🔴 AÇÃO QUE JÁ DISPAROU 1.200% E AINDA ESTÁ BARATA – VEJA QUAL

Rodolfo Amstalden: Estamos ansiosos para mudar de assunto

Nos últimos 12 meses, debatemos apenas política e fiscal. Quando podemos voltar a falar de empresas, a Americanas vira tema dominante

25 de janeiro de 2023
19:41
Lupa destaca site da Americanas.com em tela de computador
Tela do site da Americanas.com - Imagem: Shutterstock

Fazia um bom tempo que não falávamos de empresas.

Passamos os últimos doze meses debatendo política e rombos fiscais, tanto no pré quanto no pós eleições.

Para o investidor de Bolsa, isso costuma ser um mau sinal - assim como, para o torcedor, é um mau sinal quando o juiz, o bandeirinha ou o cartola roubam o protagonismo que cabe aos jogadores e, eventualmente, ao técnico.

Mas veja só que azar: justo quando estávamos prontos para voltar a falar de empresas, fomos obrigados a falar da empresa errada, pelo motivo errado.

Poderíamos começar o ano abrindo a pauta sobre mais uma rodada de resultados resilientes de Itaú (ITUB4), Banco do Brasil (BBAS3) e BTG Pactual (BPAC11), imprimindo RSPLs consistentemente acima de 20%, faça chuva ou faça sol.

Poderíamos nos impressionar (mais uma vez) com a capacidade infinita de Arezzo (ARZZ3) e Weg (WEGE3) superarem consenso, ou com os múltiplos relativamente baratos (para um high quality) de Equatorial (EQTL3) e Localiza (RENT3).

Com alguma sorte, poderíamos até mesmo congratular Jean Paul Prates por deixar a Petrobras (PETR4) gerar caixa em paz, para o bem de todos e felicidade geral da nação…

Todavia, acabamos calados pela recuperação judicial da Americanas (AMER3), permeada por graves indícios de fraude, que seguem sob investigação.

Americanas arranha imagem do mercado

Ou seja, vamos passar um bom tempo ainda dominados por esse assunto incômodo, que não só destrói a marca da empresa e mancha a sonhática reputação do 3G (reversão à média?), como também atrapalha a própria imagem do mercado de capitais.

Porque não foram só os detentores de AMER3 que perderam dinheiro.

Ocorreu, na verdade, uma socialização das perdas, respingando - em maior ou menor grau - sobre acionistas e cotistas a graus de separação do epicentro do problema.

A percepção sistêmica de risco aumentou, e não vai se normalizar tão cedo.

Felizmente, a máxima talebiana da antifragilidade nos faz lembrar que as dores sistêmicas são sempre curadas, em detrimento das falências intrínsecas.

A cada ano, vários restaurantes quebram, alguns sobrevivem e - como resultado geral - estamos comendo e bebendo muito melhor do que 30 anos atrás.

Compartilhe

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Você leu o que o Fed escreveu para você?

22 de maio de 2024 - 20:05

O segredo para uma jornada de sucesso como investidor ou como empreendedor começa com algo bem simples… a leitura.

CRYPTO INSIGHTS

O mercado de criptomoedas está influenciando as eleições nos EUA? O que o ETF de ethereum (ETH) tem a ver com a política americana

21 de maio de 2024 - 20:05

Nesta semana uma votação crucial está prevista para acontecer em Washington e pode remodelar o panorama regulatório para os ativos digitais nos Estados Unidos

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Dez anos de “O Fim do Brasil”

20 de maio de 2024 - 20:01

Dez anos de lançamento de “O Fim do Brasil” e, afinal, a que fim chegou a economia do Brasil? Estamos em queda livre em direção ao pior?

Especial IR

Me mudei para Portugal, mas não entreguei a Declaração de Saída Definitiva do País; como regularizar a situação?

18 de maio de 2024 - 8:00

Documento serve para encerrar as obrigações fiscais do contribuinte no Brasil, mas este leitor não a entregou e agora recebeu uma herança

SEXTOU COM O RUY

A Petrobras (PETR4) desabou mais uma vez: surge uma barganha na bolsa com dividendos bilionários?

17 de maio de 2024 - 6:04

Nas últimas várias trocas no comando da Petrobras, não tivemos grandes mudanças no dia a dia da companhia, o que inclusive permitiu ótimos pagamentos de dividendos nos últimos anos, mesmo com CEOs distintos — será que agora também vai ser assim?

CRYPTO INSIGHTS

Os sinais favoritos para entender o curto prazo do bitcoin (BTC)

14 de maio de 2024 - 19:17

A tendência macroeconômica é de expansão de liquidez, e os indicadores de curto prazo que mais gosto estão favorecendo a tese de que estamos próximos do fundo local para a mais recente correção do mercado

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Vai piorar antes de melhorar? Milei começa a arrumar uma Argentina economicamente destruída

14 de maio de 2024 - 6:01

Em poucos meses, Milei conseguiu diminuir inflação, cortar os juros e aumentar reservas do Banco Central da Argentina, mas custo social é alto

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: O real vai morrer aos 30?

13 de maio de 2024 - 20:01

A decisão do Copom na semana passada foi inequivocamente ruim. Quando você tem um colegiado dividido entre os “novos” e os “velhos”, alimentam-se os piores medos. O Copom deveria saber disso.

Especial IR

Dúvidas cruéis sobre declaração de ações no IR: isenção, retificação, mudança de ticker, prejuízos e investimento no exterior

11 de maio de 2024 - 8:00

A Dinheirista responde algumas das suas dúvidas mais cabeludas sobre como declarar ações no imposto de renda

SEXTOU COM O RUY

Bolsa barata não basta: enquanto os astros locais não se alinham, esses ativos são indispensáveis para a sua carteira

10 de maio de 2024 - 6:07

Eu sei que você não tem sangue de barata para deixar todo o patrimônio em ações brasileiras – eu também não me sinto confortável em ver os meus ativos caindo. Mas há opções para amenizar as turbulências internas.

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar