O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-02T14:19:36-03:00
Estadão Conteúdo
EM CIMA DA HORA

Último obstáculo para a OIBR3: Tribunal do Cade coloca venda da Oi Móvel como primeiro item da pauta da sessão do dia 9

No Cade, a aprovação do negócio, que foi fechado por R$ 16,5 bilhões em dezembro de 2020, ainda é incerta

2 de fevereiro de 2022
14:19
Logotipo da Oi
O Cade têm até 15 de fevereiro para emitir uma decisão final sobre o negócio - Imagem: Shutterstock

O processo de venda da Oi Móvel é o primeiro item da pauta da sessão de julgamentos do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) marcada para a quarta-feira da próxima semana, dia 9 de fevereiro.

A lista de casos a serem analisados pelo Tribunal do Cade nesse dia está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira, 2. A sessão será realizada por meio remoto e terá início às 10 horas.

Com desfecho a ser definido bastante esperado pelo mercado de telefonia, a operação recebeu aval da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na última segunda-feira, 31, mas com a imposição de condicionantes para preservar a concorrência no setor.

No Cade, a aprovação do negócio, que consiste na compra da rede móvel da Oi por Claro, TIM e Vivo e foi fechado por R$ 16,5 bilhões em dezembro de 2020, ainda é incerta.

GUIA PARA BUSCAR DINHEIRO: baixe agora o guia gratuito com 51 investimentos promissores para 2022 e ganhe de brinde acesso vitalício à comunidade de investidores Seu Dinheiro

Conforme membros do órgão disseram ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) em janeiro, não é possível falar nem em aprovação e nem em rejeição, por enquanto.

Assim, as empresas negociam "remédios" com o Cade para tentar aprovar a operação e mitigar efeitos anticoncorrenciais.

Em novembro do ano passado, a Superintendência-Geral do Cade recomendou a aprovação do negócio, desde que acompanhada de medidas para atenuar os efeitos da concentração de mercado. O despacho descartou a necessidade de venda de ativos.

A análise do processo da Oi foi marcada na reta final do prazo. O Cade têm até 15 de fevereiro para emitir uma decisão final sobre o negócio.

Além da venda da Oi Móvel, a sessão do Cade da próxima semana tem outros nove itens na pauta, entre embargos de declarações, recursos e processos administrativos.

Um dos processos administrativos mira Claro, Oi Móvel e Telefônica Brasil. O caso foi movido pela Sencinet Brasil Serviços de Telecomunicações Ltda., antiga BT Brasil Serviços de Telecomunicações Ltda.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

'PERGUNTA PRO SACHSIDA'

Bolsonaro se pronuncia sobre ‘fritura’ e possível substituição do presidente da Petrobras (PETR4)

Bolsonaro voltou a dizer que “ninguém vai tabelar preço de combustível”, mas afirmou que a “finalidade social” da Petrobras não está sendo cumprida

BAIXOU A PREVISÃO

Magazine Luiza (MGLU3) rebaixado: JP Morgan corta previsão para ações antes do balanço de amanhã, mas projeção ainda é de alta de quase 50%; entenda motivos

O cenário de alta dos juros deve pressionar o varejo, mas o JP Morgan entende que a empresa está bem posicionada no setor

ESFRIOU

Ano deve ter queda de fusões e aquisições, mas 2022 conta com negócios de grante porte até o momento; relembre algumas delas

Entre os fatores que causaram essa freada, estão a guerra entre Rússia e Ucrânia e a expectativa de desaceleração na China, após lockdowns para conterdos casos de covid

SEU DIA EM CRIPTO

Terra (LUNA) não acompanha recuperação do bitcoin (BTC) neste domingo; criptomoedas tentam começar semana com pé direito

Mesmo com a retomada de hoje, as criptomoedas acumulam perdas de mais de dois dígitos nos últimos sete dias

A COISA VAI ESQUENTAR

Novo capítulo da guerra? Vizinhos da Rússia, Finlândia e Suécia devem se juntar à Otan e tensão na região aumenta

Vladimir Putin, presidente russo, já havia dito que a entrada dos países na Organização exigiria retaliações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies