🔴 PRIO3 E +9 AÇÕES PARA COMPRAR AGORA – ASSISTA AQUI

Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
DESTAQUES DO DIA

Commodities dominam o dia: 3R Petroleum (RRRP3) e Minerva (BEEF3) disparam, mas BRF (BRFS3) lidera perdas do Ibovespa

O grande destaque positivo do dia fica com as petroleiras. Mas nada de petrobras (PETR4), estamos falando das empresas privadas de porte menor, carinhosamente apelidadas de “juniores” por agentes do mercado.

Jasmine Olga
Jasmine Olga
11 de janeiro de 2023
14:24 - atualizado às 15:03
Commodities Meninas Super Poderosas Aço Petróleo Frigorífico
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Ibovespa está no caminho para emplacar a sua sétima alta consecutiva nesta quarta-feira (11), pegando carona no desempenho das bolsas globais. 

Como costuma ser frequente, o setor de commodities é o grande protagonista do dia — tanto na ponta positiva quanto na negativa. 

Isso porque os ganhos do dia são puxados pelo bom desempenho das petroleiras — que repercutem dados operacionais positivos, a forte alta do petróleo no mercado internacional e a melhora na recomendação dos papéis por parte de alguns bancos de investimentos. 

Já entre as maiores quedas da sessão, as empresas de proteína animal é que dominam as perdas — com destaque para a BRF (BRFS3). Nesse caso, o gatilho para a reação dos investidores também é um relatório divulgado por analistas, dessa vez analisando todo o segmento de frigoríficos negociado em bolsa. 

Confira as maiores altas da sessão:

CÓDIGONOMEVALORVAR
RRRP33R Petroleum ONR$ 42,609,01%
BEEF3Minerva ONR$ 14,336,54%
PRIO3PetroRio ONR$ 37,834,47%
LREN3Lojas Renner ONR$ 20,623,00%
SMTO3São MartinhoR$ 23,172,84%

Confira também as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVAR
BRFS3BRF ONR$ 8,36-7,73%
BPAN4Banco Pan PNR$ 5,76-5,57%
LWSA3Locaweb ONR$ 6,50-5,39%
SOMA3Grupo SomaR$ 9,89-3,89%
PETZ3Petz ONR$ 6,25-3,85%

O que mexe com as ações hoje?

O grande destaque positivo do dia fica com as petroleiras. Mas nada de petrobras (PETR4), estamos falando das empresas privadas de porte menor, carinhosamente apelidadas de “juniores” por agentes do mercado. 

Isso porque ontem (10), a 3R Petroleum divulgou os seus dados de produção referentes a dezembro de 2022 — surpreendendo positivamente os analistas e investidores. A companhia entregou o dobro de barris de petróleo por dia do que o visto em novembro. 

Os analistas enxergam que a companhia conseguiu otimizar os seus principais polos de produção, concluindo também a sinergia com aquisições recentes. 

Segundo Larissa Quaresma, analista de ações da Empiricus Research, a 3R ainda possui muito potencial a ser destravado. “Aguardamos a conclusão dos trabalhos em Macau, cuja produção tem o potencial de atingir 7 mil boe/d. Na frente inorgânica, ficamos na expectativa da incorporação do Polo Potiguar, que deve adicionar mais cerca de 20 mil boe/d à produção, e do Polo Pescada, que deve adicionar mais cerca de 500 boe/d”, acrescenta. 

Os bons números levaram algumas casas de análise a reverem suas projeções para as petroleiras. Para o JP Morgan, a 3R Petroleum é a melhor aposta do setor para se ter na carteira neste momento. Mas a PRIO (PRIO3) não fica muito atrás. Ambas as empresas possuem recomendação de compra. 

Não dá para deixar de fora o forte avanço do petróleo no mercado internacional. O preço do barril do brent avança após novas trativas para avançar em sanções contra a commodity russa. 

Frigoríficos

A BRF (BRFS3) e a JBS (JBSS3) têm um dia negativo na bolsa após a divulgação de um novo relatório de recomendações para o setor de proteínas feito por analistas do JP Morgan. 

Para o banco americano, com tantas oportunidades no cenário global e uma dinâmica de consumo enfraquecida, os papéis da JBS passaram de compra para neutro — com um corte brusco no preço-alvo, de R$ 54 para R$ 26.

Entre as justificativas para a mudança estão a queda da margem da carne bovina e de frangos nos Estados Unidos, polo importante para a empresa. Já a BRF continua com perspectivas fracas para o próximo trimestre, o que não anima os investidores

Enquanto a BRF e a JBS amargam perdas, as ações da Minerva (BEEF3) vão na direção contrária. 

O JP Morgan acredita que a companhia deve surfar um bom momento com a recuperação do preço da carne bovina para exportação. Isso porque os valores parecem já ter atingido o piso e olhando para o futuro, com a possibilidade de uma abertura mais ampla do mercado chinês, e a Minerva deve ver suas margens se expandirem — com uma maior disponibilidade de gado. 

Por isso, os analistas do banco elevaram a sua recomendação para os papéis de neutro para compra, com um preço alvo de R$ 17,00 — o que indica um potencial de valorização de mais de 27%

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa recua com pressão de bancos e Wall Street no vermelho; dólar sobe a R$ 5,18

15 de abril de 2024 - 6:43

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta segunda-feira (15) no vermelho, pressionado pelo desempenho dos bancos, que recuaram em meio à crescente aversão ao risco no mercado hoje. O principal índice de ações da B3 fechou o pregão em baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos. Já o dólar à vista avançou 1,25%, aos […]

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Prévia do PIB no Brasil e balanços nos EUA são destaque junto com Livro Bege nos próximos dias

15 de abril de 2024 - 6:20

As reuniões do FMI ao longo da semana permanecem no radar, com discussões focadas na estabilidade financeira global e nas estratégias para enfrentar as incertezas econômicas

TOUROS E URSOS

O enigma da Petrobras (PETR4): entre dividendos e “risco Lula”, vale a pena ter ações da estatal?

14 de abril de 2024 - 7:45

Ruído da intervenção do governo impede a Petrobras de negociar no patamar de companhias como Chevron e Exxon, segundo analista

TEMPESTADE PERFEITA

Como a escalada das tensões no Oriente Médio derruba as ações da Azul (AZUL4) e da Gol (GOLL4) na B3

12 de abril de 2024 - 16:10

A crise geopolítica pressiona as cotações do petróleo e do dólar, o que afeta os negócios das companhias aéreas

RISCO GLOBAL

Dólar bate em R$ 5,14  e atinge maior nível em seis meses — e aqui estão três motivos para a disparada da moeda norte-americana hoje 

12 de abril de 2024 - 13:25

O dólar também se valoriza ante as divisas globais; as cotações do petróleo e do ouro renovam máximas históricas

VEJA O QUE DIZ A COMPANHIA

Ações da JHSF (JHSF3) tombam 7% na B3; empresa se pronuncia após embargo do Complexo Boa Vista

12 de abril de 2024 - 12:12

A companhia afirmou, em comunicado enviado à CVM mais cedo, que seus advogados avaliam o “sentido e alcance” da liminar expedida na última quinta-feira

DESTAQUES DA BOLSA

Plano & Plano (PLPL3) despenca mais de 7% e registra maior queda da bolsa após prévia operacional; veja os números que desagradaram o mercado

12 de abril de 2024 - 11:33

O forte recuo é uma reação a números considerados neutros por parte dos analistas das principais casas brasileiras

NOVO FOCO DE INCÊNDIO

O cabo de guerra na Petrobras (PETR4) já tem um vencedor? Justiça suspende presidente do conselho de administração — e a estatal promete recorrer da decisão 

12 de abril de 2024 - 10:11

A suspensão de Pietro Mendes enfraquece o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, que é um dos pivôs da crise no comando da petroleira

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa entra no barril de pólvora do Oriente Médio e cai mais de 1%; dólar vira abrigo e fecha a R$ 5,12

12 de abril de 2024 - 6:45

RESUMO DO DIA: Não bastasse a semana agitada por dados de inflação, os mercados acionários entraram em modo de alerta com a escalada das tensões no Oriente Médio — e o Ibovespa não conseguiu ignorar o tom negativo do dia.  O principal índice da bolsa brasileira fechou em queda de 1,14%, aos 125.946 pontos. Na […]

DINHEIRO NOVO

Americanas (AMER3) chama acionistas para aprovar injeção de capital bilionária liderada por Lemann e bancos credores

11 de abril de 2024 - 10:07

Acionistas vão aprovar aumento de capital que pode chegar a R$ 41 bilhões. Lemann e bancos se comprometeram a colocar R$ 24 bilhões na varejista

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies