🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Ricardo Gozzi
EM DESACELERAÇÃO

PIB de 2022 explica por que Lula chamou o Campos Neto para a briga; entenda a queda de braço entre o governo e o BC

PIB brasileiro cresceu 2,9% no ano passado, mas a economia registrou contração na passagem do terceiro para o quarto trimestre

Ricardo Gozzi
2 de março de 2023
12:48 - atualizado às 14:29
Lula com bandeira do Brasil e gráfico ao fundo
Lua deve ter ano difícil na economia em 2023. - Imagem: Shutterstock / Montagem Brenda Silva

A dinâmica do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2022 explica pelo menos em parte por que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou o Banco Central (BC) para a briga nos primeiros meses de seu governo.

A economia brasileira cresceu 2,9% no acumulado de 2022, o último ano de Jair Bolsonaro na presidência. Entretanto, a maior parte do crescimento deu-se no primeiro semestre.

No último trimestre do ano passado, o PIB recuou 0,2% em relação ao período anterior, dando continuidade a uma desaceleração que já vinha sendo antecipada pelos economistas.

Os dados consolidados da economia brasileira em 2022 foram divulgados nesta quinta-feira (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Alta dos juros pressiona a economia

Essa desaceleração deriva em grande do forte aperto monetário promovido pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do BC entre o primeiro trimestre de 2021 e o segundo semestre de 2022.

Num intervalo inferior a um ano e meio, a taxa básica de juro passou de 2% para 13,75% ao ano para debelar a inflação que chegou a superar os dois dígitos ao longo de 2022.

“Essa é uma tendência global”, afirma Rafaella Vitória, economista-chefe do Banco Inter.

A política monetária mais restritiva ajuda, inclusive, a explicar por que a expectativa para 2023 é de que a economia continue a desacelerar.

A estimativa atual do Banco Inter para o crescimento do PIB em 2023 é de uma alta de 0,8%, puxada por uma recuperação do setor agropecuário, que encolheu 1,7% em 2022. Segundo Rafaella, o resultado de 2022 não é suficiente para uma alteração dessa projeção.

  • Seu Dinheiro acaba de liberar um treinamento exclusivo e completamente gratuito para todos os leitores que buscam receber pagamentos recorrentes de empresas da Bolsa.[LIBERE SEU ACESSO AQUI]

O que puxou o PIB em 2022

No ano passado, a economia brasileira foi puxada pelo setor de serviços, com expansão de 4,2% na comparação com 2021.

Mirella Hirakawa, economista sênior da AZ Quest, observa que o choque da pandemia foi seguido de uma reorganização do consumo das famílias, impulsionado mais pelos serviços do que por bens.

De acordo com ela, as projeções da AZ Quest para a economia em 2023 devem ser revisadas para cima, em grande parte graças a uma expectativa de forte recuperação do setor agropecuário ao longo do ano.

De qualquer modo, o resultado do PIB de 2022 reflete em grande parte o cenário de juros elevados e aperto do crédito que desacelerou a economia no segundo semestre. “E essa deve ser a fotografia de 2023”, disse Carlos Lopes, economista do BV.

Diante do cenário, Rafaella Vitória critica a política fiscal expansionista do governo Lula. Segundo ela, a postura atual não abre espaço para que o BC reduza os juros e a inflação caia.

“A expansão fiscal neste momento de inflação elevada estimula a alta dos preços sem estimular a atividade econômica”, afirma.

Lula, Campos Neto e o PIB

O Banco Central pode ter feito a parte dele para combater a inflação subindo os juros. Mas Lula não parece muito disposto a pagar o preço da disparada dos preços na gestão do antecessor, que vai esfriar o PIB logo no primeiro ano do governo petista.

Diante da pressão sobre a economia com a Selic nos atuais 13,75% ao ano, Lula partiu para o ataque contra o BC e, em particular, o presidente da instituição, Roberto Campos Neto.

O governo não gostou nada da última decisão do Copom, que não só manteve os juros como sinalizou que as taxas ficarão nos patamares atuais por um período mais longo para conter a inflação. O IPCA, vale lembrar, segue bem acima da meta de 3,25% para este ano.

Para agentes do mercado, porém, a disputa pública só ajudou a colocar mais fogueira sobre os juros. Tanto que, nos últimos dias, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, conseguiu costurar um “armistício” entre o governo e o BC, que possui autonomia garantida em lei desde 2021.

Compartilhe

LOTERIAS

Parece tão fácil que quase estraga: 7 apostas dividem a Lotofácil; Mega-Sena e Quina acumulam ainda mais

21 de fevereiro de 2024 - 5:47

Enquanto a Lotofácil faz jus à fama de loteria menos difícil da Caixa, a Mega-Sena e a Quina continuam fazendo jogo duro

LOTERIAS

Lotofácil começa semana com 2 ‘quase-milionários’; Quina acumula e Mega-Sena promete uma fortuna hoje

20 de fevereiro de 2024 - 5:48

Ganhadores da Lotofácil estão separados por milhares de quilômetros; Mega-Sena está acumulada em R$ 87 milhões

PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

É MEI e está devendo para o banco ou para a Receita? Governo prepara ‘Desenrola’ para pequenas empresas que pode beneficiar 8 milhões de CNPJs

19 de fevereiro de 2024 - 17:32

A intenção é lançar até o mês que vem a versão para pessoas jurídicas do Desenrola Brasil

BOMBOU NO SD

O carnaval da bolsa, ‘petróleo branco’ na mira do BNDES e inflação recorde na Argentina — confira os destaques do Seu Dinheiro na semana

18 de fevereiro de 2024 - 10:13

Além da pulga atrás da orelha com o Carnaval, os leitores também buscaram se informar sobre a confirmação dos boatos de o BNDES quer financiar uma planta de refino de lítio, o recorde de inflação nda Argentina, uma nova fusão entre petroleiras e como fica um inventário com previdência privada

LOTERIAS

Dois sortudos dividem prêmio milionário da Lotofácil; Mega-Sena acumula e vai a R$ 87 milhões

18 de fevereiro de 2024 - 8:31

Uma aposta feita por meio de canais eletrônicos e outra realizada em uma lotérica de Blumenau, Santa Catarina, acertaram os 15 números sorteados ontem

AUTOMÓVEIS

Estes carros vão te levar mais longe: conheça os 5 modelos a diesel, gasolina, híbridos e elétricos com maior autonomia do mercado

18 de fevereiro de 2024 - 7:51

Da Ford Ranger ao Polo, elencamos os carros com maior autonomia à venda no Brasil, perfeitos para aquela viagem e para quem detesta parar no posto para abastecer

LOTERIAS

Esqueça Mega-Sena, Lotofácil e Quina: o novo milionário do Brasil vem de outra loteria

16 de fevereiro de 2024 - 5:54

Quando a Lotofácil, a Mega-Sena e a Quina furam, a Caixa Econômica Federal parece ter sempre uma loteria pronta para fazer um novo milionário

LOTERIAS

Lotofácil faz novos milionários em bolão na Grande SP; Quina acumula e Mega-Sena pode pagar uma fortuna hoje

15 de fevereiro de 2024 - 5:51

De acordo com a Caixa Econômica Federal, bolão ganhador da Lotofácil foi dividido em 3 cotas; Mega-Sena está acumulada em R$ 53 milhões

DEBANDADA DA CADERNETA

Aumento de saques da poupança afeta financiamentos imobiliários; conheça alternativas para compra de imóveis

14 de fevereiro de 2024 - 14:00

Com menos recursos na poupança, os bancos destinam menos dinheiro para Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), a mais tradicional fonte para empréstimos do setor

AUTOMÓVEIS

As fabricantes de carros chineses ficaram para trás? Essa é a montadora de automóveis elétricos que mais agrada seus clientes — e não é a Tesla nem a BYD

13 de fevereiro de 2024 - 15:34

Essa fabricante norte-americana conquistou o lugar da Tesla no ranking da Consumer Reports, enquanto a montadora de Elon Musk caiu para o quinto lugar

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies