🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
ÁGUA NA FERVURA

Os acenos de Campos Neto ao governo Lula no Roda Viva

Campos Neto defende regime de metas de inflação, mas sinaliza intenção de construir pontes com Lula e seus ministros

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
14 de fevereiro de 2023
6:35 - atualizado às 11:07
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central BC
Campos Neto concedeu entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, na noite de ontem, - Imagem: Divulgação

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, aproveitou o centro do Roda Viva para colocar água na fervura do embate público entre a autoridade monetária e o governo.

Na entrevista levada ao ar no fim da noite de segunda-feira pela TV Cultura, Campos Neto defendeu o regime de metas de inflação ao mesmo tempo em que sinalizou a intenção de construir pontes com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Vou fazer de tudo para aproximar o Banco Central do governo", disse ele, mas “sempre com uma atitude independente”.

Bolsonarista infiltrado?

Visto pelo Palácio do Planalto como uma espécie de bolsonarista infiltrado, Campos Neto procurou negar qualquer viés político na atuação do BC. Afirmou estar à frente de uma instituição de Estado, não de governo.

Em relação ao fato de ter ido votar em outubro vestindo uma camisa da seleção brasileira - símbolo do qual se apropriaram os eleitores de Jair Bolsonaro -, Campos Neto foi evasivo. Disse que todo mundo está aprendendo, inclusive ele.

Apesar do episódio e do fato de ter se aproximado de integrantes do governo anterior, o presidente do BC assegurou nunca ter participado de nenhum ato político a favor de Bolsonaro.

Sobre os incômodos manifestados pelo novo governo pelas mensagens da autoridade monetária, Campos Neto respondeu que fez alertas em todas as atas sobre os problemas fiscais, inclusive quando a equipe econômica era comandada pelo ex-ministro da Economia Paulo Guedes.

Campos Neto defende regime de metas

Alvo de duras críticas por causa da manutenção da taxa Selic em 13,75% ao ano, Campos Neto foi enfático nos comentários contra mudanças nas metas de inflação. Segundo ele, o regime em vigor desde 1999 funciona e eventuais alterações reduziriam a flexibilidade do BC.

Para o presidente do BC, também é importante que as regras não mudem no meio do jogo. Ao mesmo tempo, declarou-se contra um projeto de lei que demandaria unanimidade no Conselho Monetário Nacional (CMN) para eventuais alterações no regime de metas.

Campos Neto desmentiu rumores de que teria proposto mudança nas metas de inflação e argumentou que a medida não traria nenhum ganho de credibilidade. O que ocorreu, segundo ele, foram discussões para o aprimoramento do regime de metas, visando à sua eficiência.

Ponte com Haddad

O presidente do Banco Central disse concordar com os pedidos do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, quanto à harmonização entre as políticas monetária e fiscal.

"Em termos de harmonização, concordo 100% com o ministro Haddad, mesmo porque se de um lado você está estimulando e de outro está esfriando, você tem um processo que gera alguma ineficiência", afirmou Campos Neto.

Ele explicou que a ideia de harmonização é buscar uma conversa entre a atuação monetária e fiscal. "Se há fiscal mais enquadrado, a parte monetária é mais fácil de ser feita", pontuou.

Mais contato com Lula

Com mandato até dezembro de 2024, Campos Neto disse durante a entrevista que ainda não tem nenhuma reunião agendada com Lula, mas que gostaria de ter outra oportunidade para poder explicar a razão pela qual os juros estão altos.

Para ele, é importante que o BC e o Palácio do Planalto trabalhem conjuntamente e afirmou já ter marcado reunião com vários ministros, com a intenção de trabalhar em harmonia e um ambiente colaborativo em prol da sociedade.

"Gostaria de ter mais tempo para explicar a agenda do BC, principalmente o social, que a gente tem aí fator comum que é a grande preocupação com o social", disse ele.

Boa vontade

Campos Neto disse que a expectativa de convergência da inflação em direção à meta, que estava no cenário-base do Copom até dezembro, pode voltar com a apresentação do novo arcabouço fiscal, desde que seja claro, e avanço da reforma tributária.

Questionado sobre o que deveria ser feito no campo fiscal, esquivou-se. "Seria deselegante", afirmou. "Só há um mês de governo, precisa ter boa vontade."

Campos Neto à disposição do Congresso 

O presidente do BC também afirmou que vai atender aos convites do Congresso para explicar o nível atual da Selic no País.

Disse estar disposto a explicar "quantas vezes for necessário" o motivo dos juros altos do País. "É meu trabalho, vou quantas vezes precisar."

A gravação do Roda Viva começou às 17h da segunda-feira, quando a B3 ainda estava aberta. Como os presentes mantiveram os celulares desligados durante a entrevista, a repercussão no mercado é esperada para hoje.

Compartilhe

LOTERIAS

Quem será o próximo milionário? Mega-Sena acumula R$ 100 milhões e prêmio pode sair neste sábado (20)

20 de abril de 2024 - 17:20

O sorteio do prêmio está previsto para acontecer às 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte em São Paulo; apostas podem ser feitas até 19h

IMÓVEIS NOVOS x USADOS

Minha Casa, Meu FGTS: Construtoras questionam disponibilidade dos recursos e cobram novas regras do governo

20 de abril de 2024 - 16:43

Os empréstimos para financiar a aquisição de imóveis usados no programa Minha Casa, Minha Vida vem ganhando participação no orçamento do FGTS

O QUE ESPERAR DOS JUROS

Mudança de rota: Campos Neto deixa claro que BC pode reduzir o ritmo de cortes na Selic a partir de maio

20 de abril de 2024 - 16:04

O presidente do Banco Central afirmou que as suas declarações não são como um guidance, mas sim um exercício de transparência

PARA OS PRÓXIMOS ANOS

Bilionário mexicano anuncia investimento de mais de R$ 40 bilhões no Brasil após encontro com Lula

20 de abril de 2024 - 15:20

O fundador da América Móvil, empresa controladora da Claro, anunciou planos de investimentos para os próximos anos no Brasil

LISTA DA FORBES

‘Clube dos US$ 100 bilhões’: número bilionários com fortuna de 12 dígitos bate recorde em 2024; veja quem são

19 de abril de 2024 - 17:33

Em 2023, o “clube” tinha seis membros. Em 2020, apenas um: era Jeff Bezos, fundador da Amazon, que hoje aparece em terceiro lugar

MUDANÇA NO PÓDIO

Mark Zuckerberg ultrapassa Elon Musk e se torna terceiro homem mais rico do mundo, segundo ranking de bilionários da Bloomberg

19 de abril de 2024 - 15:00

Elon Musk, que encerrou 2023 como o homem mais rico do mundo, foi empurrado por Mark Zuckerberg para fora do pódio dos bilionários da Bloomberg

TRANSAÇÕES LIMITADAS

O fim das apostas esportivas no cartão de crédito: governo define novas regras para o ‘mercado bet’

18 de abril de 2024 - 14:31

Criada em 2018, a modalidade lotérica que reúne eventos virtuais e reais vem sendo regulamentada desde o ano passado

LOTERIAS

Lotofácil tem dois ganhadores, mas ninguém fica milionário — e outra loteria vai pagar prêmio de R$ 174 milhões nesta semana

18 de abril de 2024 - 9:37

Duas apostas cravaram as 15 dezenas sorteadas no concurso 3081 da Lotofácil; confira os números que saíram na loteria

COM A PALAVRA, O CHEFE DO BC

Qual o futuro dos juros no Brasil? Campos Neto dá pistas sobre a trajetória da taxa Selic daqui para frente

17 de abril de 2024 - 20:03

O presidente do banco central falou sobre a inflação, o mercado de trabalho e sobre a trajetória da economia durante entrevista para a CNBC

Oficializou

Senado aprova isenção de imposto de renda para quem ganha até dois salários mínimos por mês; projeto vai à sanção presidencial

17 de abril de 2024 - 19:08

Aprovação do projeto de lei oficializa medida provisória publicada pelo governo em fevereiro; limite de isenção do imposto de renda passa para R$ 2.824

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar