🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
NOVA REVISÃO

Bancos dos EUA em perigo? Após balanços do 2T23, Moody’s rebaixa dez instituições regionais americanas — e isso é só o começo

A agência informou que outros seis gigantes financeiros dos EUA estavam sob análise para possíveis cortes futuros e mudou a perspectiva para negativa para outros 11 bancos

Camille Lima
Camille Lima
8 de agosto de 2023
11:23 - atualizado às 11:25
Bandeira dos EUA com cifrão em cima, representando oportunidade de ganhos com bolsa americana, juros
Imagem: Shutterstock

Enquanto os Estados Unidos contam com céus marcados por tons de cinza escuro e tempestuosas nuvens acumuladas sobre o setor bancário, as agências de classificação de risco mostram-se cada vez mais cautelosas com o país, com suas capas e guarda-chuvas à postos para o temporal que se aproxima.

Depois de a Fitch rebaixar o rating da a maior economia do mundo de ‘AAA’ — a nota de crédito mais alta na escala — para ‘AA+’ no começo do mês, é a vez da Moody’s de registrar suas preocupações com os bancos norte-americanos.

A agência de classificação de risco rebaixou a avaliação de vários pequenos e médios bancos regionais dos Estados Unidos. Ao todo, dez instituições foram cortadas pela Moody’s.

Nomes como o M&T Bank, Pinnacle Financial Partners e Commerce Bancshares estavam entre os rebaixados. A nota de crédito desses bancos caiu um nível, mas as instituições ainda seguiram com grau de investimento.

A agência informou na segunda-feira (07) que outros seis gigantes financeiros dos EUA, incluindo Bank of New York Mellon, Northern Trust, State Street e US Bancorp, estavam sob análise para possíveis cortes futuros.

Não suficiente, a Moody’s também mudou a perspectiva para negativa para outros 11 bancos norte-americanos, como o Capital One, Citizens Financial e Fifth Third Bancorp.

Por que a Moody’s rebaixou os bancos dos EUA?

A atualização indica que o setor financeiro norte-americano segue vulnerável a problemas, como o estresse que levou à quebra de alguns bancos menores no setor, como o Silicon Valley Bank (SVB). 

A crise no SVB desencadeou uma crise de confiança nas instituições financeiras dos EUA. Acontece que alguns bancos tiveram perdas não realizadas consideráveis ​​que não estão refletidas em seus índices de capital regulatório.

Na visão da Moody’s, essas instituições seriam vulneráveis ​​a uma perda de confiança no atual ambiente de altas taxas.

A visão mais conservadora da agência tem base nos balanços trimestrais recentes dos bancos, que registraram lucros menores e maiores custos de financiamento. 

"Os resultados do segundo trimestre de muitos bancos mostraram crescentes pressões de lucratividade que reduzirão sua capacidade de gerar capital interno", disse a Moody's, em nota.

“Isso ocorre quando uma recessão moderada nos EUA está no horizonte para o início de 2024 e a qualidade dos ativos parece cair de níveis sólidos, mas insustentáveis, com riscos específicos nas carteiras de imóveis comerciais (CRE) de alguns bancos”.

Uma pesquisa publicada na semana passada pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) mostra que os bancos dos EUA relataram padrões de crédito mais rígidos e uma demanda de empréstimos mais fraca durante o segundo trimestre.

Vale lembrar que o relatório segue o cenário de condições monetárias mais rígidas no país devido ao aumento dos juros mais acelerado pelo Fed. Em julho, o BC dos EUA elevou a taxa básica de juros para uma faixa de 5,25% a 5,5%,

A Moody’s projeta que as taxas de juros permaneçam mais altas por mais tempo até que a inflação retorne ao intervalo da meta do Fed. Além disso, as taxas de juros de longo prazo dos EUA também estão subindo, “o que colocará mais pressão sobre as taxas fixas dos bancos”, segundo a agência.

“Os bancos regionais correm um risco maior, pois têm capital regulatório comparativamente baixo”, observou a empresa.

*Com informações de CNBC e Estadão Conteúdo

Compartilhe

PANE NO SISTEMA

Bradesco fora do ar: bancos e filiais apresentam falhas em dia de pane em sistemas da Microsoft ao redor do mundo

19 de julho de 2024 - 9:17

A queda dos sistemas aparentemente foi causada por uma atualização da empresa de cibersegurança CrowdStrike

ALGUÉM NA ESCUTA?

Pane em sistemas da Microsoft força cancelamento de voos e desestabiliza serviços financeiros

19 de julho de 2024 - 7:44

A queda dos sistemas aparentemente foi causada por uma atualização da empresa de cibersegurança CrowdStrike

LOTERIAS

Lotofácil tem 3 acertadores e ninguém fica milionário; Mega-Sena e Quina acumulam de novo e prêmios disparam

19 de julho de 2024 - 5:58

Enquanto a Mega-Sena e a Quina “se fazem” de difíceis, a Lotofácil continua justificando o nome e distribuindo prêmios na faixa principal

PENTE FINO

Orçamento 2024: Haddad anuncia congelamento de R$ 15 bilhões para cumprir exigências do arcabouço fiscal

18 de julho de 2024 - 19:40

Segundo o ministro da Fazenda, governo Lula vai bloquear R$ 11,2 bilhões e contingenciar de R$ 3,8 bilhões

COM LUPA

Pente fino no orçamento: Lula autoriza medida adicional para revisão nas contas que vai levar a corte de R$ 25,9 bilhões

18 de julho de 2024 - 16:35

De acordo com o ministro da Fazenda, o assunto foi tratado em reunião com o presidente realizada na manhã desta quinta-feira (18) no Palácio do Planalto

ECONOMIA BRASILEIRA

Governo está comprometido com déficit fiscal zero em 2025 — mas Brasil precisa gastar “o necessário”, afirma Simone Tebet 

18 de julho de 2024 - 11:37

Em entrevista, ministra do Planejamento e Orçamento reforçou a importância de zerar o déficit no ano que vem, mas disse que o Executivo precisa garantir as políticas sociais

CORRIDA PELA CASA BRANCA

Por que você que investe em criptomoedas deveria se importar com a possível eleição de Donald Trump — e por que, no fim, não faz diferença para o bitcoin (BTC)

18 de julho de 2024 - 6:13

Em uma eleição tão polarizada, qualquer franja possível para ganhar eleitores é explorada pelos candidatos — e o setor de ativos digitais é uma dessas franjas

LOTERIAS

Lotofácil faz 2 meio-milionários enquanto Mega-Sena e Quina prometem verdadeiras fortunas hoje

18 de julho de 2024 - 5:47

Um “normal” e um “teimoso” dividem a Lotofácil de novo; Mega-Sena e da Quina sorteiam hoje prêmios da ordem de dezenas de milhões de reais

FALA, PRESIDENTE

Lula revela o que o faria descumprir a meta fiscal, defende prioridades do governo e diz não ter pressa para escolher sucessor de Campos Neto

17 de julho de 2024 - 8:46

“Você não é obrigado a estabelecer uma meta e cumpri-la se você tiver coisas mais importantes para fazer”, disse o chefe do Palácio do Planalto

LOTERIAS

Mega-Sena acumula, Quina tem sequência inacreditável e Lotofácil volta a fazer a alegria dos teimosos

17 de julho de 2024 - 5:51

Duas apostas vão dividir o prêmio principal da Lotofácil; prêmios da Mega-Sena e da Quina estão na casa das dezenas de milhões de reais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar