ESQUEÇA BITCOIN: outra criptomoeda de R$ 4 pode valer R$ 80 em breve; conheça aqui

Cotações por TradingView
2022-11-30T12:58:09-03:00
Carolina Gama
COMPRAR OU VENDER

Não é tão queridinha assim? Bank of America rebaixa e corta preço-alvo da Weg — saiba se é hora de pular fora de WEGE3

Potencial de valorização da empresa baixou para 12%. No mês, os papéis acumulam queda de 6,5%, mas no ano há ganho de 18%.

29 de novembro de 2022
17:43 - atualizado às 12:58
Comprar ou vender Weg WEGE3
Imagem: Shutterstock/Montagem: Maria Eduarda Nogueira.

Há alguns meses, a Weg foi considerada a empresa com mais chance de se beneficiar com a crise de energia na Europa e a com a guerra de Vladimir Putin contra a Rússia. Mas parece que o cenário mudou — e WEGE3 já não tem mais tanto espaço para continuar a escalada de ganhos como antes. 

Pelo menos é isso que acha o Bank of America (BofA), que rebaixou a recomendação das ações para neutra e cortou o preço-alvo de R$ 44 para R$ 42, o que representa um potencial de valorização de 12% com relação ao fechamento de segunda-feira (29). 

Os papéis da Weg fecharam hoje em alta de 0,56%, cotados a R$ 37,71. No mês, no entanto, WEGE3 acumula baixa de 6%; no ano, o ganho é de 18%. 

Não há mais espaço para a Weg (WEGE3)?

O múltiplo de preço/lucro (P/E) das ações da Weg (WEGE3) saltou para 32 vezes, sendo que, há alguns meses, estava em torno de 29 vezes — níveis muito acima da média histórica para o papel, de 25 vezes. 

Nas projeções do BofA, a tendência agora é que a receita da empresa desacelere em 2023 na comparação com os anos anteriores e que, após o recente bom desempenho, as ações da Weg não tenham mais espaço para manter o ritmo, pelo menos nos próximos 12 meses. 

Dois fatores principais explicam essa possível desaceleração da companhia em 2023, segundo o Bank of America: 

  • Várias divisões da Weg alcançaram um platô de curto prazo, devido a uma demanda mais fraca ou ao atingimento da capacidade máxima das plantas;
  • Repasse parcial dos aumentos de custos de matérias-primas para os consumidores nos próximos trimestres.

Pedidos firmes, mas exterior fraco

Assim como outras empresas que atuam em nível global, a Weg (WEGE3) não deve escapar dos efeitos de uma economia mundial em desaceleração, segundo o BofA. 

Enquanto a carteira de pedidos de produtos de ciclo longo da Weg permanece robusta ao longo de 2023 — cerca de 35% da receita consolidada —, a força da demanda de produtos de ciclo curto — cerca de 65% da receita — depende da economia global.

Segundo o banco, se as incertezas aumentam lá fora, o crescimento pode ser impactado e surpreender negativamente. 

Vale lembrar que a própria Weg alertou no terceiro trimestre que já percebeu menos pedidos de países europeus específicos, embora ainda não seja relevante. A Europa representa de 14% a 15% da receita da empresa — a grande maioria é proveniente de exportações do Brasil e da China. 

No longo prazo, o BofA espera que a Weg continue registrando forte crescimento de receita, expandindo a presença de seu portfólio, bem como ganhando participação em mercados no exterior. 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

DIAGNÓSTICO

Brasil tem grande potencial de expansão em bens domésticos, diz CEO da Magazine Luiza (MGLU3)

4 de fevereiro de 2023 - 16:34

Luiza Trajano, do Magazine Luiza (MGLU3), falou durante o Brazil Conference, em Lisboa

MUNDIAL DE CLUBES

Flamengo conhece adversário na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa; confira a data e o horário do jogo

4 de fevereiro de 2023 - 14:35

Veja também o caminho do Flamengo no Marrocos e onde assistir aos jogos do rubro-negro na busca pelo Mundial de Clubes

INSTABILIDADE

Pix fica fora do ar e usuários reclamam nas redes sociais

4 de fevereiro de 2023 - 12:11

A maioria das instabilidades no Pix aconteceu na sexta-feira (3) à noite, mas muitos clientes ainda reclamam por não conseguirem usar o serviço

O CERCO VAI APERTANDO

Oi (OIBR3) deve R$ 35 bilhões e corre risco de sofrer intervenção direta da Anatel

4 de fevereiro de 2023 - 9:55

O presidente da Oi (OIBR3) deve ser chamado para prestar esclarecimentos sobre a situação da empresa nos próximos dias

Aperta o play!

Além da Americanas (AMER3): a fila de empresas endividadas aumenta com Oi (OIBR3), Light (LIGT3) e CVC (CVCB3)

4 de fevereiro de 2023 - 8:11

A Americanas está numa situação financeira crítica, mas outras empresas da bolsa, como a Oi, também estão em maus lençóis. O que explica?

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies