

Para o Credit Suisse, esse cenário é altamente improvável, uma vez que o trio 3G está vinculado a um acordo de acionistas (“Stichting”) válido até 2034 e, portanto, sujeito a algumas restrições. 

Consequentemente, o Stichting restringe os acionistas a transferir suas participações fora dos cessionários ou afiliados permitidos. 

Para fins de esclarecimento, a 3G Capital não é acionista da Anheuser-Busch Inbev, mas os três fundadores originais são por meio da entidade Stichting, com uma participação de 33,47%.

Compartilhe

NO BOLSO DO ACIONISTA

Copel (CPLE6) pode pagar dividendos extraordinários aos acionistas em 2024, mas com uma condição, diz CEO

1 de março de 2024 - 16:25

Para Daniel Slaviero, o ano de 2025 servirá para “extrair bastante valor da operação integrada e ganhar escala nos negócios que tenham bom retorno de capital”

BRIGA DE GIGANTES

Por que Elon Musk está processando a OpenIA, a ‘joia da coroa’ do mercado de inteligência artificial que ele ajudou a fundar?

1 de março de 2024 - 11:17

Musk foi um dos co-fundadores da OpenIA, lá em 2015, porém deixou o conselho da companhia em 2018

REPERFILAMENTO

Casas Bahia (BHIA3) negocia com bancos e consegue mais prazo para pagar R$ 1,5 bilhão em dívidas

29 de fevereiro de 2024 - 19:34

O acordo ainda precisa do sinal verde dos credores, mas, se aprovado, estenderá o vencimento de 69% do endividamento da companhia

VAREJO EM ALTA

Lucro ajustado da C&A (CEAB3) quase dobra e ações saltam 5% após balanço; o que analistas esperam da varejista?

29 de fevereiro de 2024 - 15:06

Os investidores não olharam muito para o lucro líquido real no último trimestre de 2023, que recuou 20,8% em relação ao mesmo período de 2022, a R$ 168,7 milhões

LAVAGEM VERDE?

Por que a unidade da JBS (JBSS3) nos EUA entrou na mira da procuradora que processou Trump

29 de fevereiro de 2024 - 13:20

O processo acontece no momento em que a gigante das carnes brasileira se organiza para listar suas ações em Nova York

RESSACA ARGENTINA

Como o “efeito Milei” fez o lucro da Ambev (ABEV3) ficar abaixo do esperado no 4T23; ações reagem em forte queda na B3

29 de fevereiro de 2024 - 10:08

Impacto do câmbio na Argentina, onde a Ambev é dona da tradicional marca Quilmes, afetou o lucro da cervejaria no quarto trimestre

A JÚNIOR DA VEZ

Prio (PRIO3) fará aumento de capital de R$ 2 bilhões; saiba para onde irão os recursos e o que muda para o acionista

28 de fevereiro de 2024 - 19:44

Na esteira da proposta de fusão de 3R e PetroRecôncavo, o conselho de administração da Prio autorizou a operação de olho na movimentação de pares do setor

ATENÇÃO, ACIONISTAS

Ultrapar (UGPA3) vai pagar mais de R$ 439 milhões em dividendos; veja quem terá direito ao provento

28 de fevereiro de 2024 - 19:21

A empresa vai depositar a soma, que equivale a R$ 0,40 por ação ordinária, no próximo mês, em 15 de março

SOB NOVA DIREÇÃO

Dança das cadeiras entre Suzano (SUZB3) e Rumo (RAIL3) dá novo CEO à gigante do papel e celulose

28 de fevereiro de 2024 - 19:07

Walter Schalka, atual presidente da Suzano, vai deixar o cargo e ser substituído pelo executivo que lidera a empresa de ferrovias e logística

MANDA E DESMANDA

A Vale (VALE3) é a dona do Brasil? Se depender de Lula, não. Declaração do petista esquenta o processo de sucessão da mineradora

28 de fevereiro de 2024 - 15:00

As ações da companhia operam com mais de 1% de queda na B3; saiba o que mais mexe com os papéis além da fala do presidente brasileiro

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies