IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2023-01-04T13:30:31-03:00
Camille Lima
START NOS INVESTIMENTOS

BDRs para investir em janeiro: Veja a lista do Santander de ativos gringos negociados na B3 para ficar de olho neste mês

A corretora Santander escolheu 16 BDRs de companhias do exterior para investir neste mês, incluindo empresas como Amazon (AMZO34) e Apple (AAPL34)

4 de janeiro de 2023
13:30
Tela de cotações da bolsa Ibovespa
Tela de cotações - Imagem: Envato

Enquanto as festividades de fim de ano chegam ao fim, os brasileiros tradicionalmente preparam suas listas de metas e objetivos para 2023 — e os investimentos não ficam de fora do planejamento. Para os investidores que procuram opções de ativos gringos para lucrar, o Santander escolheu as melhores opções de BDRs para ficar de olho em janeiro na B3

A corretora elencou 16 BDRs — isto é, certificados de depósitos de ações das empresas estrangeiras negociados na bolsa de valores brasileira — de companhias do exterior para investir neste mês.

Apesar de as big techs não estarem vivenciando seus melhores dias nas bolsas globais, gigantes do mercado como Alphabet (GOGL34), Apple (AAPL34) e Amazon (AMZO34) figuram entre as escolhas favoritas dos analistas. 

Confira a lista dos BDRs preferidos do Santander para janeiro:

  • Alphabet (GOGL34)
  • Amazon (AMZO34)
  • Apple (AAPL34)
  • Berkshire Hathaway (BERK34)
  • Canadian Pacific Railway (CPRL34)
  • Charles Schwab (SCHW34)
  • Chevron (CHVX34)
  • Costco (COWC34)
  • Johnson & Johnson (JNJB34)
  • JPMorgan Chase (JPMC34)
  • Microsoft (MSFT34)
  • S&P Global (SPGI34)
  • Texas Instruments (TEXA34)
  • Thermo Fisher (TMOS34)
  • TransDigm (T1DG34)
  • Visa (VISA34)

BDRs da Alphabet, a dona do Google

Segundo o Santander, a Alphabet (GOGL34), holding que controla o Google, é dominante em “negócios-chave” relacionados à internet, como é o caso do Google, YouTube e até mesmo do sistema Android para smartphones.

Na visão dos analistas, com o desenvolvimento da indústria de publicidade digital, o negócio de venda de publicidade online da controladora segue impulsionando as receitas trimestrais da companhia.

“Conforme o comércio eletrônico [e-commerce] continue ganhando tração, os orçamentos publicitários de pequenos empreendedores tendem a expandir e serem capturados pelo ecossistema da companhia”, escreveu a corretora, em relatório.

Apesar de ser uma das principais escolhas do Santander de BDRs para investir em janeiro, os recibos de ações da Alphabet (GOGL34) acumularam desvalorização de 39,55% nos últimos 12 meses, cotados a R$ 39,90 na bolsa brasileira.

Leia também:

  1. O ano virou, mas 2022 continua: Salesforce avalia demitir 10% do quadro de funcionários
  2. Olha o peso real aí! Como funcionaria a moeda comum do Mercosul segundo o embaixador da Argentina no Brasil
  3. Microsoft investirá em startup de caminhões autônomos, diz Reuters

A Amazon (AMZO34) na bolsa brasileira

Uma das maiores empresas do varejo digital do mundo, os BDRs da Amazon operaram em queda livre na B3 nos últimos 12 meses, com desvalorização de 51,08% no período. No pregão de hoje, os ativos recuam 1,93%, cotados a R$ 22,92 na bolsa.

Apesar do desempenho negativo na bolsa de valores, os analistas do Santander consideram a Amazon (AMZO34) como a principal escolha em relação a suas concorrentes.

Isso porque, de acordo com a corretora, a empresa está bem posicionada após seu “super ciclo de investimentos em ativos logísticos” durante a pandemia para expandir a margem operacional da área de e-commerce, tanto no cenário doméstico quanto internacionalmente.

Os BDRs da Apple (AAPL34)

Mesmo com queda acumulada de 31,41% na bolsa brasileira nos últimos 12 meses, os BDRs da Apple (AAPL34) seguem compondo a lista de ativos gringos favoritos na B3 do Santander para janeiro.

Atualmente, os ativos da empresa da maçã são negociados a R$ 34,33 na bolsa de valores brasileira.

Na análise da corretora, a fabricante de iPhone conseguiu aumentar consistentemente os preços médios de vendas dos seus aparelhos eletrônicos.

Além disso, os analistas destacam o sucesso da big tech em tornar as linhas de receita menos cíclicas através do lucro com seu “imposto” sobre transações na App Store e de vendas de garantias estendidas.

A Berkshire Hathaway (BERK34) na B3

Apesar de a Berkshire Hathaway (BERK34) ter em seu portfólio de ativos ações de big techs como a Apple, a holding chefiada pelo megainvestidor Warren Buffett não teve um desempenho tão negativo na B3 quanto os demais BDRs da lista do Santander.

Os papéis BERK34 acumulam leve queda de 4,32% nos últimos 12 meses, atualmente negociados a R$ 85,19 na bolsa brasileira.

Segundo o Santander, a empresa utiliza a geração de caixa de suas operações para adquirir ativos nos mercados de capitais “de forma oportunística” — não é algo a se estranhar, uma vez que parte da estratégia de investimentos buffettiana consiste na busca por pechinchas.

A alocação de capital da empresa é composta pelo valor intrínseco de seus investimentos, na visão dos analistas, que incluem companhias de setores como alimentação, serviços financeiros, petróleo e tecnologia, como a Apple, o Bank of America (BofA) e a Chevron.

Os BDRs da Microsoft (MSFT34) na bolsa

Assim como outras empresas de tecnologia, a Microsoft teve um ano turbulento nos mercados financeiros. Os BDRs MSFT34 acumulam desvalorização de 31,34% em 12 meses, cotados a R$ 51,63 na B3.

Entretanto, para o Santander, a operação da empresa de Jeff Bezos é marcada por receitas recorrentes e retornos sobre o capital empregado elevados.

“Os seus softwares, incluindo o Windows, Office 365 e Microsoft Teams, estão presentes no cotidiano empresarial mundial, integrando um ecossistema próprio e garantindo à companhia uma capacidade irreplicável de vendas cruzadas de seus produtos e serviços”, dizem os analistas.

De acordo com a corretora, o maior ponto de crescimento da companhia é a divisão de computação em nuvem, a Azure.

Na visão dos analistas, a plataforma deve manter um “crescimento expressivo por anos a vir” uma vez que a digitalização empresarial ganha mais relevância no mercado.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

LOTERIAS

Lotofácil e Quina acumulam; Mega-Sena pode pagar R$ 115 milhões hoje

1 de fevereiro de 2023 - 6:01

Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada; Lotofácil e Quina também oferecem prêmios milionários nesta quarta-feira

maus ventos

O Brasil vai acabar? Inflação pode deixar de responder ao BC se Lula conseguir mudar meta, dizem gestores

31 de janeiro de 2023 - 21:24

Rodrigo Azevedo, da Ibiuna, e Felipe Guerra, da Legacy, estão com visão pessimista para o Brasil

DIA 31

Está confirmado: Lula vai para os EUA no dia 10 de fevereiro — veja o que ele vai discutir com Biden

31 de janeiro de 2023 - 20:06

Enquanto o encontro não chega, o petista tentou acalmar os ânimos dos investidores — que seguem desconfiados em relação à responsabilidade fiscal do novo governo

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa sobe em meio ao caos de um interminável janeiro; o que afeta a bolsa nos próximos dias?

31 de janeiro de 2023 - 18:57

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

MELHORES DO MÊS

Renascimento cripto: bitcoin (BTC) volta a brilhar, sobe mais de 30% e é disparado o melhor investimento de janeiro; títulos do Tesouro ficam na lanterna

31 de janeiro de 2023 - 18:46

As medalhas de prata e bronze foram para o ouro e para o Ibovespa, em um movimento de busca por segurança — e barganhas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies